Judd V8: uma alternativa para os particulares da LMP1 no WEC

558407_548871151853100_1429615529_n

RIO DE JANEIRO – Uma excelente novidade para o Campeonato Mundial de Endurance (WEC): a Engine Developments, através do engenheiro John Judd, confirmou que vai regressar ao status de fornecedora de motores para a divisão LMP1 de protótipos, de acordo com o novo patamar de regulamento que entra em vigor a partir de 2014.

A unidade, que está em desenvolvimento desde julho, é derivada da atual mecânica usada na LMP2 com bloco BMW, mas com cilindrada alterada para 4,4 litros de deslocamento. “Depois de longas discussões com vários fabricantes de chassis e um trabalho importante na simulação, optamos naturalmente por um V8. Esta é a maneira mais sensata e de custo eficaz para fornecer um motor confiável e competitivo para as equipes privadas em 2014 e além. Em alguns aspectos, a nossa plataforma V10 poderia ser uma solução, mas sentiu-se que este não era o ideal, dada a redução do peso mínimo para os LMP1 em 2014.”, confirmou Judd.

O construtor de 71 anos de idade, que inclusive trabalhou para a Fórmula 1 na Brabham nos anos 60 (fez os motores Repco do time quando tinha apenas 23 anos) e depois tornou-se fornecedor independente de motores no boom dos V8 no fim dos anos 80, aproveitando suas boas relações com a Honda, para quem desenvolveu blocos de motor na Indy e Fórmula 3000, está entusiasmado com o novo projeto.

“O novo motor está funcionando desde o início de julho, com um programa abrangente de desenvolvimento. A injeção direta e toda a avaliação de controle eletrônico do motor estão excelentes”, comenta.

Judd espera que o motor seja testado na pista no início de 2014.

“Nós temos um monte de trabalho de desenvolvimento a fazer”, continua . “Os testes vão acontecer dentro do previsto e os resultados iniciais são encorajadores.”

É um alento para a LMP1 saber que Judd irá voltar. A principal divisão de protótipos merece ter motores competitivos também para as equipes não-oficiais e aí está uma alternativa viável. A temporada 2014 já tem confirmadas a Audi, a Toyota e a Porsche, além da Rebellion Racing com seu novo chassis R-One com o motor RKV8LM da Toyota. A OAK Racing está em vias de finalizar seu projeto para o próximo ano. Aguarda-se também um posicionamento da Honda (HPD) e até a Audi pode aparecer no ano que vem como fornecedora de motores para times privados, usando como base seus propulsores do DTM.

Estaremos na torcida.

Anúncios

4 respostas em “Judd V8: uma alternativa para os particulares da LMP1 no WEC

  1. Minha dúvida é qual equipe usaria este motor? A OAK racing só ou nem esta. Há espaço para mais equipes no WEC na LMP1? Ou será que vem aí uma surpresa das boas? Os Judds nunca foram competitivos na F1. Nada leva a crer que vão funcionar bem na LMP1.

    • A Judd tem mais sucesso no Endurance do que teve nos monopostos. Os construtores menores de protótipos gostam de trabalhar com esses motores. Para a LMP1, é bom que haja mais opções mecânicas para o futuro, contribuindo para o crescimento da divisão principal de protótipos junto aos times particulares e fabricantes independentes de chassis.

  2. Considero importante essa nova alternativa. Para que ela realmente dê certo, tudo vai depender do panorama dos times independentes da LMP1 no próximo ano. Espero, sinceramente, que tenhamos novas equipes para disputar a primazia dos particulares com a Rebelion.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s