A volta do guerreiro

614802_670711419634689_1022628866_o

RIO DE JANEIRO – Este blog não se cansa de exaltar um guerreiro chamado Alessandro Zanardi. O italiano poderia ter parado com absolutamente tudo o que diz respeito a esporte após o tenebroso acidente que sofreu numa corrida de Fórmula Indy em Lausitz há quase 13 anos e que o fez perder as duas pernas. Só que não: Zanardi foi um exemplo de superação em todos os níveis. Voltou a competir e conquistou quatro vitórias no WTCC, o Mundial de Carros de Turismo. E, mais espetacular ainda, emocionou o mundo inteiro ao ganhar duas medalhas de ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres. Ganhou a admiração eterna de muitos e o respeito de inúmeros que ainda não conheciam sua história de vida.

Para os que frequentam este blog e em sua maioria são apaixonados por automobilismo, chegou a notícia de que Zanardi, aos 47 anos de idade, vai disputar o Blancpain GT Sprint Series (novo nome do FIA GT Series) em seis das sete rodadas previstas no calendário. Ele fará parte da equipe ROAL Motorsport, chefiada pelo antigo piloto e amigo pessoal de Alex, Roberto Ravaglia, com as bençãos de Jens Marquadt, diretor esportivo da BMW.

“Não consigo expressar o quanto estou feliz por ter um dos maiores heróis da história da marca de volta a um de nossos carros. Tanto como homem quanto como desportista, Alex é um exemplo para nós todos. Tenho certeza de que ele vai enfrentar o desafio do Blancpain GT Sprint Series como de costume. E dentro do que nos cabe, nada impede que Alex venha a fazer um regresso vencedor ao esporte.”

Anúncios

9 respostas em “A volta do guerreiro

  1. Grande Zanardi! Tomara que tenha sucesso ao volante dessa belezura de Z4, mas o mais importante é continuar a ser feliz, fazendo o que sabe.

  2. Inspirador, esse sim ama o automobilismo. Se tirarem esse cara de perto dos carros e das pistas acho que morre de desgosto.

  3. Esse cara é foda bagarai. Merece todo o sucesso do mundo. Alias, quero muito saber como vão adaptar o carro para o Zanardi e o seu parceiro que vai guiar da forma tradicional sem perder segundos preciosos durante a corrida.

  4. O Mito está de volta. Já tenho para quem torcer no Blancpain GT Sprint. Ou qualquer que seja o nome que eles arranjem até o início do campeonato. Como gostam de mudar de nome.

  5. Eita Zanardi! O cara não para. Sempre gostei dele desde a época da Indy, vendo os exemplos que ele tem deixado de superação dos seus limites (atuais) só o admiro cada vez mais. Go Alex! Go!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s