Direto do túnel do tempo (144)

1469881_519499078146737_1633589523_nRIO DE JANEIRO – Clique do gênio Rainer W. Schlegelmilch, flagrando o exato instante em que as quatro rodas da Brabham BT44 de Carlos Reutemann, com a inconfundível pintura Martini & Rossi, saem do chão durante o GP da Alemanha de 1975, em Nürburgring.

Reutemann, inclusive, foi o vencedor daquela corrida, disputada em 3 de agosto daquele ano. Jacques Laffite, numa das maiores zebras da época, chegou em segundo com um Williams FW04 e Niki Lauda, que teve um pneu furado quando liderava, foi o terceiro, resultado que adiou um pouco mais a provável conquista do título de campeão mundial.

Há 38 anos, direto do túnel do tempo.

Anúncios

2 respostas em “Direto do túnel do tempo (144)

  1. Essa corrida foi uma enorme zebra, como um todo, pois a maioria dos que vinham liderando furaram pneus, e a liderança foi trocando de mãos até cair no colo do Reutemann, que tinha largado bem atrás. Isso também explica o Lafitte em segundo, com um carro tão pouco competitivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s