Coma vence especial reduzida por questões de segurança

RIO DE JANEIRO – A organização do Rali Dakar, sob o comando da Amaury Sports Organisation (ASO) tomou rápidas medidas com relação à 5ª etapa disputada hoje entre Chilecito e San Miguel de Tucumán. Para motos e quadriciclos, o segundo trecho após o neutralizado foi cancelado por questões de segurança, já que muitos pilotos se encontram fortemente desidratados em razão do calor arrasador do verão sul-americano, e o trecho cronometrado, que teria 527 km, foi reduzido para 220 km.

81060_COMA_KTM_Rally_Dakar_2014_1256_1024

Não foi uma especial fácil, mesmo com o percurso menor. Na primeira parte do percurso, vários pilotos tiveram problemas, muitos se perderam e o resultado, que tem uma série de outsiders entre os dez primeiros colocados do dia, foi perfeito para o espanhol Marc Coma. O piloto da KTM conquistou a primeira vitória dele num Dakar desde 2012, que significou também o primeiro triunfo do construtor austríaco nesta edição do Rali e também a liderança do ranking no somatório geral. Coma cumpriu o trecho especial em 3h02min08seg, doze minutos e 54 melhor que o compatriota Jordi Viladoms, também com KTM.

Kuba Przygonski foi o terceiro mais rápido, também de KTM, completando o percurso a 22min45seg de Coma, enquanto o português Hélder Rodrigues, tentando se recuperar de um início cheio de percalços, conseguiu seu melhor resultado no Dakar de 2014, com a quarta posição. Ele foi o melhor piloto Honda hoje, uma vez que Joan Barreda Bort pegou um caminho errado – além de ter problemas de alimentação de combustível em sua máquina – e acabou 44min20 atrás, em 17º lugar. Para completar, outro português, Paulo Gonçalves, vinha liderando a etapa até o km 143, quando de repente sua Honda CR450F pegou fogo e ele teve que deixar o Rali.

Por falar em erros e incêndios, outros pilotos que também tomaram rotas equivocadas e se atrasaram foram o vencedor da véspera, o espanhol Juan Pedrero Garcia e o chileno Francisco “Chaleco” López – este último acabou em 27º. Também houve uma outra moto consumida pelas chamas: a Gas-Gas do espanhol Gerard Farres Guell, que logicamente está fora da prova.

Voltando à classificação do dia, o sul-africano Riaan Van Niekerk compensou amplamente o mau resultado da quarta etapa com a 5ª colocação hoje, seguido pelo boliviano Juan Carlos Salvatierra, com a melhor Speedbrain na trilha.

Apesar de ter tido problemas de rota, Pedrero Garcia ainda salvou o 7º lugar, com Stefan Svitko em oitavo. O holandês Robin Van Pelt chegou ao seu primeiro top 10 neste Dakar: foi nono, à frente do chileno Daniel Gouet, ambos com Honda.

Despres-Riding-2014

Cyril Despres continua tendo pouca sorte: nesta quinta etapa, o campeão do ano passado teve problemas de ordem mecânica, que lhe custaram vários minutos. O piloto da Yamaha ficou em 18º a 45 minutos da liderança, resultado que o deixa cada vez mais distante da conquista do sexto título. Ele caiu para oitavo na classificação geral, a 1h23min10seg de Marc Coma.

O Brasil perdeu pelo menos um dos seus representantes: Jean Azevedo enfrentou problemas com a guia da corrente de sua Honda na etapa anterior. E por não passar nos checkpoints previstos pela organização, foi impedido de largar para a 5ª especial, abandonando assim seu décimo-sexto Rali Dakar. O mineiro Dário Júlio de Souza começou o dia na 19ª posição, melhorando um posto no terceiro checkpoint. De repente, passou com o sétimo tempo no quarto posto de controle e… até agora, nada. Neste momento, 76 motos já completaram a especial e o brasileiro não está entre eles.

Classificação da 5ª etapa Chilecito-San Miguel de Tucumán:

1º Marc Coma (KTM) – 3h02min08seg
2º Jordi Viladoms (KTM) – 3h15min02seg
3º Kuba Przygonski (KTM) – 3h24min53seg
4º Hélder Rodrigues (Honda) – 3h28min01seg
5º Riaan Van Niekerk (KTM) – 3h34min12seg
6º Juan Carlos Salvatierra (Speedbrain) – 3h35min20seg
7º Juan Pedrero Garcia (Sherco) – 3h36min11seg
8º Stefan Svitko (KTM) – 3h38min46seg
9º Robin Van Pelt (Honda) – 3h39min12seg
10º Daniel Gouet (Honda) – 3h40min01seg

Classificação Geral:

1º Marc Coma – 18h45min11seg
2º Joan Barreda Bort – 19h26min21seg
3º Francisco Chaleco López – 19h38min52seg
4º Jordi Viladoms – 19h44min09seg
5º Alain Duclos – 19h47min24seg
6º Olivier Pain – 19h59min38seg
7º Kuba Przygonski – 19h59min38seg
8º Cyril Despres – 20h08min12seg
9º Jeremías Israel Esquerre – 20h08min41seg
10º Stefan Svitko – 20h15min24seg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s