Ele, de novo

Vettel-TEX-13-640x448

RIO DE JANEIRO – Já não é mais segredo para ninguém que Sebastian Vettel, tetracampeão consecutivo da Fórmula 1, busca a quebra de todos os recordes possíveis e imagináveis. Um deles é bem difícil de ser batido, mas o “Colosso de Heppenheim” segue tentando. Hoje em Austin, o alemão cravou a oitava pole position dele em 2013 e a quadragésima-quarta na carreira, liderando mais um 1-2 da Red Bull em qualificação e evidenciando o favoritismo dos carros do time rubrotaurino.

Com o cronômetro já zerado, Vettel superou o tempo de Mark Webber, marcando 1’36″338, um décimo de segundo melhor que o australiano – que em suas duas voltas rápidas no Q3 chegou a ficar com a pole provisória. Mas é praticamente impossível superar o alemão em condições normais e assim veio mais um temporal do alemão, que comemorou à moda Shake and Bake, como no filme “Talladega Nights: the ballad of Ricky Bobby”.

A segunda fila terá um Romain Grosjean cada vez melhor a bordo da Lotus E21 e Nico Hülkenberg, valorizando ainda mais seu passe para 2014. O piloto da Sauber continua sendo um dos mais cobiçados para a próxima temporada e a Lotus tem como meta sua contratação – mas a situação só se resolverá quando o dinheiro do Grupo Quantum der as cartas. Por enquanto, Hulk vai dando seu recado (e muito bem) com seu C32.

Após cravar um tempo medíocre durante a primeira volta rápida no Q3, Lewis Hamilton ainda levou a Mercedes ao quinto posto no grid, suplantando Fernando Alonso – que mais uma vez andou muito mais do que o carro que tem em mãos. O espanhol passou para a última fase do treino classificatório com um impressionante 3º tempo no Q2, enquanto Felipe Massa, que já passara do Q1 na bacia das almas, sucumbiu na segunda parte da sessão. O brasileiro largará em 14º porque Jenson Button, 13º após o Q2, foi punido com a perda de três posições no grid em razão de uma irregularidade num dos treinos livres.

Por falar em McLaren, o demitido Sergio Pérez aproveitou a ocasião em que corre “em casa”, pois o Texas, estado onde foi erigido o circuito de Austin, é bem pertinho do México, para ficar com a 7ª posição do grid, à frente de Heikki Kövalainen, o substituto de Räikkönen no segundo carro da Lotus. Valtteri Bottas deu uma sova incrível em Pastor Maldonado e colocou a Williams no Q3 com o nono tempo, abrindo a quinta fila na companhia de Esteban Gutiérrez.

No mais, afora as ótimas performances da dupla da Sauber, de Bottas e de Grosejan e o mau resultado de Massa, a grande decepção da qualificação em Austin talvez tenha sido a performance de Nico Rosberg, que não conseguiu fazer absolutamente nada produtivo com sua Mercedes e ficou em décimo-quarto, subindo apenas uma posição com a punição a Button.

E é tudo. Dessa vez, ninguém se deu mal com o GP dos EUA, não é mesmo? E meu palpite para amanhã é o de sempre: Vettel na cabeça. E o de vocês, leitores e leitoras?

Anúncios

5 respostas em “Ele, de novo

  1. ‘Andou mais que o carro’. Para com isso, Rodrigo, Alonso só tira do carro aquilo que ele oferece, sempre foi assim, sempre sera.

  2. Não gosto da equipe di Maranello,más negar a grande capacidade de pilotagem de El Dick Espanhol,não seria muito inteligente de minha parte, e enquanto estiver no comando da equipe italiana o ,mais apadrinhado e incompetente chefe de equipe a Rossa di Maranello não será mais que uma equipe mediana nos resultados e campeã no uso de recursos técnicos e financeiros inutilmente. Talvez seja um castigo de Hermes(ou Mercurio como queiram os romanos) por não competirem de forma limpa,imparcial e ética.
    Mas uma coisa é certa Mepasssa anda quase,muito perto mesmo, do que o carro permite,quanto ao Espanholito Chiliquento realmente,quase sempre consegue alguma coisinha a mais.
    Outra observação que fiz,assistindo os treinos é que se Mepassa não afundar o pé em 2014 poderá levar umas vexatórias Bottinadas em fim de carreira,como o anterior segundo piloto desta mesma equipe vermelha, que viu o menino estriante na categoria fazer a pole no quintal da casa de sua “Nona”,correndo com carro(oça) da mesma equipe.
    Infelizmente para o Hulkenberg,ser alemão é o pior negocio,pois já tem atrações de sobra representando o país,não precisam arrumar equipe para que a audiência televisiva de sua terra natal se esvaia e percam faturamento.(É duro não termos pilotos com potencial tipo;Emerson ,Piquet pai e Senna,que sempre disputaram um campeonato como possíveis postulantes ao titulo,agora só teremos um participante,que já mostrou todo seu potencial e não acrescentara nada de novo no cenário lúgubre do atual estagio do automobilismo brasileiro.)

    • Acho que por qualquer falta de atenção você teve alguma dificuldade de compreensão pois não entendeu que preferiria ver o Hülkenberg no grid do que o piloto tupiniquim Mepassa,Na verdade F1 não é a minha categoria predileta e sim o Endurance,gosto de carros e não de pilotos.Entre o engenheiro que projeta o carro e o piloto que o conduz eu considero muito mais o “projetista”,pois com um bom carro qualquer bom piloto(vide Damon Hill) tem grandes chaces de ser campeão ao passo que um carro medíocre,nem o mais genial piloto conseguirá resultados muito positivos.

      • O Webber tem um carro campeão e hoje ficou atrás do Grosjean e o australiano só disputou o campeonato com o Vettel UMA vez…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s