Copa do Mundo e F-1 fazem 6h de São Paulo ir para o fim do calendário do WEC

wec

RIO DE JANEIRO – Eis que, numa mudança surpreendente, o Mundial de Endurance (WEC) teve hoje definido o seu calendário para 2014. As 6 Horas de São Paulo, previstas para o fim de agosto, foram remanejadas para 30 de novembro e o que seria a 4ª etapa do campeonato, após as 24 Horas de Le Mans, ficou como a última do certame de oito corridas que se inicia em abril com as 6 Horas de Silverstone.

Segundo consta nos sites internacionais, a mudança teria sido feita a pedido do promotor nacional, o bicampeão mundial de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi, por dois motivos: a realização da Copa do Mundo, que polarizará as atenções no país e reduzirá drasticamente o investimento em quaisquer esportes neste ano de 2014, especialmente no automobilismo – e também pelas famosas obras de adequação do Autódromo José Carlos Pace para a disputa do Grande Prêmio do Brasil.

Aliás, falando em obras, pelo visto nada de boxes e paddock novos para a F-1 e tampouco para o WEC. Lá vamos nós ter que subir e descer escadas para a sala de imprensa. Pobres fotógrafos e profissionais do gênero…

As razões que fazem a corrida do Mundial de Endurance por aqui mudar para o fim do campeonato são, de certa forma, compreensíveis, mas trata-se de uma faca de dois gumes. Primeiro, porque as equipes reduzem seus investimentos após Le Mans e só virão os competidores fixos e/ou eventuais inscritos. E segundo, porque se o campeonato já estiver definido nas quatro subclasses, corremos um sério risco de ver uma corrida muito mais esvaziada do que nos dois últimos anos – e me vem à cabeça o fantasma de revivermos o que se viu nas Mil Milhas de 2007.

Espero estar errado.

E não há só isso: existe a chance de um desgaste muito grande de todos os envolvidos com a competição, posto que haverá nada menos que três etapas em novembro (China, Bahrein e Brasil), enquanto que, após Le Mans, o calendário terá nada menos que 95 dias sem qualquer corrida. De certo modo, uma mudança incompreensível.

Ah… e também foi confirmada a etapa dos Estados Unidos em 20 de setembro, no COTA, em Austin. Ela é que será a 4ª etapa do WEC e não as 6 Horas de São Paulo.

Eis as datas definitivas do Mundial de Endurance:

20 de abril – 6 Horas de Silverstone
3 de maio – 6 Horas de Spa-Francorchamps
1º de junho – Journée Test das 24 Horas de Le Mans
14 e 15 de junho – 24 Horas de Le Mans
20 de setembro – 6 Horas de Austin
12 de outubro – 6 Horas de Fuji
2 de novembro – 6 Horas de Xangai
15 de novembro – 6 Horas do Bahrein
30 de novembro – 6 Horas de São Paulo

Foto: John Dagys (Sportscar365.net)

Anúncios

11 respostas em “Copa do Mundo e F-1 fazem 6h de São Paulo ir para o fim do calendário do WEC

  1. A categoria vai para sua 3° temporada, e já está correndo o risco de ir pro saco?
    Quantos carros teremos esse ano? 24? 26?

    E eu que achava que esperava um grid cheio com no máximo 35 ou 36 carros.

    Até o USCC que realizou sua primeira corrida no sábado passado tivemos quase 70 carros, muito superior ao FIA WEC.

  2. Eu discordo quanto o esvaziamento dos inscritos. Nos dois primeiros ano do WEC a ultima etapa (principalmente em 2012) sempre teve uma boa lista de inscritos e os mesmos competidores pós-Le Mans. Os times tem comprometimento com o campeonato e vão vir para cá mesmo assim. Chutando alto no maximo uns 30 carros virão pra cá.

  3. Sobre a reforma prefiro que faça uma adequação nos atuais boxes porque prefiro a atual configuração da descida do lago do que eles tavam querendo propor na reforma,mas nessa reforma poderia fazer uma sala de imprensa no primeiro andar.

  4. Só peço que esse campeonato seja “uma tonelada de competitividade” a mais que em 2013. Sou muito fã dessa categoria, mas não posso ser cego e dizer que tá tudo bem. A LMP1 que é a grande estrela, foi beeeemm chata no ano passado.

  5. Concordo com sua análise, Rodrigo. E acho que outro fator que pode contribuir para o esvaziamento é que todos sabem que no final de novembro em São Paulo já faz muito calor, que gera um desgaste grande para carros e pilotos.

  6. Se esta data estiver mesmo definida, sou a favor da largada ocorrer mais tarde, lá para as 14h…porque, se novembro for igual a este janeiro que passou o calor será um fator determinante para o público e também para carros e pilotos…
    Só uma observação: Ontem estive na região da Lapa e os relógios de rua registraram 38º…terra da garoa???

  7. Pingback: Anote aí: FIA WEC no Brasil, só em novembro | Velocidade

  8. Bom, antes mesmo do calendário oficial sair já se sabia que Interlagos passaria por uma readequação no calendário e não foi por conta dessa copa de fazer $$$ para a PIFA e sim por conta das obras…. Se não houvessem garantias de que a pista ficasse pronta ficaríamos fora do calendário deste ano… Essa informação estava nos foruns de sites da ACO bem antes do calendário deste ano… E agora de grids diminutos, se a Porsche fizer alguma frente em conjunto com a Toyota aos R18 Híbridos pode ser que teremos full-grid aqui no final do ano, mas dependerá da competência ou não da Toyota e Porsche que ainda é uma incógnita, ir para pista testar é uma coisa, agora prova no talo vai precisar de competência…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s