WEC: regulamento da LMP1 é definido

2013-24-Heures-du-Mans-2013-02513802-1062.JPG_hd

RIO DE JANEIRO – O novo regulamento técnico para a principal classe de protótipos do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) está, enfim, homologado para a temporada 2014. A LMP1 será dividida em LMP1-H (LMP1 Hybrid), para protótipos de fábrica ou não-oficiais com ERS (Energy Recovery System) e LMP1-L (LMP1-Light), reservada somente aos times privados que inscreverem carros sem sistemas híbridos.

O peso mínimo das subclasses também já está pré-determinado: 870 kg para os LMP1-H e 850 kg para os LMP1-L, cuja propulsão mecânica não poderá ultrapassar 5,5 litros de capacidade cúbica. Os motores continuam sendo de livre procedência e na LMP1-H, qualquer cilindrada poderá ser usada – inclusive os motores 1,6 turbo da Fórmula 1. Cabe lembrar que os carros serão projetados para receber 20 kg adicionais de lastro e que os combustíveis autorizados continuam sendo diesel e gasolina.

Com relação a comprimento e largura, os protótipos serão mais estreitos, com medida mínima de 1800mm e máxima de 1900mm. Isto também fará com que os fornecedores de pneus (leia-se Michelin) tenham que preparar compostos mais estreitos também. Rodas e pneus terão 18 polegadas de diâmetro máximo, com largura de 13 polegadas. O comprimento dos LMP1 está limitado a 4650mm. Os blown diffusers estão proibidos e as saídas de escape não podem estar dentro do difusor traseiro dos protótipos.

Também muda a largura do interior dos carros, para aumentar a segurança dos pilotos e melhorar a visibilidade externa. Os protótipos serão também equipados com cabos de segurança nas rodas para evitar que elas se desprendam em caso de acidentes mais sérios. O regulamento contempla mudanças na seção dianteira dos carros e os dispositivos aerodinâmicos que serão permitidos a partir de 2015.

No quadro abaixo, veja como será a questão do cálculo do consumo de combustível de acordo com os megajoules dispendidos pelos Energy Recovering Systems dos LMP1-H em 2014.

3608620120614150830

Nas outras pistas, a quantidade de energia liberada por volta será proporcional em relação ao comprimento do traçado de cada uma delas em relação a Le Mans, multiplicada pelo fator de 1,55. A distribuição de combustível por volta nas outras pistas será proporcional em relação ao comprimento de cada uma delas em relação a Le Mans, multiplicada pelo fator de 1,11.

Anúncios

9 respostas em “WEC: regulamento da LMP1 é definido

  1. E o isobutanol que é o combustivel do motor Mazda que até então era equipado no Lola B12/60 da Dyson Racing. Ele é liberado pelo ACO ou será proibido ?

  2. Acho que não deveriam mexer na largura dos protótipos, isso em tempos de contenção de gastos não ajuda em nada, veja, os LMP2 vão continuar com os 2000 mm de largura enquanto que os LMP1 agora vão ter 1,90 mm, ao meu ver um erro da FIA/ACO, Mas o fato que com os motores agora “praticamente liberados”, acredito que com um carro mais estreito, motores mais potentes, eles vão ter menor arrasto pelo simples fato de serem mais estreitos, pense nisso traduzido em velocidade em Le Mans, vão ficar mas lentos nas curvas rapidas (curva Porsche por exemplo), mas com um menor peso e uma maior velocidade, não duvido de ver o Mark Webber protagonizar novamente sua famosa cena de voo em plena Mulsane, agora a bordo de um Porsche.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s