Silly season WEC 2014 – equipes LMP1/LMP2

20131130220858_2013-6-Heures-de-Bahrein--AJ9X5180_II

RIO DE JANEIRO – Começamos o ano de 2014 a todo vapor com a temporada de boatos do Campeonato Mundial de Endurance (WEC). O campeonato deste ano terá algumas mudanças substanciais de regulamento na principal divisão, a LMP1. Vamos ao que pode acontecer até fevereiro, quando serão anunciados os times full season nas quatro divisões do certame. Começamos com as subclasses LMP1 e LMP2.

LMP1

Equipes confirmadas:

Audi Sport Team Joest
Carro: Audi R18 e-tron quattro
Pilotos: Loïc Duval/Tom Kristensen/Lucas Di Grassi e Marcel Fässler/Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer

A Audi regressa para o WEC em 2014 com a nova versão do R18 e-tron quattro. O já conhecido protótipo campeão do certame nas duas últimas temporadas mantém o sistema flywheel e um acionamento de Energy Recovering System através do turbocompressor do motor V6 movido a diesel. Com substanciais mudanças de aerodinâmica por exigência do regulamento, o novo carro deverá ser conduzido por Andre Lotterer, Marcel Fässler e Bénoit Tréluyer num bólido, enquanto o outro terá Loïc Duval, Tom Kristensen e o brasileiro Lucas Di Grassi, como substituto de Allan McNish, que aposentou-se ao fim do campeonato do ano passado. A Audi terá um terceiro carro em Spa-Francorchamps e Le Mans, com Filipe Albuquerque/Oliver Jarvis/Marco Bonanomi.

Toyota Racing
Carro: Toyota TS040 Hybrid
Pilotos: Alex Wurz/Kazuki Nakajima/Nicolas Lapierre e Anthony Davidson/Sébastien Buemi/Stéphane Sarrazin

Assim como a Audi e também a Porsche, que estreia neste ano, a Toyota vai apresentar um protótipo com dois capacitores elétricos para dar potência extra ao carro, além do motor V8 naturalmente aspirado e movido a gasolina. Sabe-se que o novo projeto tem a sigla de TS040 e virá com uma nova aerodinâmica, especialmente nas seções dianteiras e traseiras, bem como um entre-eixos menor. Todos os pilotos que atuaram no programa do WEC em 2013 foram confirmados para a nova temporada. O britânico Mike Conway foi contratado como o “regra três”, atuando em testes e desenvolvimento, podendo ser escalado para eventuais aparições como titular quando houver coincidência de datas para Kazuki Nakajima com o Super GT e a Super Formula (a antiga Formula Nippon).

Porsche AG
Carro: Porsche 919 Hybrid
Pilotos: Romain Dumas, Timo Bernhard, Neel Jani, Mark Webber, Marc Lieb e Brendon Hartley

A mais aguardada estreia para a temporada 2014 do WEC é, sem dúvida, da Porsche. O construtor alemão traz um projeto mecânico com um motor 4 cilindros turbo de arquitetura em V e também dotado de dois supercapacitores, movido a gasolina. O carro tem sido exaustivamente testado e o confronto direto com Audi e Toyota é um dos mais aguardados do ano. A marca tem sob contrato um interessante time de pilotos, onde a grande atração é a presença de Mark Webber, que deixou a Fórmula 1. Os ótimos Romain Dumas, Timo Bernhard e Marc Lieb, que já tinham vínculo com a Porsche, farão parte do programa. Neel Jani é uma boa aquisição, assim como Brendon Hartley. As formações não estão confirmadas, entretanto.

Rebellion Racing
Carro: Rebellion R-One Toyota
Pilotos: Nicolas Prost/Nick Heidfeld/Mathias Beche e a definir

A equipe helvética com base na Inglaterra também terá novidades para a próxima temporada do WEC. Em associação com os franceses da Oreca, o time vem com um carro “próprio”, deixando para trás a parceria com a Lola, que já vinha de meia década. A equipe é por enquanto a única confirmada na divisão LMP1-Light (LMP1-L), para os protótipos sem vínculo com times oficiais de fábrica e sem os sistemas de recuperação de energia. O carro terá o motor Toyota RV8KLM com 3,4 litros, como já vem acontecendo desde 2012. Nicolas Prost terá como companheiros o suíço Mathias Beche e o alemão Nick Heidfeld, que disputará a temporada completa pela primeira vez. Neel Jani será um considerável desfalque e o time pretende ter dois carros a tempo inteiro no WEC em 2014.

Lotus-Kodewa
Carro: Lotus T129
Pilotos: Christijan Albers e a definir

A equipe alemã Kodewa alinhou em 2013 o “mini-Audi”, o protótipo Lotus T128, sob a égide do Team Lotus Praga na LMP2. O carro careceu de confiabilidade e a temporada foi salva do completo desastre com o pódio obtido por um de seus carros em Austin. A surpresa é a confirmação do programa do time de Romulus e Colin Kölles na classe LMP1-L. O holandês Christijan Albers é o primeiro nome confirmado.

Equipes a confirmar:

OAK Racing
Carro: OAK LMP1
Pilotos: a definir

Os franceses da OAK Racing seguem o desenvolvimento de seu próprio projeto para a classe LMP1, sem ter certeza – contudo – quando o carro ficará definitivamente pronto para testes e corridas. O atraso do cronograma pode fazer com que uma provável inscrição full season não aconteça dentro do que previa o time de Jacques Nicolet. Certo é que o carro não deve ser apresentado antes das 6h de Silverstone.

Level 5 Motorsports
Carro: a definir
Pilotos: a definir

A equipe do estadunidense Scott Tucker gostaria de participar a tempo pleno do WEC com uma inscrição na classe LMP1-L, apesar dos múltiplos esforços que apontam para um envolvimento grande do time em duas frentes no Tudor United SportsCar Championship. Não há nada por enquanto que aponte para uma participação da escuderia no Mundial de Endurance, mas existem possibilidades viáveis de se alinhar um HPD ARX-03c ou então um Lola B12/60 Toyota.

Outros projetos:

Welter Racing (WR)

A Welter Racing tem pretensões de voltar às competições de Endurance, mas a exemplo da OAK Racing, esbarra em dificuldades técnicas e principalmente financeiras, para dar cabo à execução de seu projeto. Mesmo com o desejo de voltar em 2014, terão que esperar um pouco mais – embora haja até opções mecânicas para clientes, como os novos motores Zytek e Judd para a divisão LMP1. Os planos estão adiados até segunda ordem, pelo menos para 2015 ou 2016.

Perrinn

O antigo engenheiro de Fórmula 1 Nicolas Perrin chegou a apresentar no ano passado um croqui de um interessante projeto para protótipo LMP1, que poderia contemplar múltiplas opções mecânicas e a acoplagem de sistemas híbridos. Contudo, também por falta de recursos, o projeto não deve ser concretizado para este ano, tendo o lançamento adiado para 2015.

LMP2

Equipes confirmadas:

Millenium Racing (Delta-ADR)
Carro: Oreca 03 Nissan
Pilotos: Fabién Giroix/John Martin/Oliver Turvey, Stefan Johansson e a definir

Após um bom ano em 2013, com cinco vitórias em parceria com a G-Drive Racing, a Delta-ADR de Alan Docking e Simon Dowson consolida sua presença no WEC neste ano em associação com a Millenium, já iniciada na etapa final da última temporada, no Bahrein. Por força disso, o francês Fabién Giroix é um dos pilotos confirmados e o veteraníssimo sueco Stefan Johansson deve igualmente fazer parte do projeto a tempo inteiro. A equipe terá dois chassis Oreca 03 com motor Nissan V8 4,5 litros.

SMP Racing
Carro: Oreca 03 Nissan
Pilotos: Maurizio Mediani/Nicolas Minassian/Sergey Zlobin e Viktor Shaitar/Anton Ladygin/Kyrill Ladygin

Os ambiciosos russos da SMP Racing planejam o ataque total ao WEC em 2014, provavelmente em associação com um time capacitado para fazer o running de dois Oreca 03 Nissan – que confirmou-se ser a AF Corse. Sergey Zlobin e seu parceiro Maurizio Mediani, com quem dividiu pilotagem em três das cinco corridas do European Le Mans Series, farão parte do projeto junto ao experiente francês Nicolas Minassian. O segundo carro terá um trio 100% russo, com Viktor Shaitar e os irmãos Anton e Kyrill Ladygin a bordo.

Strakka Racing
Carro: Strakka-Dome S103 Nissan
Pilotos: Nick Leventis/Danny Watts/Jonny Kane e a definir

A escuderia britânica Strakka Racing regressa ao WEC neste ano através de uma associação técnica com os japoneses da Dome Cars, que desenvolvem o novo protótipo S103, que terá motor Nissan V8 4,5 litros. O modelo coupé do construtor será guiado a princípio por Nick Leventis, Danny Watts e Jonny Kane. Há o interesse de se alinhar um segundo bólido, oferecido a pilotos interessados em cobrir as despesas necessárias para disputar toda a temporada completa do Mundial de Endurance.

KCMG Racing
Carro: Oreca 03 Nissan
Pilotos: a definir

Após participações esporádicas no WEC no último ano, nas etapas de Silverstone e Fuji, bem como nas 24 Horas de Le Mans, o time KCMG Racing, de Hong Kong, tem como objetivo disputar a temporada completa de 2014 do Mundial de Endurance. O chefe de equipe Paul Ip confirmou a poucos dias do anúncio oficial dos inscritos a mudança do chassi Morgan pelo Oreca 03 com motor Nissan. Os pilotos ainda não foram definidos.

Equipes a confirmar:

Signatech-Alpine
Carro: Alpine A450 Nissan
Pilotos: a definir

O time campeão da última temporada do European Le Mans Series também tem planos de alinhar pelo menos um carro no WEC em 2014. Philippe Sinault já tinha apontado para esta possibilidade e a equipe pode se dividir entre o Mundial e o Europeu. Os titulares do ano passado, Nelson Panciatici e Pierre Ragues, devem fazer parte do projeto e um terceiro piloto (talvez um pay driver) poderá se juntar a eles.

OAK Racing
Carro: Morgan LMP2 Nissan
Pilotos: a definir

Enquanto não se definem as linhas mestras do time de LMP1, Jacques Nicolet pode voltar em 2014 com um esquema contemplando pelo menos um carro LMP2. O time campeão do WEC no ano passado conversa com pilotos potencialmente interessados em tomar parte do projeto. Neste ano, a escuderia correrá também no Tudor United SportsCar Championship.

G-Drive Racing
Carro: a definir
Pilotos: a definir

Uma vez que o piloto russo Roman Rusinov teve um upgrade em sua carteira de piloto internacional FIA, com a graduação subindo de prata para ouro, não se sabe se a G-Drive Racing tomará parte da LMP2 no WEC ou se o próprio Rusinov quererá seguir dentro do mesmo esquema adotado neste ano, quando a Delta-ADR cuidou do running do time. A aguardar.

Greaves Motorsport
Carro: Zytek Z11SN Nissan
Pilotos: a definir

A permanência da Greaves Motorsport está seriamente posta em dúvida para 2014 no WEC por conta de dificuldades financeiras. Por conta do orçamento apertado, poderão optar por um programa mais enxuto, disputando o European Le Mans Series. Caso consigam o financiamento para o Mundial – e chegaram perto, muito perto, de obter um novo patrocínio, vão com um carro, como sempre.

Não deve participar:

Pecom Racing

A equipe argentina capitaneada por Luis Perez-Companc não deve fazer a temporada completa do WEC em 2014. Após o fracasso quanto à mudança do time para o Tudor United SportsCar Championship, é possível que a escuderia limite-se a disputar pelo menos as primeiras provas do campeonato até as 24 Horas de Le Mans. O grupo técnico da Pecom, contudo, pode ajudar na formação do novo time cliente da AF Corse na classe LMP2 – e especula-se que seja a SMP Racing.

Anúncios

7 respostas em “Silly season WEC 2014 – equipes LMP1/LMP2

  1. Assim como muitos, estou ansioso e boto fé neste carro da Porsche…torço também para que a OAK Racing consiga viabilizar seus projetos para alinhar seus carros nesta temporada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s