Dez anos depois, Roma finalmente vence nos carros

29-b

RIO DE JANEIRO – Valeu a espera. Dez anos depois de ganhar o Rali Dakar entre os motociclistas, o espanhol Joan “Nani” Roma leva o título da competição na categoria dos carros, após uma intensa disputa interna com o francês Stéphane Peterhansel – que infelizmente contou com a interferência externa dos dirigentes do Team X-Raid para que a situação se decidisse em favor do piloto e do navegador francês Michel Périn.

Provavelmente disputando seu último Rali Dakar pelo time de Sven Quandt, Peterhansel, que ontem havia assumido a liderança geral da categoria dos carros por apenas 26 segundos, fez mesmo o jogo de equipe a favor de Roma. Com o 13º lugar na etapa e o espanhol chegando em quarto, Roma sagrou-se campeão por 5min38seg de vantagem.

A vitória no último dia de provas foi da Toyota, que conseguiu enfim um resultado de consolo após uma difícil prova para Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz. Os dois foram os únicos a se imiscuir no meio do exército Mini (além de Carlos Sainz, claro), vencendo na subcategoria T1.1, para carros derivados de veículos de produção de série com tração total e movidos a gasolina. Era nessa categoria que estavam os Mitsubishi ASX das duas duplas brasileiras, que infelizmente abandonaram.

A Mini, inclusive, teve sete carros entre os 10 primeiros na classificação final e mais quatro chegando ao final. Só um dos 12 carros inscritos não terminaram a disputa. Além dos sete Mini, dois Toyota e um Great Wall Haval figuraram no top 10 final. Ao todo, 62 carros conseguiram terminar a prova em Valparaíso.

Classificação na 13ª etapa La Serena-Valparaíso:

1º Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota) – 1h57min07seg
2º Krzyzstof Holowczyc/Konstantin Zhiltsov (Mini) – 1h57min30seg
3º Vladimir Vasilyev/Vitaly Yevtekhov (Mini) – 1h57min48seg
4º Nani Roma/Michel Périn (Mini) – 1h58min47seg
5º Orly Terranova/Paulo Fiuza (Mini) – 1h59min00seg
6º Christian Lavieille/Jean-Pierre Garcin (Haval) – 2h00min04seg
7º Federico Villagra/Jorge Pérez-Companc (Mini) – 2h00min16seg
8º Martin Kaczmarski/Filipe Palmeiro (Mini) – 2h01min52seg
9º Nasser Al-Attiyah/Lucas Cruz Senra (Mini) – 2h01min58seg
10º Boris Garafulic/Gilles Picard (Mini) – 2h04min06seg

Classificação Final:

1º Roma/Périn – 50h44min58seg
2º Peterhansel/Cottret – 50h50min36seg
3º Al-Attiyah/Cruz Senra – 51h41min50seg
4º De Villiers/Von Zitzewitz – 52h04min05seg
5º Terranova/Fiuza – 52h12min42seg
6º Holowczyc/Zhiltsov – 54h40min40seg
7º Dabrowski/Czachor – 56h19min23seg
8º Lavieille/Garcin – 56h20min48seg
9º Kaczmarski/Palmeiro – 57h43min10seg
10º Vasilyev/Yevtekhov – 57h44min32seg

Anúncios

Uma resposta em “Dez anos depois, Roma finalmente vence nos carros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s