24h de Daytona, treinos livres #2: Westbrook comanda de novo

15776676293896132500a1_537889

RIO DE JANEIRO – Continua o domínio dos protótipos Corvette DP nos treinos livres das 24 Horas de Daytona, que acontecem nesta quinta-feira, antes da qualificação. O carro #90 da Spirit of Daytona, mais rápido da primeira sessão, repetiu a dose no segundo treino, que acabou há pouco no circuito da Flórida. Richard Westbrook mais uma vez fez um bom trabalho e cravou o tempo de 1’39″279 na melhor volta da sessão que teve apenas 30 minutos de duração.

E mais uma vez fica claro que os carros com a marca da gravatinha largam como favoritos à pole position, pois ocuparam os três primeiros postos no segundo treino. O #5 de Christian Fittipaldi foi o segundo, com 1’39″564 e em terceiro veio Alex Gurney no #99 da Gainsco/Bob Stallings Racing, cravando 1’39″577.

A boa surpresa do treino foi o quarto tempo do #42 da OAK Racing, graças a Olivier Pla. O francês marcou 1’40″440, pouco mais de um décimo abaixo do tempo do brasileiro Oswaldo Negri, da Mike Shank Racing. Scott Dixon, no #02 que terá Tony Kanaan a bordo, foi o sexto mais rápido.

Colin Braun voltou a ser o destaque na Prototype Challenge: o piloto do #54 da CORE Autosport registrou a melhor marca da classe, em 1’42″724, melhorando a marca da sessão matinal. Sam Bird foi o segundo, também virando abaixo de 1’43” e o brasileiro Bruno Junqueira, da RSR Racing, ficou com a terceira melhor marca – 1’43″037.

No carro #38 da Performance Tech Motorsports, com uma trinca de pilotos brasileiros, Gabriel Casagrande foi o mais rápido: o novato paranaense virou em 1’45″239 e ficou em sexto na classe, 23º na geral.

O SRT Viper GTS-R #93 de Jonathan Bomarito foi o mais rápido da classe GTLM, com o tempo de 1’45″016, dois décimos abaixo do #91 de Marc Goossens, no 1-2 da “víbora” neste segundo treino livre. Oliver Gavin foi o terceiro mais rápido, meio segundo acima, seguido por Gianmaria Bruni, Jan Magnussen e Nick Tandy, no melhor dos novos Porsche oficiais de fábrica.

Na classe GTD, o destaque foi o brasileiro Daniel Serra, com a Ferrari F458 Italia #65 da Scuderia Corsa. O piloto da Stock Car foi o mais rápido do numeroso grupo de carros ao marcar 1’47″542 na sessão, três décimos melhor que o Porsche #22 da Alex Job Racing, conduzido por Leh Keen. Norbert Siedler, da Park Place Motorsports, foi o terceiro mais rápido, seguido pela Ferrari de Jeff Segal e pelo Porsche de Damien Faulkner.

Mais rápido no primeiro treino, o Audi R8 LMS #46 da Fall-Line Motorsports ficou apenas com o 15º tempo. Augusto Farfus foi de novo o mais veloz da BMW #94 da Turner Motorsport, na décima-oitava posição – 1’49″226.

A partir de 18h45, horário de Brasília, começa a definição do grid de largada da 52ª edição das 24 Horas de Daytona. Cada subclasse terá 15 minutos de pista, começando pela GTD, passando pela GTLM e depois PC e Prototype.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s