Direto do túnel do tempo (165)

1000865_616267898427813_489633162_nRIO DE JANEIRO – Campeonato Brasileiro de Kart, Rio de Janeiro, 1976. De 13 a 15 de fevereiro, na pista do Maqui Mundi, que deixou saudades, aconteceu uma das edições mais lembradas da competição até hoje.

A foto só tem fera numa disputa da 1ª categoria 100cc: Waltinho Travaglini no kart #53, um Sulam-Parilla. Encoberto por Waltinho, temos Chico Serra num Mini SS-Parilla, mesmo conjunto mecânico do #59 guiado por Ernest Perenyi. E no #3, Sérgio Paim, do Rio de Janeiro.

Serra, então com 19 anos e a caminho de começar sua carreira nos monopostos, na Fórmula Volkswagen 1300, foi o campeão brasileiro da 1ª categoria 100cc, com Perenyi vice-campeão e Waltinho em terceiro lugar. Até a décima posição, os demais pilotos foram: Afrânio Ferreira, Jorge Freitas, Walter Salles (ele mesmo, o cineasta), Jorge Oswaldo Diaz, Toninho da Matta, Ciro Aliperti e Manfredo Holschauer. Afora as presenças de Maurizio Sandro Sala, John O’Donnell, Andreas Mattheis, Zeca Giaffone, Dárcio dos Santos, Michel Perenyi e Jaime Figueiredo. Um grid de respeito.

E não parou por aí: a 2ª categoria 100cc apresentava no seu grid um certo Ayrton da Silva, que é quem vocês estão mesmo pensando: Ayrton Senna, que acabou em terceiro e derrotado pelo promissor carioca Luiz Eduardo Lassance e por Emanuel de Brito. Mário Covas Neto, o Zuzinha, também era desta categoria.

Agora, vejam quem foi campeão na 2ª categoria 125cc, para motores nacionais: ninguém menos que Roberto Pupo Moreno, seguido por Fernando Dias Ribeiro (o irmão do Alex). Entre os outros pilotos que figuraram nas posições seguintes, estavam Guto Negrão, Luiz Carlos Vilmar Jr. e Carlos Col. E na 4ª categoria Menor, Mário de Carvalho foi o grande campeão, seguido por Tazio Borghesi. Nessa classe, competiu a menina Ana Lúcia Walker, que na época tinha 13 anos e depois chegou a andar até de Fiat 147.

Ah… a foto foi roubartilhada do grupo Jacarepaguá para sempre, no Facebook, depois de postada pelo Cláudio Capparelli.

Há 39 anos, direto do túnel do tempo.

Anúncios

2 respostas em “Direto do túnel do tempo (165)

  1. so’ pra constar, o Kartodromo do Taquaral em Campinas/SP, batizado com o nome do Afranio Ferreira (grande piloto local), esta’ totalmente desativado e abandonado….. pista que viu pilotos como Airton, Rubens, Christian,Tony, Gil entre tantos outros anonimos, e’ mais um monumento ao descaso municipal.
    o mais interessante e’ que o estopim para deixarem de utilizar a pista foram os reclamos dos nobres moradores daquele nobre bairro, e hoje, todas casas na redondeza do kartodromo foram transformadas em comercial, portanto o kartodromo poderia tranquilamente seguir operando nos finais de semana…
    mas isso nao gera votos !!! melhor construir estadio de futebol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s