Rabat e Antonelli confirmam melhor tempo na Moto2 e Moto3 em Valência

testjerezprev_s1d4843_slideshow_169

RIO DE JANEIRO – Terminaram nesta quinta-feira os treinos coletivos das categorias Moto2 e Moto3, realizados por três dias no circuito Ricardo Tormo, em Valência. E sem muitas surpresas: Esteve “Tito” Rabat e Niccolò Antonelli confirmaram as melhores marcas de ambas as classes durante as atividades de pista que envolveram, no total, 64 pilotos – 33 na Moto3 e os demais na Moto2.

Na subclasse das máquinas de 600cc quatro tempos, Rabat se impôs com o tempo de 1’35″155 a bordo da Kalex da equipe belga Marc VDS. O segundo tempo foi de um piloto que promete incomodar muito nesta temporada: Maverick Viñales, que ficou a apenas 0″147 do tempo do compatriota. Vale lembrar que é a estreia dele na Moto2 após ganhar o título da Moto3 ano passado. Ele correrá pela equipe de Sito Pons, também com uma Kalex.

Takaaki Nakagami, agora na equipe Idemitsu Honda Team Asia, mostrou mais uma vez seus dotes de velocista e estabeleceu o 3º melhor tempo dos ensaios, seguido pelo experiente Thomas Luthi, com uma Suter. Sandro Cortese, que vai para sua segunda temporada na Moto2, teve bom desempenho com o quinto tempo, seguido por Jordi Torres, Mika Kallio, Nico Terol, Julián Simón e Luis Salom.

Algumas curiosidades: dois estreante no top 10 (Viñales e Salom) e predomínio absoluto dos quadros Kalex e Suter entre os mais rápidos, sendo que apenas três desses quadros são da empresa do ex-piloto Eskil Suter. E seis dos melhores pilotos nos treinos da Moto2 são espanhóis, nunca é demais lembrar.

O ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, que estará em sua primeira temporada completa com a equipe Italtrans, na qual seu colega de equipe é Julián Simón, fez o 20º tempo no agregado dos três dias. Ele registrou 1’36″785, pouco mais de um segundo e meio acima da marca de Rabat.

Na Moto3, brilharam os italianos, com quatro pilotos entre os dez primeiros. E Niccolò Antonelli, da equipe de Fausto Gresini, estabeleceu a melhor marca das sessões das motocicletas 250cc quatro tempos com 1’39″454, somente oito milésimos abaixo da marca do australiano Jack Miller, da equipe Red Bull KTM.

A surpresa foi Danny Kent, de volta à Moto3 agora com uma Husqvarna: o piloto britânico foi o terceiro na soma dos tempos, seguido por Romano Fenati, o gordinho voador do time do “Doutor” Valentino Rossi. Isaac Viñales foi o melhor espanhol com o 5º tempo, seguido por Francesco Bagnaia, Juanfran Guevara, o novato Enea Bastiannini, o português Miguel Oliveira (de novo com a Mahindra) e por Alex Rins.

Eric Granado, em sua estreia pelo Team Calvo, fez um bom trabalho: acabou em 17º no combinado das sessões, com o tempo de 1’40″694, a 1″240 do melhor tempo dos três dias e somente dois décimos mais lento que o tcheco Jakub Kornfeil. Nada mal.

Os tempos combinados dos treinos da Moto2 estão aqui e da Moto3, aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s