Direto do túnel do tempo (153)

1477428_764250303590040_1266276930_nRIO DE JANEIRO – Diria o filósofo o seguinte: “o couro come e ninguém vê”. Mas na Fórmula 3 inglesa, em 1970, todo mundo via o couro comer em brigas históricas e homéricas. A foto é uma polaroide da competitividade que existia naqueles tempos. Detalhe que José Carlos Pace está aí, na Lotus 59 número #47. Alguns de seus rivais eram Alan Harvey no #17, Jürg Dubler no #25, Dave Morgan no #53, Ray Allen no #37 e Freddy Kottulinsky no #39.

Há 43 anos, direto do túnel do tempo.

Anúncios

Uma resposta em “Direto do túnel do tempo (153)

  1. “Couro come e ninguém vê” eu lembro de ter ouvido como um caco do saudoso Ney Vianna na gravação do samba da Mocidade em 1979 na segunda passada. Sim, é bizarro lembrar disso rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s