A Kova o que era de Kimi

kovalainen-to-join-f1-demonstration-in-kremlin-8338_1

RIO DE JANEIRO – Sai um finlandês e entra outro na Lotus: Heikki Kövalainen acertou com a equipe de Enstone para substituir Kimi Räikkönen, já de saída daquela escuderia para disputar o campeonato do ano que vem pela Ferrari, mas que passará por uma cirurgia na coluna, nas duas corridas finais do Mundial de Fórmula 1 neste ano, em Austin (EUA) e Interlagos. O piloto de 32 anos volta ao posto de titular de um cockpit após praticamente um ano fora da categoria. Ele vinha atuando como reserva da Caterham e foi visto algumas vezes nos treinos livres de sexta-feira, onde a substituição de pilotos titulares é permitida.

A escolha da Lotus é perfeitamente compreensível. Dentre os nomes que se apresentaram como possíveis substitutos de Kimi, à exceção de Hülkenberg, Kova era um dos poucos que podia pleitear a vaga sem correr o risco de ser um desastre completo para a escuderia. Por mais que Davide Valsecchi, tido como o reserva imediato de Räikkönen e Grosjean conheça o modus operandi da equipe, na Fórmula 1 de hoje, piloto de teste não testa – muito menos reserva imediato. Como Kövalainen fez o serviço de terceiro piloto na Caterham e tem quilometragem, mesmo com um carro ruim como o do time de Cyril Abiteboul, não vejo a opção por ele como um bicho de sete cabeças.

Agora, cogitar Michael Schumacher ou mesmo Rubens Barrichello, como se disse por aí, acho que não estava na cabeça de Eric Boullier. Talvez o brasileiro tenha tentado se oferecer mesmo, não é impossível que isso aconteceu. Mas mesmo com seus mais de 300 GPs disputados, ele nem estava na pauta de substitutos possíveis para Räikkönen. As ilações passavam desde uma suposta influência de uma emissora de televisão para atrair público a Interlagos até o dinheiro de um patrocinador brasileiro que bancaria o retorno de Rubens à Fórmula 1.

Tudo não passou de conversa fiada. Fato é que Kövalainen é quem vai andar na Lotus e que a equipe espera que ele mantenha o bom nível das atuações dos carros negros e dourados nas corridas que encerram a temporada 2013.

Anúncios

4 respostas em “A Kova o que era de Kimi

  1. Tudo bem mas. . .de 0 a10 acho que nota 6 tá bom demais para ele. . .e olha que venceu Hungria/08 de McLaren.

  2. Em troca, como nada é de graça na F1, a Lotus abriu mão mais cedo de 2 engenheiros especialistas em aerodinâmica que já iriam para a Caterham. E a curiosidade fica por conta de que os dois já trabalharam com o Mark Slade na McLaren, então essa parte do aprendizado e envolvimento vai ficar mais tranquilo, mesmo com o periodo curto dessa passagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s