Petit Le Mans: Jani conquista segunda pole seguida da Rebellion

s1_1 (1)

RIO DE JANEIRO – Foi fácil. A Rebellion Racing, graças a Neel Jani, conquistou pela segunda vez consecutiva a pole position para a Petit Le Mans, última etapa da temporada 2013 e também da história da American Le Mans Series. O suíço fez voltas simplesmente voadoras e imbatíveis para marcar a posição de honra com o tempo de 1’09″254 com o Lola B12/60 número #12.

“Amanhã será diferente”, disse Jani após o treino. “Deve ser uma guerra tática entre nós (Rebellion Racing) e a Muscle Milk Pickett”, afiançou o piloto.

JM-MuscleMilk-Fri-Mor-Petit-ALMS

Em ritmo de classificação, realmente não houve parâmetro entre os dois principais carros da classe LMP1, que amanhã fazem sua despedida oficial das pistas ianques. O #6 da Muscle Milk foi conduzido por Lucas Luhr no classificatório e o alemão não foi além de 1’10″397, precisamente 1″143 mais lento que o carro de Jani num treino interrompido duas vezes – primeiro por uma rodada de Chris Dyson no Lola #16 em virtude de uma falha de câmbio e depois a apenas três segundos do fim, quando o HPD #551 de Ryan Briscoe enfrentou problemas mecânicos.

Aliás, por causar esta bandeira vermelha, o australiano perdeu a pole na LMP2. O melhor tempo desta divisão ficou com David Brabham, que marcou 1’12″668 com o HPD ARX-03b #01 da Extreme Speed Motorsports. Menos mal que Briscoe ficou com o segundo lugar no grupo, quarto geral no grid de largada, garantindo a segunda fila junto a seus parceiros Marino Franchitti e Scott Tucker.

Na LMPC, Dane Cameron fez um ótimo treino com o #52 da PR1/Mathiasen Motorsports. Conseguiu uma volta excepcional abaixo de 1’15” e registrou a terceira pole dele no ano nesta subclasse – segunda dele em Road Atlanta. Um resultado que ajuda Mike Guasch, seu parceiro de equipe e líder do campeonato. O tempo de Cameron foi 1’14″955, sétimo geral no grid.

Bruno Junqueira bem que tentou superar o adversário e, no afã de melhorar seu próprio tempo, cometeu um pequeno erro, perdendo o controle do carro e batendo de leve na proteção de pneus da curva #5. Mesmo assim, o piloto brasileiro foi o segundo mais rápido da classe com 1’15″143, 9º tempo geral. Tom Kimber-Smith ficou com a terceira posição do grupo, seguido por Kyle Marcelli e Sean Rayhall, companheiro de escuderia de outro brasileiro, Oswaldo “Ozz” Negri.

alms-2013-atl-eg-0097

Na LMGT, a Ferrari da Risi Competizione foi absoluta. Numa pista onde a Ferrari F458 Italia tem sempre ótimo desempenho e as características do carro ajudam, o italiano Matteo Malucelli não teve qualquer dificuldade para ser o mais rápido do dia em 1’18″861, superando por apenas 0″027 o SRT Viper do estadunidense Jonathan Bomarito, que mais uma vez fez um ótimo trabalho num treino classificatório. O outro carro do time SRT Motorsports, guiado por Marc Goossens, ficou com o terceiro posto.

Líder do campeonato, Antonio Garcia foi o quarto mais rápido, com Dirk Muller em quinto e Bryan Sellers em sexto. As cinco marcas inscritas na classe ficaram com pelo menos um carro entre os seis primeiros – e apenas meio segundo separou essa turma toda.

Com o Porsche #45 da Flying Lizard, Spencer Pumpelly cravou o melhor tempo entre os LMGTC. O piloto fez um tempo quase inatingível – 1’24″118, mais de três décimos melhor que Jeroen Bleekemolen no #22 da Alex Job Racing. Andy Lally foi o terceiro mais veloz da sessão e Jan Heylen ficou com a quarta posição.

A largada para a 16ª edição da Petit Le Mans, com previsão de 394 voltas ou 10 horas de duração, acontece a partir de 12h30, pelo horário de Brasília.

Anúncios

6 respostas em “Petit Le Mans: Jani conquista segunda pole seguida da Rebellion

  1. No decoder da minha TV aponta a Petit Le Mans as 12h45 até 13h30 na Fox e as 21h15 até 22h00. Você fará a transmissão do evento ?

  2. Se a Rebellion tivesse mantido o carro durante toda a temporada será que a Muscle Milk teria este domínio todo? Creio que não…seria bem mais equilibrado na P1 apesar de ser apenas 3 ou 4 carros.

  3. Uma perguntinha

    O que farão as equipes Muscle Milk e Dyson Racing no ano que vem?
    Irão descer para a LMP2 no USCC, ou irão migrar para o WEC?

    • A princípio devem ‘descer’ para a LMP2. A Muscle Milk inclusive anunciou a renovação do contrato com Lucas Luhr e Klaus Graf para 2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s