Quem é quem, Tudor United SportsCar Championship: classe P

RIO DE JANEIRO – O blog A Mil Por Hora encerra a série de apresentação das equipes do Tudor United SportsCar Championship mostrando quem são os artistas do espetáculo na principal classe do certame, a Prototype.

Essa categoria foi, desde o anúncio da junção entre Rolex Sports Car Series e American Le Mans Series, a mais polêmica e complicada no que tange ao aspecto técnico. Não está sendo fácil – até agora – a equiparação entre os Daytona Prototypes, de construção mais espartana e os LMP2 derivados do regulamento ACO/FIA e que sofreram grandes restrições pois, de saída, se revelaram mais rápidos que os DPs – o que fez com que estes recebessem incrementos de aerodinâmica e tecnologia, como o uso de caixas de câmbio de seis marchas e freios de carbono.

Em mais uma tentativa de tornar a competição mais equilibrada, a IMSA divulgou no último dia 17 um Balance of Performance (BoP) onde novamente serão implementadas mudanças para deixar os motores dos protótipos LMP2 num nível de potência não muito distante das unidades dos DPs.

Os protótipos que vieram da ALMS, aliás, perderam um grande aliado: os pneus Michelin, que foram banidos em prol dos Continental e que eram concebidos com um composto muito mais aderente que os que equipam agora os LMP2. Mesmo assim, existe a possibilidade de já em Daytona vermos alguns desses carros fazendo frente aos DPs.

Confira as equipes da classe Prototype:

DeltaWing Racing Cars

Sede: Braselton, Geórgia
Chefe de equipe: Stephane Chistel
Carro: DeltaWing DWC13 Elan
Pilotos: Katherine Legge/Andy Meyrick/Alexander Rossi/Gabby Chaves (#0)

Site oficial: http://www.deltawingracing.com/
Twitter: https://twitter.com/DeltaWingRace
Facebook: https://www.facebook.com/DeltaWingRacingCars?ref=ts&fref…

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’40″508

14_dp_rolex0

O grande dilema das 24 Horas de Daytona é a performance deste carro. O revolucionário, porém pouco confiável DeltaWing, ainda não mostrou confiabilidade suficiente para enfrentar uma corrida deste porte e, para complicar, há sempre o risco de acidentes como o sofrido nos treinos da Petit Le Mans em 2012 e também na aparição única do carro nas 24 Horas de Le Mans. O bólido vem sendo desenvolvido diretamente por Don Panoz e seus engenheiros liderados por Alan Mugglestone e será visto na versão com capota que estreou no fim do último campeonato da ALMS. Nos treinos da pré-temporada, o DWC13 com seu motor Elan 2,3 litros turbo foi uma boa surpresa. O carro ficou com o 12º tempo geral, menos de dois segundos atrás do melhor tempo das sessões em Daytona. Entre os pilotos, destaque para Alexander Rossi, reserva da Caterham na Fórmula 1 e para a jovem revelação colombiana Gabby Chaves.

Extreme Speed Motorsports

Sede: Stuart, Flórida
Chefe de equipe: Tony Leith
Carro: HPD ARX-03b LMP2
Pilotos: Scott Sharp/Ryan Dalziel/David Brabham (#1) e Johannes Van Overbeek/Ed Brown/Anthony Lazzaro/Simon Pagenaud (#2)

Site oficial: http://esmracing.com/
Twitter: https://twitter.com/esmracing
Facebook: https://www.facebook.com/ESMracing

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’39″750 (#1) e 1’40″321 (#2)

14_dp_rolex1jpg

Única equipe da classe LMP2 na American Le Mans Series a confirmar participação no Tudor United SportsCar Championship, a Extreme Speed Motorsports se impõe o desafio de lutar contra os principais Daytona Prototypes desde o início da temporada nas 24 Horas de Daytona. Não será uma tarefa fácil diante das restrições impostas pelo regulamento, mas a equipe dirigida por Robin Hill é muito competente e pode surpreender logo na abertura do campeonato. A ESM conta para toda a temporada com o excelente escocês Ryan Dalziel como o novo parceiro fixo de Scott Sharp, aos quais se juntará outro especialista em Endurance, o australiano David Brabham, que foi velocíssimo nos testes em Daytona. No segundo bólido, onde os titulares do ano inteiro serão Ed Brown e Johannes Van Overbeek, sobressaem-se o experiente Anthony Lazzaro e o francês Simon Pagenaud, outro que merece sempre ser bem observado.

Action Express Racing

Sede: Denver, Carolina do Norte
Chefe de equipe: Gary Nelson
Carro: Corvette DP
Pilotos: João Barbosa/Christian Fittipaldi/Sébastien Bourdais/Burt Frisselle (#5) e John Martin/Fabién Giroix/Brian Frisselle/Burt Frisselle (#9)

Site oficial: http://axracing.com/
Twitter: https://twitter.com/AX_Racing
Facebook: https://www.facebook.com/ActionExpressRacing

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’38″630 (#5) e 1’39″343 (#9)

14_dp_rolex5

Esta é a equipe a ser batida no fim de semana das 24 Horas de Daytona: a Action Express Racing foi uma das escuderias que melhor se preparou para o novo campeonato e uma das que mais quilometragem percorreu em todos os testes coletivos promovidos para o desenvolvimento dos carros. Terão um Corvette DP a tempo inteiro na temporada do Tudor United SportsCar Championship e o outro bólido andará apenas nas corridas do North American Endurance Challenge, as mais longas do ano. O carro #5, que terá o brasileiro Christian Fittipaldi, é um dos considerados favoritos, por ter também o português João Barbosa e o francês Sébastien Bourdais. No #9, inscrito em parceria com a Millenium (a.k.a. Delta-ADR), o principal nome é o do australiano John Martin, sempre veloz e combativo. Ele dividirá o carro com os irmãos Frisselle e com o veterano Fabién Giroix.

Muscle Milk Pickett Racing

Sede: Crystal Bay, Nevada
Chefe de equipe: Brandon Fry
Carro: Oreca 03 Nissan LMP2
Pilotos: Klaus Graf/Lucas Luhr/Alex Brundle (#6)

Site oficial: http://www.pickettracingteam.com/
Twitter: https://twitter.com/musclemilkrace
Facebook: https://www.facebook.com/MuscleMilkMotorsports

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’40″692

14_dp_rolex6

Bicampeã da classe LMP1 na American Le Mans Series, que não existe mais após a fusão daquela categoria com a Rolex Sports Car Series, a Muscle Milk Pickett Racing aceitou o desafio de competir no Tudor United SportsCar Championship – mais uma vez mudando de equipamento para esta nova campanha. Agora vão alinhar um chassi Oreca 03 com motor Nissan, recebendo apoio direto de fábrica. A equipe inclusive tem planos de disputar as 24 Horas de Le Mans. Na abertura do campeonato, os fiéis pilotos Klaus Graf e Lucas Luhr ganham o ótimo reforço do britânico Alex Brundle, filho do velho Martin da Fórmula 1. Durante a pré-temporada, o time chegou a ter um quarto piloto treinando – Tom Dyer – mas este foi preterido para Daytona. Vão com três pilotos mesmo e com a esperança de obter resultados menos modestos que o 13º tempo geral no Roar Before The Rolex 24.

Wayne Taylor Racing

Sede: Brownburg, Indiana
Chefe de equipe: Simon Hodgson
Carro: Corvette DP
Pilotos: Jordan Taylor/Ricky Taylor/Wayne Taylor/Max Angelelli (#10)

Site oficial: http://www.waynetaylorracing.com/
Twitter: https://twitter.com/WayneTaylorRcng
Facebook: https://www.facebook.com/WayneTaylorRacing

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’39″410

14_dp_rolex10

Campeã da Rolex Sports Car Series na última temporada da categoria, a Wayne Taylor Racing vem para o novo Tudor United SportsCar Championship respaldada por essa conquista e com o mesmo Corvette DP, evidentemente modificado pelas benesses do regulamento, para a disputa do campeonato inteiro. O velho Wayne Taylor surpreendeu ao anunciar seu regresso às pistas, correndo pela primeira vez com os filhos Jordan e Ricky Taylor. Os herdeiros serão os pilotos fixos, já que Max Angelelli, campeão ao lado de Jordan Taylor em 2013, também correrá apenas nas provas de Endurance. Na pré-temporada, tiveram bom desempenho e marcaram o 6º tempo geral.

Marsh Racing

Sede: Old Lyme, Connecticut
Chefe de equipe: Chris Willis
Carro: Corvette DP
Pilotos: Boris Said/Eric Curran/Bradley Smith/Max Papis (#31)

Site oficial: http://www.marshracing.net/
Twitter: não tem
Facebook: não tem

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’40″735

14_dp_rolex31

Com o objetivo de conquistar mídia e atrair maior visibilidade para os patrocinadores, a Marsh Racing tornou-se a única equipe do Tudor United SportsCar Championship a trocar a classe GT pelos protótipos. O começo não foi dos mais animadores: o desempenho do carro #31 no Roar Before The Rolex 24 há duas semanas atrás mostrou-se, digamos assim, modesto. Os titulares Boris Said e Eric Curran merecem sempre ser observados. Max Papis, o simpático piloto italiano, reforça a tripulação na abertura da temporada e a novidade é a presença de Bradley Smith (não, não é aquele da MotoGP), vencedor do Sunoco Challenge e que fez jus à vaga de quarto piloto do time sediado no estado de Connecticut.

OAK Racing

Sede: Le Mans, França
Chefe de equipe: Pierre-Alain Bouhet
Carro: Morgan Nissan LMP2
Pilotos: Olivier Pla/Roman Rusinov/Gustavo Yacamán/Oliver Webb (#42)

Site oficial: http://www.oak-racing.com/
Twitter: https://twitter.com/OAKRacingLive
Facebook: https://www.facebook.com/oakracingcommunity

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’40″284

14_dp_rolex42

Campeã das 24 Horas de Le Mans e do WEC na classe LMP2 em 2013, a OAK Racing cada vez mais se estabelece como uma das equipes mais respeitáveis da Endurance. O time de Jacques Nicolet vem trabalhando em diversas frentes e neste ano se estabelece também nos EUA, buscando através da OnRoak Automotive, seu braço de comercialização de chassis, um mercado potencial de venda de carros e revenda de peças, antevendo que a concorrência pode se acirrar no futuro. Trabalhando pela primeira vez com os pneus Continental, o time fez um bom trabalho no Roar Before The Rolex 24. E entre os pilotos, está o sempre rápido Olivier Pla, além do russo Roman Rusinov. Uma aposta – arriscada, segundo muitos – é a contratação do colombiano Gustavo Yacamán para ajudar o time nas provas longas. O britânico Oliver Webb completa o quarteto. É uma formação promissora.

Highway To Help

Sede: Chattanooga, Tennessee
Chefe de equipe: Andy Greene
Carro: Dinan Riley DP
Pilotos: Byron DeFoor/Frank Beck/Jim Pace/David Hinton (#50)

Site oficial: http://fiftyplusracing.com/
Twitter: https://twitter.com/HighwaytoHelp
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Fifty-Plus-Racing/271543279562741

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’42″893

14_dp_rolex50

Eis uma equipe que não tem a menor pretensão de ganhar nas 24 Horas de Daytona, o que é a mais pura verdade. O objetivo principal é arrecadar fundos para combate ao Mal de Alzheimer e o padrinho desta escuderia, que conta com o aporte da Fifty Plus Racing e da Alegra Motorsports é Brian Johnson, o lendário vocalista da não menos lendária banda de hard rock AC/DC – e que inclusive disputou a corrida há dois anos. Nesta primeira prova do Tudor United SportsCar Championship, Brian ficará apenas de espectador. Os pilotos, todos veteranos, serão Byron DeFoor, Frank Beck, Jim Pace e David Hinton. Dos quatro, Pace foi o único que obteve êxito em corridas longas, ganhando as 24 Horas de Daytona e as 12 Horas de Sebring. Na pré-temporada, o carro #50 ficou em 18º na geral, sendo superado inclusive por três Oreca FLM09 da classe PC.

Mike Shank Racing with Curb/Agajanian

Sede: Pataskala, Ohio
Chefe de equipe: Justin Harnisfager
Carro: Ford EcoBoost Riley DP
Pilotos: Oswaldo Negri/John Pew/Justin Wilson/AJ Allmendinger (#60)

Site oficial: http://www.michaelshankracing.com/
Twitter: https://twitter.com/MichaelShankRac
Facebook: https://www.facebook.com/groups/michaelshankracing/

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’39″761

14_dp_rolex60

A parceria entre a Mike Shank Racing e a Ford promete bastante para a temporada 2014 do Tudor United SportsCar Championship. Com o novo motor Ford EcoBoost Turbo de 3,5 litros, a equipe sediada em Ohio tem grandes esperanças de fazer um belo campeonato. Os brasileiros têm motivos de sobra para acompanhar o carro #60, pois Oswaldo Negri, o pioneiro dos pilotos do país na Endurance dos EUA, lidera a equipe ao lado do fiel escudeiro John Pew. Os reforços para Daytona são de grande valia: Justin Wilson, plenamente recuperado do acidente sofrido na última corrida da Fórmula Indy ano passado em Fontana, além de AJ Allmendinger. Tiveram alguns probleminhas na pré-temporada, conquistando apenas o 8º tempo no Roar Before The Rolex 24, mas preferiram passar por percalços nos testes a enfrentar sérias dificuldades na corrida.

SpeedSource

Sede: Coral Springs, Flórida
Chefe de equipe: Link Smith/Matt Martin
Carro: Mazda Skyactiv-D SDR-14
Pilotos: Sylvain Tremblay/Tom Long/James Hinchcliffe (#70) e Joel Miller/Tristan Nunez/Tristan Vautier (#07)

Site oficial: http://www.speedsource.com/
Twitter: https://twitter.com/SpeedSource
Facebook: https://www.facebook.com/SpeedSource

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’48″882 (#70) e 1’49″031 (#07)

14_dp_rolex07

Uma das novidades do Tudor United SportsCar Championship é a entrada da Mazda nos protótipos, dentro do regulamento LMP2 que permite o uso dos motores diesel com capacidade de 2,2 litros. Esses propulsores já foram utilizados na extinta classe GX, com desempenho discutível e muitos problemas técnicos. Apesar das dificuldades, a equipe SpeedSource, que representa a marca japonesa no TUSC, vai investir pesado neste ano no desenvolvimento de dois protótipos. São dois chassis Lola B12/80 rebatizados como Mazda Skyactiv-D SDR-14. No Roar Before The Rolex 24, o desempenho dos carros deixou muito a desejar. Ficaram com os piores tempos da classe, embolados com diversos carros da subclasse GTD. Entre os pilotos que correrão neste fim de semana, dois destaques: James Hinchcliffe e Tristan Vautier. Além deles, é bom observar o que pode fazer o novo contratado da marca, Tristan Nunez.

Starworks Motorsport

Sede: Fort Lauderdale, Flórida
Chefe de equipe: Simon Morley
Carro: Dinan Riley DP
Pilotos: Scott Mayer/Brendon Hartley/Alex Popow/EJ Viso/Sebastian Saavedra (#78)

Site oficial: http://www.starworksmotorsport.com/
Twitter: https://twitter.com/starworksmotor
Facebook: https://www.facebook.com/starworksmotorsport

Tempos no Roar Before The Rolex 24: não participaram

14_dp_rolex8

Aquisição de última hora para a classe Prototype nas 24 Horas de Daytona, a Starworks Motorsport decidiu inscrever um Dinan Riley DP para todas as provas longas, que compõem o chamado North American Endurance Challenge (NAEC) do Tudor United SportsCar Championship. Para a primeira corrida do ano, Peter Baron chamou três de seus velhos recrutas: Brendon Hartley, agora contratado da Porsche para o WEC, o venezuelano Alex Popow e Scott Mayer. A equipe confirmou, em cima do laço, mais dois pilotos, ambos sul-americanos: o venezuelano EJ Viso e o colombiano Sebastian Saavedra. O time não andou com seu protótipo no Roar Before The Rolex 24, mas participaram dos treinos em novembro, o que não se constitui em desvantagem em relação aos outros times inscritos.

Spirit of Daytona

Sede: Daytona Beach, Flórida
Chefe de equipe: Gary Grossenbaum
Carro: Corvette DP
Pilotos: Richard Westbrook/Michael Valiante/Mike Rockenfeller (#90)

Site oficial: http://www.sdr-motorsports.com/
Twitter: https://twitter.com/sdrmotorsports
Facebook: não tem

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’38″898

14_dp_rolex90

Uma das equipes que andou em pé de igualdade com a Action Express na pré-temporada foi a Spirit of Daytona, que é “da casa”, com sede em Daytona Beach. O time terá no começo do campeonato um carro novinho, já que o que havia sido adaptado para o novo regulamento sofreu um capote espetacular nos treinos coletivos disputados em novembro. Nada que assustasse o time dirigido por Troy Flis, que conta com uma trinca fortíssima para a primeira prova do campeonato. Além dos titulares absolutos Richard Westbrook e Michael Valiante, o alemão Mike Rockenfeller, atual campeão do DTM, reforça a pilotagem do carro #90 neste final de semana.

Gainsco/Bob Stallings Racing

Sede: Lewisville, Texas
Chefe de equipe: Russell Marr
Carro: Corvette DP
Pilotos: Jon Fogarty/Alex Gurney/Darren Law/Memo Gidley (#99)

Site oficial: http://www.gainscoracing.com/
Twitter: https://twitter.com/GAINSCOracing
Facebook: https://www.facebook.com/gainscoracing

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’39″286

14_dp_rolex99

Os fãs do “Red Dragon”, o carro #99 da equipe Gainsco/Bob Stallings Racing, certamente ficarão frustrados ao saber que a equipe não disputará toda a temporada do Tudor United SportsCar Championship, focando sua participação apenas nas corridas de Endurance. Sempre competitiva, a equipe de Bob Stallings fará falta no campeonato todo, sem sombra de dúvidas. Apesar disso, os fiéis escudeiros Jon Fogarty e Alex Gurney ficam para a disputa das quatro provas do NAEC. Os reforços para Daytona são os experientes Darren Law e Memo Gidley.

Chip Ganassi Racing

Sede: Indianápolis, Indiana
Chefe de equipe: Tim Keene
Carro: Ford EcoBoost Riley DP
Pilotos: Memo Rojas/Scott Pruett/Jamie McMurray/Sage Karam (#01) e Tony Kanaan/Marino Franchitti/Kyle Larson/Scott Dixon (#02)

Site oficial: http://www.chipganassiracing.com/
Twitter: https://twitter.com/CGRTeams
Facebook: https://www.facebook.com/ChipGanassiRacingTeams?fref=ts

Tempos no Roar Before The Rolex 24: 1’38″980 (#01) e 1’39″313 (#02)

14_dp_rolex02

Esta é outra equipe que deve ser levada em alta conta na abertura do Tudor United SportsCar Championship pelo seu histórico, prestígio e pela qualidade de seus pilotos. A Chip Ganassi Racing fará tudo o que estiver ao seu alcance para recuperar a hegemonia na Endurance estadunidense e os planos incluíram a associação com a Ford, que traz como novidade o motor EcoBoost 3,5 litros turbo que, de saída, mostrou-se muito competitivo. O time terá um protótipo no campeonato inteiro para Memo Rojas e para o veteraníssmo Scott Pruett, que em março completa 54 anos e continua ainda muito veloz. No NAEC, entra em ação o segundo carro, onde correrá o brasileiro Tony Kanaan ao lado de um timaço que terá, pelo menos em Daytona, Kyle Larson, Marino Franchitti e Scott Dixon. O #01 será reforçado por Jamie McMurray, autor do 3º melhor tempo da pré-temporada no início do mês e por Sage Karam, jovem promessa do automobilismo dos EUA.

Anúncios

3 respostas em “Quem é quem, Tudor United SportsCar Championship: classe P

  1. Aqui está a categoria com mais dificuldades de adaptação. Muitas equipes da Grand-Am ficaram de mãos vazias porque o upgrade do carros para andar junto com os P2 fizeram com que os carros passassem a custar a bagatela de 1 milhão de dólares. Isso o carro completo. É preocupante…

  2. Pingback: Quem é quem, Tudor United SportsCar Championship: classe P | SportSquare

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s