6h de São Paulo – ao vivo: Audi na pole com dobradinha

IMG_7194

SÃO PAULO – Dominante em dois dos três treinos livres das 6h de São Paulo, a Audi conquistou neste sábado a pole position para a corrida que acontece amanhã a partir do meio-dia no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos. O carro #1 dos atuais campeões Marcel Fässler/Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer larga na posição de honra, com a média das quatro voltas em 1’21″303 – sendo que a melhor das quatro voltas foi exatamente a primeira, em 1’20″784, cravada por Fässler.

O #2 de Tom Kristensen/Allan McNish/Loïc Duval foi batido, no cômputo da média das voltas, por apenas 0″050 – uma diferença ínfima demais para ser levada em conta em termos de performance. A melhor volta do carro no treino foi 1’21″024.

A Toyota foi batida por apenas 0″277 e o time optou por revezar Anthony Davidson e Sébastien Buemi. Escolha óbvia, pois o suíço tem mais a mão da pista por sua experiência recente de Fórmula 1. A equipe de Pascal Vasselon sabe que só poderá superar a Audi em dois pontos: na estratégia, especialmente no risco de double stints sem trocar pneus nos reabastecimentos e, sobretudo, no uso do sistema híbrido, posto que o da Audi funciona a uma velocidade superior a 120 km/h porque a atuação dele é nas rodas dianteiras – ao contrário do TS030.

Em Interlagos, a diferença de performance do Lola da Rebellion, único LMP1 não oficial inscrito, para os carros de fábrica, não foi tão grande. O carro #12 ficou a apenas 2″320 da pole, o que se credita, em parte, às características do circuito. Pódio na geral? Só em caso de hecatombe com um dos Audi ou com o Toyota…

IMG_7182

Na LMP2, a luta foi igualmente renhida e quem riu por último foi a G-Drive Racing. John Martin e Mike Conway levaram o #26 à pole com a média de 1’27″355 nas quatro voltas somadas dos dois pilotos. Outro Oreca 03 Zytek Nissan ficou em segundo, com a equipe Pecom Racing obtendo um ótimo resultado, superando os vencedores de Le Mans no Morgan #35 da OAK Racing.

A Greaves Motorsport teve boa performance com seu Zytek Z11SN, único exemplar da classe, obtendo o quarto tempo, à frente do Lotus #32 e do #24 de Alex Brundle/Olivier Pla/David Heinemeier-Hänsson. Outro carro que poderia ter brigado pela pole, o #25 da Delta-ADR, teve um furo de pneu com Robbie Kerr e ficou com o último tempo na qualificação.

IMG_6707

Na LMGTE-PRO, nenhuma surpresa: Aston Martin na pole position. Surpresa, sim, foram os responsáveis pelo melhor tempo: Richie Stanaway e Pedro Lamy, com o neozelandês marcando o excelente tempo de 1’32″992 e a pole foi conquistada com a média de tempo em 1’33″340, apenas 0″121 abaixo do tempo do Porsche #92 de Marc Lieb/Richard Lietz. A dupla formada por Stefan Mücke/Darren Turner desta vez não repetiu a pole do ano passado e larga de 3º no pelotão de carros da classe.

Já o #99 de Bruno Senna/Rob Bell ficou em sexto na divisão. O brasileiro não ficou, obviamente, satisfeito com o resultado, mas lembrou que a corrida pode se decidir no tráfego, na estratégia e no consumo de pneus e combustível. A média dos dois pilotos ao fim da sessão foi de 1’33″818.

IMG_7064

A AF Corse levou a melhor na LMGTE-AM, graças a Matt Griffin e Marco Cioci. A dupla do #61 registrou a média de 1’34″577 e bateu a tripulação do Aston Martin #95, toda de pilotos dinamarqueses. Porém, o carro italiano foi desclassificado por uma irregularidade técnica e terá que largar do fim do grid.

A Ferrari #81 da 8Star Motorsports, com Rui Águas e Davide Rigon, conseguiu um bom terceiro posto no grupo na pista, herdando com a desclassificação do #61 a segunda posição no grid. Em contrapartida, a Larbre Competition ficou com a pior média entre os carros do grupo: o Corvette C6-R é 40 kg mais pesado que os Aston Martin da classe e, embora o carro seja um dos mais rápidos em reta, falta equilíbrio e na parte mais travada o #50 tem sérios problemas de saída de frente. O resultado não podia ser pior: último para o carro de Fernando Rees/Patrick Bornhauser/Julien Canal.

Além da mudança do resultado do #61 por desclassificação técnica, outros dois carros serão obrigados a partir do fundo do pelotão: o #57 da Krohn Racing e o #76 da IMSA Performance Matmut, porque dois de seus pilotos – Tracy Krohn e Christophe Bourret – não conseguiram estabelecer um tempo dentro do limite de 110% da pole position, como exigido pelo regulamento do ACO.

Fotos: Tarso Marques Lima

Anúncios

2 respostas em “6h de São Paulo – ao vivo: Audi na pole com dobradinha

  1. rodrigo mattar, essas entrevistas que se faz em interlagos, vai em algum programa no fox sports?ou é so para seu blog?e por que o kazuki nakajima e o wurz não tão correndo essa etapoa do endurance?

    • As entrevistas estão só no blog. O Fox Sports não faz o evento. Veja a classificação do campeonato e você saberá porque Wurz, Lapierre e Nakajima não estão correndo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s