6h de São Paulo – ao vivo: campeões na frente no último treino livre

1185004_3459967395947_1961478040_nSÃO PAULO – Os atuais campeões mundiais do WEC, Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer/Marcel Fässler, terminaram o terceiro e último treino livre para as 6 horas de São  Paulo na frente da concorrência. Com o e-tron quattro #1, o trio virou em 1’21″292 na melhor marca da sessão, deixando o Toyota de Stéphane Sarrazin/Sébastien Buemi/Anthony Davidson pouco mais de um décimo atrás. O outro Audi, de Tom Kristensen/Loïc Duval/Allan McNish, ficou em terceiro a meros dois décimos. A luta pela pole promete muito!

1173695_3461350070513_594119140_n

Na LMP2, o Oreca #25 da Delta-ADR registrou a melhor marca, com Robbie Kerr/Tor Graves/James Walker a virar em 1’27″307, dois décimos abaixo do Morgan #35 de Martin Plowman/Bertrand Baguette/Ricardo Gonzalez. Mais um Morgan, o #24 de Alex Brundle/David Heinemeier-Hänsson/Olivier Pla, foi o terceiro, com o Zytek da Greaves em quarto e a G-Drive em quinto. O melhor dos dois Lotus T128, únicos carros da divisão com motor Judd, foi o sexto no grupo.

1175758_3461349430497_1436715204_n

A GTE-PRO teve mais uma vez o Aston Martin Vantage de Darren Turner/Stefan Mucke em primeiro, marcando 1’33″126, apenas 0″041 melhor que o Porsche de Jörg Bergmeister/Patrick Pilet. A Ferrari da AF Corse melhorou bastante: ficou em 3º, guiada por Gianmaria Bruni/Giancarlo Fisichella. O Aston de Bruno Senna/Rob Bell ficou em sexto – e os sete carros do grupo ficaram dentro do mesmo segundo durante o terceiro treino livre.

Na LMGTE-AM, deu 8Star Motorsports: o carro de Enzo Potolicchio/Rui Águas/Davide Rigon ficou em primeiro com 1’34″393 – diferença mínima para os dois Aston Martin desta divisão. O Corvette #50 da Larbre Competition, do brasileiro Fernando Rees, ficou em último.

Anúncios

6h de São Paulo – áudios: entrevista com Tracy Krohn

1017000_3459560585777_1944887487_n

SÃO PAULO – O moço da foto ao lado do blogueiro é mesmo uma simpatia. E se quisesse, não seria. Afinal, Tracy Krohn é um homem riquíssimo – uma das maiores fortunas dos EUA, de acordo com a Forbes. Mas, como eu e você, leitor deste blog, ele tem no automobilismo uma enorme paixão. Conversamos na garagem do time nesta sexta-feira e ele me recebeu com a simpatia e a fidalguia de sempre.

Ouça!

Foto by Barbara Burns, assessora da Krohn Racing, tirada do meu smartphone

6h de São Paulo – áudios: entrevista com Ricardo Gonzalez

MOTORSPORT - TESTS LE CASTELLET WEC 2013

SÃO PAULO – Neste primeiro dia de treinos livres em Interlagos, conversei em espanhol com o piloto mexicano Ricardo Gonzalez, vencedor da 24 Horas de Le Mans na classe LMP2 ao lado de Martin Plowman e Bertrand Baguette com o Morgan LMP2 Zytek Nissan da OAK Racing. Clique e ouça.

6h de São Paulo – áudios: entrevista com Stéphane Sarrazin

AUTO / LE MANS SERIES : 1000 KM DO ALGARVE 2010

SÃO PAULO – Tive a oportunidade de conversar hoje com o piloto francês Stéphane Sarrazin, que representa a Toyota no WEC no restante da temporada a partir desta etapa de Interlagos. Ele fala de sua experiência com a categoria mundial e com os Daytona Prototypes da 8Star Motorsports. Vale a pena dar uma ouvida.

6h de São Paulo – áudios: coletiva dos pilotos sul-americanos do WEC

CAM00115[1]

SÃO PAULO – Acompanhe através do arquivo abaixo a coletiva de imprensa dos pilotos sul-americanos do World Endurance Championship. Participaram os brasileiros Lucas Di Grassi (que não disputa a corrida neste fim de semana), Bruno Senna e Fernando Rees, o argentino Luis Perez-Companc e o venezuelano Enzo Potolicchio. Clique e ouça.

6h de São Paulo, ao vivo – Audi faz 1-2 em Interlagos

1238307_3459965595902_1479543428_n

SÃO PAULO – A Audi também apresentou armas no segundo treino livre e fez a dobradinha em Interlagos com seus R18 e-tron quattro. O carro #2 de Allan McNish/Tom Kristensen/Loïc Duval registrou 1’21″904 e ficou com a primeira posição, contudo sem bater a marca do Toyota de Anthony Davidson/Sébastien Buemi/Stéphane Sarrazin, obtida no treino livre de manhã – e que foi a melhor marca no combinado das duas sessões.

O e-tron #2 bateu o #1 por milésimos de segundo, já que os campeões mundiais Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer/Marcel Fässler foram superados por meros 0″152. O Toyota #8 ficou a sete décimos neste segundo treino e o Lola da Rebellion, desta vez, foi separado dos LMP1 híbridos por pouco mais de dois segundos. Dadas as circunstâncias, é excelente.

Na LMP2, o Oreca #26 da G-Drive Racing, de John Martin/Roman Rusinov/Mike Conway fez o seu melhor tempo em 1’27″642 e foi o mais rápido do dia no grupo, superando a marca dos dois Morgan da OAK Racing que tinham dominado a sessão livre inicial. Desta vez, só o #35 mostrou alguma coisa, pois foi o segundo mais rápido, com o Oreca #25 da Delta-ADR em terceiro lugar.

A Aston Martin fez, a exemplo da Audi, 1-2 na principal categoria de Grã-Turismo. O #97 de Darren Turner/Stefan Mucke cravou 1’33″451, quatro décimos abaixo do #99 de Bruno Senna/Rob Bell, que melhorou mais de um segundo e três décimos em relação à primeira sessão. O Porsche #92 de Marc Lieb/Richard Lietz foi o terceiro colocado neste treino, seguido do terceiro Vantage inscrito na divisão. A melhor Ferrari, a de Gianmaria Bruni/Giancarlo Fisichella, veio só em quinto e a oito décimos do melhor tempo do grupo.

Novamente na LMGTE-AM a Aston Martin deu as cartas, com o #95 de Nicki Thiim/Kristian Poulsen/Christoffer Nygaard como o mais rápido, o que já acontecera no treino livre #1, aliás. O carro do time britânico foi três décimos superior ao Porsche #76 da IMSA Performance Matmut. A Ferrari #81 da 8Star Motorsports ficou em terceiro neste treino.

6h de São Paulo, ao vivo – deu Toyota no primeiro treino

SÃO PAULO – Boa tarde, torcida amiga. A Toyota começou na frente da Audi no duelo particular entre as duas grandes montadoras do World Endurance Championship (WEC). No primeiro treino livre, que acabou há pouco, Anthony Davidson cravou a melhor volta da sessão em 1’21″881, oito décimos abaixo do Audi #1 dos atuais campeões da competição.

Cabe lembrar que a Toyota estreia em Interlagos um novo pacote aerodinâmico e, se compararmos o número de voltas do TS030 Hybrid com os modelos germânicos e o número de vezes que os carros estiveram nos boxes ao longo da hora e meia de treino livre, talvez os japoneses tenham apostado em colocar menos combustível no carro em relação aos e-trons, que deram 35 voltas – oito a menos que o carro rival.

Enfim, são só conjecturas…

No mais, o Lola da Rebellion ficou a três segundos e meio do TS030, o que não pode ser considerado tão ruim assim. O problema para o time helvético é a falta de concorrência entre os não-oficiais, pois com a ausência da Strakka, o time do carro #12 ficou sozinho e nem existe a chance de vermos o #13 de volta – já que, como o blog explicou anteriormente, a equipe terá seu próprio projeto de chassi em 2014.

Na LMP2, dobradinha da OAK Racing, com o #24 de Brundle/Pla/Heinemeier-Hänsson adiante do #35 de Baguette/Gonzalez/Plowman. Os dois carros viraram na casa de 1’28” baixo, com o Oreca da Pecom em terceiro e o carro da G-Drive em quarto – sendo os únicos a virar abaixo de 1’29” nesta divisão.

Aston Martin-Porsche-Ferrari: esta foi a ordem do primeiro treino na LMGTE-PRO, com o carro #97 de Stefan Mücke/Darren Turner liderando entre os sete bólidos da classe, na marca de 1’33″648, bem à frente do #92 de Richard Lietz/Marc Lieb, que virou em 1’34″160. A Ferrari #51 de Gianmaria Bruni/Giancarlo Fisichella cravou 1’34″298, meio segundo abaixo do Aston Martin #99 de Bruno Senna/Rob Bell, que ficou com a última posição no grupo.

Na LMGTE-AM, mais um Aston Martin ao comando: o #95 de Nicki Thiim/Christoffer Nygaard/Kristian Poulsen acabou a primeira sessão com a melhor marca em 1’35″287, seguido do #96 de Stuart Hall/Jamie Campbell-Walter e do #81 de Enzo Potolicchio/Rui Águas/Davide Rigon. O Corvette de Fernando Rees/Patrick Bornhauser/Julien Canal ficou com a penúltima posição do grupo, em 1’35″823.