Ponto de interrogação

Paludo-e-Piquet

RIO DE JANEIRO – A temporada 2014 da Nascar está a poucos dias do seu início. A expectativa pelas disputas nas três principais divisões é grande, principalmente na Sprint Cup em decorrência do novo formato do Chase, com um inédito sistema de mata-mata. Mas, desta vez, podemos e devemos temer pela ausência de brasileiros na pista em tempo integral.

O ponto de interrogação quanto à participação de Nelsinho Piquet e Miguel Paludo cresceu na mesma medida em que a pré-temporada começou e nada dos dois em testes ou eventos do gênero. Não havia nenhum boato, nenhuma especulação envolvendo o filho do tricampeão mundial de Fórmula 1 e o gaúcho de Nova Prata. E infelizmente as suspeitas se confirmaram: nenhum dos dois deverá estar a tempo inteiro nas provas da Nationwide Series ou da Camping World Truck Series.

Para completar o quadro, Steve Turner e Harry Scott, patrões dos dois pilotos, desfizeram a sociedade e cada um foi para seu lado. Turner ficou com os carros #31 e #32 na Truck e eles já têm dono: o rookie Ben Kennedy e Tyler Malsam. No #4, que cabe a Harry Scott, ainda não pintou piloto. A Arrowhead, que patrocinava a picape de Jeb Burton, retirou o patrocínio e uma das revelações da Nascar só não ficou a pé para a primeira corrida em Daytona porque a ThorSport, a equipe do campeão Matt Crafton, lhe ofereceu um carro.

Com problemas para conseguir patrocinadores, Miguel parece resignado em não ser titular de qualquer escuderia da Truck Series. “É duro perceber que talvez não possa correr neste ano”, declarou Paludo à revista Popular Speed. “Cheguei ao ponto de que não devo fazer uma temporada completa após três anos seguidos e o jeito é tentar disputar algumas corridas de forma esporádica para voltar em tempo integral em 2015”, afirma o piloto, que fixou residência nos EUA ao lado da família – a mulher Patrícia e o único filho do casal, o simpático Oliver.

Se Paludo dá a cara para bater e lamenta sua situação, Nelsinho Piquet não deu qualquer declaração, qualquer sinal acerca de seu futuro. O que se sabe é que ele disputa a abertura da temporada da Stock Car brasileira com Átila Abreu. E só.

Talvez a situação do rompimento entre os sócios de sua equipe em 2013 seja um dos fatores de sua ausência nas pistas. Vejam bem, eu disse talvez, até porque não tenho certeza se é isso mesmo. Há quem diga que a brincadeira no Instagram do rival Parker Kligerman, onde o piloto fez um comentário considerado maldoso e que lhe custou uma punição com multa pecuniária, depôs contra sua imagem. “A punição foi ridícula”, declarou à época.

As negociações com outros times – especialmente a Roush Fenway Racing – também goraram. E Nelsinho, que entrou na Nascar com pompa e circunstância, prometendo chegar à Sprint Cup “para construir uma carreira nos EUA”, vê justamente essa carreira  se encontrar num perigoso desvio.

Vamos esperar, até porque fazer ilações a respeito de nenhum piloto nunca foi a tônica deste blog. Ficamos na torcida para que os dois consigam marcar presença, de alguma forma, neste ano de corridas da Nascar.

Anúncios

15 respostas em “Ponto de interrogação

  1. Acho que ano passado o Nelsinho deu um tiro no pé “migrando para a NNS” creio que deveria ter continuado na truck e tentar pelo menso brigar pelo titulo e acho que faltou ele um empresario ou alguém que entenda de NASCAR que saiba como as coisas funcionam na categoria . Nelsinho tem muito talento … mais ainda esta muito a sombra do sobrenome Piquet e creio eu Matar que falta ele uma articulação nos bastidores da NASCAR . Não em termos de engenharia ou chefes de pistas ..falo um empresario que entenda de NASCAR . A Situação do Paludo esta mais ligada ao time Paludo creio que correra integralmente em 2015 . Agora Matar vc não acha que os olhos do Nelsinho deveriam se desviar para Indy ? Assim como Montoya fez ano passado ?

    • É.Edgar,eu sempre tive essa opinião a respeito de Rubinho,Massinha e Nelsinho na F1,alguém de confiança para orientar,e esses caras também,vivem igual a Cinderela papai fala uma coisa e eles acreditam o tempo todo.Não sendo a toa quê apesar de ter ganho algumas provas aqui e ali, no Brasil são sempre zuados.Vamos ver se a situação muda.

      • O Nelsinho em 2012 fez uma temporada memorável …pole , vitorias . É um talento a ser garimpado creio que ele precisa de uma equipe que o de suporte ate a categoria principal ..como a Hendrinck , Richard CHildrees , Joe Gibbs ou a Roush que já levam patrocínios . Por isso eu disse que ele foi mal articulado a Turner na NNS seria o mesmo que se a Arden migrasse da GP2 a F1 com o mesmo orçamento . Matar a Fox Sports trasmitirar a NASCAR no canal normal ou no Fox 2 ? Vc pode ceder essa informação?

      • Não, nada de especial. Acho que era uma boa opção para o Nelsinho, mas tinha dúvida se ainda havia alguma sanção devido aquela confusão de Singapura. Confesso que não acompanhei nada daquela história e nem sei o que ele podia ou não em campeonatos sob a tutela da FIA. Total ignorância da minha parte. Acho que Nelsinho é um piloto mais para monolugares. Tá como peixe fora de água.

  2. Na decada de 90, a GM USA publicou diversos anúncios enaltecendo a chamada ‘raça esportiva’ da caminhonete Silverado. Em um deles, a empresa ‘alinhava’, lado a lado, um veículo de rua e um modelo utilizado na categoria NASCAR (se o Rodrigo Mattar – ou algum internauta – tiver coleção da revista RACER e/ou as revistas oficiais NASCAR da época, poderá conferir). Aqui no Brazil, mais especificamente, em 1997, a GM patrocinou a participação de Affonso Giaffone Jr. na temporada IRL daquela temporada.
    Conexão entre ambos fatos? Here we go: penso que a GM Brazil poderia apoiar os dois pilotos brasileiros no certame NASCAR. Ou será que é pedir muito para uma empresa que, em cada campanha eleitoral, destina considerável fortuna para candidatos políticos? O que deveria ser mais importante para uma empresa? Apoiar candidatos e/ou partidos políticos – sempre alvo de desconfiança por parte de todos da população – ou dois conhecidos e renomados nomes do esporte?
    (Oh, wait: esqueci que, para os gestores brasileiros, as atitudes dos norte-americanos junto ao Automobilismo, são desconhecidas. Vai ver, eles estão errados e os brasileiros, certos…).

  3. Ele disse que seguiria carreira na Nascar, e agora? E o FoxSports Brasil que em 2013 não transmitiu várias etapas ao vivo??? Só ajudou a enterrar o defunto…me desculpe o desabafo Mattar

  4. O Nelsinho deu uma dica no programa do Felipe Motta da Jovem Pan, como não ouvi continuo não sabendo o que ele fará.

    • O Nelsinho disse na entrevista que seu principal patrocinador está interessado na Fórmula E, estão tentando uma vaga lá pra ele…enfim, ele vai pra onde rolar a grana!!!!

  5. Piquet Jr foi muito mal no ano passado…já se previa isso….teria que retornar à Truck Series e tentar ser campeão ou estar no TOP 5…….quanto ao Paludo….bom….é um lutador…que continue e mostre o teu valor…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s