Arrepiante!

RIO DE JANEIRO – No começo deste vídeo, uma voz diz o seguinte: “O som do motor Matra é simplesmente espetacular. É o som da potência.”

Concordo plenamente. Então, deliciem-se com a verdadeira sinfonia proporcionada pelo propulsor MS73 V12 com Jacques Laffite guiando a Ligier JS9 pelo circuito de Monza em 1978. Arrepiante!

Anúncios

Direto do túnel do tempo (116)

1150843_563583537046135_205690565_nRIO DE JANEIRO – O ano é 1992. À direita na foto, bochechas grandes e inconfundíveis, Michael Andretti, campeão da temporada de 1991 da CART, a Fórmula Indy da época. O jovem de rosto imberbe e à época irreconhecivel é ninguém menos que Dario Franchitti, que tinha 18 anos na ocasião. A foto é de uma premiação da Autosport britânica, que laureou o escocês com o troféu de Young Driver of the Year – referente ao ano anterior, é claro. Franchitti andava na extinta Fórmula Vauxhall Junior, na ocasião.

Como o mundo gira e a Lusitana roda, quem poderia prever que, tempos depois, entre 2003 e 2007, os dois trabalhariam juntos e Franchitti seria também campeão da Fórmula Indy?

Há 21 anos, direto do túnel do tempo.

 

Discos eternos – A hard day’s night (1964)

new_zealand_a_hard_days_night_lp

RIO DE JANEIRO – Bastou Ringo Starr proferir num dia de ensaios a frase “It’s a hard day’s night”, que aconteceu o estalo. Estavam aí, em uma só tacada, o nome de mais um disco e do primeiro filme dos Beatles.

A agenda da banda já estava apertada e ir para a telona era só o que lhes faltava: afinal, vendiam discos como água na Inglaterra e EUA, faziam turnês disputadíssimas, divertidos programas de rádio – cujas gravações originaram diversos discos tão bons quanto póstumos e – claro – apareciam na TV, onde não raro faziam números inesquecíveis em programas de auditório como o Ed Sullivan Show, ou de comédias, quando chegaram a fazer uma versão hilária de “Moonlight Bay”, na TV inglesa, no programa de Eric Morecambe e Ernie Wise.

O terceiro disco dos Beatles foi concluído a toque de caixa, assim como o filme – produzido pela United Artists e com direção de Richard Lester. John Lennon e Paul McCartney tiveram meras duas semanas para compor as canções que fizeram parte do filme, as sete primeiras do “lado A” dos antigos vinis. E não por acaso, este foi o único dos 13 discos oficiais dos Fab Four com todas as faixas “assinadas” Lennon-McCartney.

E apesar da rapidez com o que o trabalho teve de ser feito, o disco é repleto de clássicos do grupo. John Lennon predomina e brilha intensamente cantando dez das 13 canções, começando pela faixa-título, a belíssima balada “If I fell” e “I’ll be back”, a última do álbum. Paul McCartney não faz feio, com outra música ao estilo Macca – “And I love her” e a ótima “Can’t buy me love”. A outra música do baixista é “Things we said today”, outro hit do grupo.

“Can’t buy me love”, aliás, teve de ser gravada no estúdio Pathé Marconi, em Paris (o filme foi rodado na França) e além desta, os Beatles fizeram duas versões em alemão para “She loves you” e “I wanna hold your hand”, rebatizadas “Sie liebt dich” e “Komm, gib mir deine hand” – porque no começo da carreira, quando ainda eram quinteto e tinham Stuart Sutcliffe no baixo e Pete Best na bateria, o grupo fez longas temporadas na Alemanha, onde o culto a banda era grande já em 64.

George Harrison teve a oportunidade de cantar apenas uma música, “I’m happy just to dance with you” e para Ringo, desta vez, não sobrou nada a não ser contribuir com a cozinha beatle.

Com músicas que grudavam feito chiclete nos ouvidos, A hard day’s night tinha um pecado: ser um disco curto, com apenas meia hora de músicas – menor que o antecessor. Mas foi mais uma prova de que os Beatles, como grupo, queriam voar cada vez mais e mais alto.

Ficha Técnica de A Hard Day’s Night
Selo: Parlophone / EMI
Produção de George Martin
Gravado na Inglaterra e em Paris, em 1964
Tempo total das faixas: 29’47”

Músicas:
1. A hard day’s night (Lennon-McCartney)
2. I should have known better (Lennon-McCartney)
3. If I fell (Lennon-McCartney)
4. I’m happy just to dance with you (Lennon-McCartney)
5. And I love her (Lennon-McCartney)
6. Tell me why (Lennon-McCartney)
7. Can’t buy me love (Lennon-McCartney)
8. Anytime at all (Lennon-McCartney)
9. I’ll cry instead (Lennon-McCartney)
10. Things we said today (Lennon-McCartney)
11. When I get home (Lennon-McCartney)
12. You can’t do that (Lennon-McCartney)
13. I’ll be back (Lennon-McCartney)