A escolha de Massa

860

RIO DE JANEIRO – Conta o jornalista Américo Teixeira Jr. em seu Diário Motorsport que Felipe Massa vai continuar na Fórmula 1 em 2014. O piloto brasileiro de 32 anos, vice-campeão mundial de 2008, teria assinado um contrato de cinco anos para ser o novo piloto da equipe Williams, no lugar do venezuelano Pastor Maldonado, que deixa a escuderia.

Ainda segundo foi apurado, Massa não terá que levar patrocinadores. Será piloto do time britânico com salários pagos. Sem a necessidade de levar $$$, parece que apesar de Maldonado cair fora da Williams, a PDVSA tem possibilidade de permanecer onde está, como patrocinadora – independentemente da nacionalidade dos pilotos que a defenderem a partir do próximo ano.

Interessante observar algumas coisas: Massa, que fará 33 anos em abril, assinou um contrato de longo prazo. A princípio, significa que a equipe – outrora uma das grandes forças da Fórmula 1, aposta na sua própria reconstrução, que será conduzida na engenharia pelo nefasto Pat Symmonds, contratado para suceder Mike Coughlan, que acabou demitido no meio deste campeonato. O novo modelo FW36 partirá do zero com os novos motores turbo. E cabe lembrar que a Williams não terá os motores Renault – a nova fornecedora será a Mercedes-Benz, como anunciado em maio último.

Um outro dado é que a Williams virou uma segunda casa de pilotos brasileiros. E, em contrapartida, nenhum deles se deu muito bem por lá desde que Nelson Piquet foi tricampeão mundial em 1987. Ayrton Senna, como todo mundo sabe, estava ao volante de um carro do time no fatídico 1º de maio de 1994. Antonio Pizzonia chegou a fazer algumas corridas pela escuderia, mas fracassou na última vez em que lhe foi dada uma chance e acabou preterido por Nick Heidfeld em 2005.

Tempos depois, foi a vez de Rubens Barrichello, que assinou por dois anos e imaginava cumprir uma terceira temporada pela Williams. Por sua vez, o experiente piloto foi preterido por Bruno Senna, que só completou uma temporada pela equipe onde o tio tentaria ser campeão novamente após suas conquistas pela McLaren. Saiu e deu lugar a Valtteri Bottas.

Até brinquei no facebook afirmando que depois de Piquet a Williams tornou-se uma verdadeira “caveira de burro” para pilotos brasileiros. Os fatos estão aí descritos e cabe à própria Williams e a Felipe Massa a oportunidade de poder devolver um pouco de dignidade a uma escuderia que hoje é uma sombra do seu próprio passado.

E com a ida de Massa para a Williams, negada por seu empresário, num claro sinal de que está tudo resolvido, continua a luta pelas cobiçadas vagas na Lotus e também na Force India. Sem contar a McLaren, que ainda não decidiu pela permanência de Sergio Pérez.

Na Lotus, é claro que Maldonado entra nesse jogo – e também na Force India. Mas continuo acreditando que Gérard Lopez e Eric Boullier não vão dar sopa para o azar e desperdiçar o ascendente talento de Nico Hülkenberg em troca do cacife do venezuelano. Se bem que, com as histórias cada vez mais nebulosas sobre o dinheiro que provém daquele país para financiar a carreira dos pilotos no exterior, pode ser que a torneira feche.

Vamos aguardar os próximos capítulos dessa novela chamada Silly Season 2014.

Anúncios

26 respostas em “A escolha de Massa

  1. Não dá pra entender esse tesão de piloto brasileiro de andar atrás na F1. É tudo bitolado. Sai daí, Massa, tua hora já passou. Vai pro WEC arriscar fazer história com os Porsche.

  2. E, Rodrigo, ainda tem um detalhe. Como a McLaren vai ficar 1 ano de Mercedes e depois vi de Honda, muito provavelmente a Mercedes não vai contar muito com a McLaren no desenvolvimento dos motores. E aí, das opções que a Mercedes tem pra colaborar com ela nesse desenvolvimento, a Williams deve ser uma opção melhor que Force India. Sendo assim, acho plausível que a Mercedes de um apoio maior a Williams que a Force India e principalmente a McLaren.

    • Pois é. Acho que no fundo a opção do Massa pela Williams passa exatamente por esse ponto. Mas só saberemos se o conjunto carro-motor vai ter potencial na pré-temporada. Por enquanto, só estamos na fase das ilações.

      • Acho que, se o motor mercedes tiver o desempenho superior que está sendo comenta há algum tempo, por pior que seja o carro que da williams ano que vem, no mínimo ela vai frequentar zona de pontos com frequência. É como dizem, ” contra motor superior, não existem argumentos”.

    • Não seria muita boa vontade achar a Williams melhor que a Force India? Este ano a ex Jordan está muito melhor, inclusive a equipe do Tio Frank tá mais para a turma do fundão em 2013, na companhia das simpática Caterham e da enigmática Marussia, do que para o meio do grid.

  3. Bom faz sentindo essa ida do Massa …..pq a Williams esta levando uma Ferrari B pra Inglaterra …sou seja como o amigo acima citou …a Mclaren não deve ajudar muito no desenvolvimento do Motor Mercerdes então cabe a Williams fazer esse papel . E minha aposta e que ele acertou pq nao vemos os carros da Williams quebrarem com facilidade ….e geralmente fazem bons chassis ….tirando essa ano .

    • E aprender a escrever, campeão? Vai tentar, já que nunca é tarde, ou vai continuar escrevendo como uma máquina de telegrafo quebrada?

      • Rodrigo , acredito que o Athayde se refere ao Edgar Antunes Braga, devido o excesso de pontinhos (….)

  4. Olha Rodrigo, não acredito nisso – 5 anos de contrato? na Willians? quebrada do jeito que está e ainda pagando salários do Massa? Só vou acreditar lendo o contrato.

  5. O Massa ir para a Williams é uma hipótese séria a se considerar. Agora, essa história de contrato de cinco anos é que me parece muito estranha…

  6. Numa,F1 em quê paga até para respirar,não sei como ele fez essa mágica.gozado é quê ele fala quê não é piloto pagante não leva patrocínio.

      • Com todo o respeito que eles (os garis) merecem!
        Bobear o Zacarias é ofensivo como comparação. . .
        Desculpem-me os garis, não tive a intenção.

  7. Não pagante !?!?!?
    Na Williams!?!?!?
    Acorda, Brasil!?!?!?
    Pessoal, seguinte:
    Ele nunca vai assumir em público ser piloto pagante. . .
    Mas é só juntar os pauzinhos que a conta fecha. . .
    Titio Bernie dizendo que o Brasil não pode ficar sem representante na categoria. . .
    O Babão Bueno levantando a bola do mané naquela entrevista. . .
    Politicagem de bastidores do Toddynho. . .
    Daqui há 25 anos, quando abrirem o contrato como fizeram com o do Senna e Piquet quando na Lotus, a verdade aparecerá. . .estarei no aguardo.
    No mais, já deu prazo de validade FAZ TEMPO ao Sr. “Fernando-is-faster-than-you”!!
    E não me venham falar de 2008 e 2009, pelamordedeus!
    Zé Maria

    • Todos os pilotos pagantes que entraram na F1 nos últimos anos não esconderam de onde vinha o dinheiro para permanência na categoria.

      Se o Felipe entrar com algum acordo, talvez com ajuda da Petrobras como fornecedora de combustível a Williams, ficaremos sabendo. Não precisa criar teoria da conspiração.

    • Como alguém pode se alterar tanto com um assunto como esse, a nova equipe de um piloto de F1?

      Porque no Brasil as pessoas se sentem no direito de serem deselegantes com a carreira, muitas vezes bem sucedida, de um profissional de um esporte que elas nem entendem de verdade?

      Já vi isso acontecer inúmeras vezes com o Barrichelo. As pessoas ficam bravas, iradas com os rumos da carreira de um esportista, que não as deve nada e que já conseguiu feitos bastante dignos.

      Um cara desse não deve nada a ninguém, só a própria família.

      Realmente, não tem como entender.

      • Fácil de entender, amigão:
        Primeiro o cara bate com o p@u na mesa e vocifera:
        “Só continuo se for em equipe de ponta”
        E outras merdas mais. . .
        Foi ou não foi?
        E no final das contas, Williams?!?!
        O resto tá postado acima!
        Deu para entender ou preciso desenhar?!?!
        E como já o disseram:”Tem cara que não sabe a hora de parar. . .”
        E fica ocupando a vaga de gente nova que tá louca prá subir. . .
        Abs.
        Zé Maria
        PS: tô poco me c@g@ndo para o que esse bost@ vai fazer em 2014.
        (Desculpa aí pelo vernáculo, Rodrigo)

  8. Eu não sei ´porque tamanha raiva das pessoas com o Felipe Massa . Que o cara está numa má fase , é fato , mas faltar com respeito é dose de aguentar . Mas é o mau do brasileiro mesmo , queimar todos os representantes nossos lá fora . Fizeram com o Nelsinho , Lucas Di Grassi , Rubens Barrichelo e por ai vai uma lista de atletas além da F1 . Aprender a torcer também faz parte do esporte .

    Voltando ao Assunto em questão . Acho uma escolha pra lá de arriscada do Massa ir para a Willians . Lógico que já vimos a equipe sair de buracos , mas esse atual é o mais fundo de todos . Tanto equipe como pilotos vão ter que bater muita cabeça pra conseguir colocar o carro no rumo certo de novo . Mas dentre todas as opções , foi o famoso o que sobrou pra ele . Se for confirmado , Boa sorte ao Felipe ! Vai precisar

  9. Sobre essa história de levar, ou não, grana: Não existe almoço grátis, principalmente na F1. Se até o Alonso tem um (enorme) aporte financeiro do Santander, pode saber que todo mundo leva uma graninha sim. Exceção, talvez, o Vettel e o Hamiltom. Mas ambos são casos bem diferentes, são criados em programas de desenvolvimento e tal. Essas são as duas formas, hoje em dia, de se conseguir lugar na F1. Ou se leva patrocínio (mesmo sendo um piloto bem acima da média, como o Alonso), ou se cria num desses programas. Já foi o tempo que só um bom currículo garantia vaga…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s