McLaren no comando; Renault segue devendo

4353020140220161914

RIO DE JANEIRO – Mudam os protagonistas no comando dos treinos de pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein. Hoje foi a vez da McLaren se impor no circuito de Sakhir, graças a uma excelente performance do novato dinamarquês Kevin Magnussen. Com a marca de 1’34″910, após 46 voltas percorridas, ele superou a melhor volta obtida por Sebastian Vettel ano passado, em ritno de corrida, por exatos 2″041. Progresso? Sem dúvida nenhuma. Pelo menos no que tange aos motores Mercedes-Benz, parece que os alemães vão bem, obrigado.

Aliás, o tempo de Magnussen a bordo do MP4-29 prateado foi um temporal, considerando a distância que o separou do 2º colocado, o alemão Nico Hülkenberg, da Force India. Mais de um segundo e meio – isso porque o nórdico encaixou uma sequência de boas voltas e foi realmente muito veloz. Mas nada impede que Hülk tenha treinado com uma carga de combustível maior que o piloto da McLaren.

Mais rápido no turno da manhã, Fernando Alonso também melhorou seu tempo em relação à primeira parte do treino – insuficiente, porém, para deixá-lo no topo. A 3ª posição, a 1″626 de Magnussen, ficou de bom tamanho para o espanhol, até porque Nico Rosberg, quarto mais rápido, ficou distante mais de dois segundos e o quinto, Valtteri Bottas, foi quase dois segundos e meio mais lento.

kobacar

Enquanto os motores Mercedes-Benz e Ferrari têm bom desempenho, os Renault, embora não tenham criado maiores problemas para as equipes clientes da marca francesa, continuam muito lentos. E a Caterham conseguiu mais uma vitória pessoal contra Toro Rosso, Red Bull e Lotus. Com Kamui Kobayashi a bordo, o CT05 do time malaio voltou a ser o melhor carro com os V6 turbo da Régie, andando em 1’39″855 após 66 voltas. A diferença para Magnussen: 4″945, quase cinco segundos.

Assustador? Nem tanto. Preocupante? Sem dúvida.

A Red Bull, que até agora mal completou 1000 km de testes em pista, conseguiu percorrer hoje 59 voltas, pouco mais que um GP inteiro no Bahrein, cuja prova é disputada em 57 voltas. Vettel não conseguiu ir além de 1’40″340, enquanto Jean-Eric Vergne, com a Toro Rosso, marcou 1’40″609. A Lotus continua fazendo pouca quilometragem com o novo E22, o último carro a realmente andar na pré-temporada: Romain Grosjean deu apenas dezoito voltas e foi o penúltimo na folha de tempos desta quinta-feira.

Anúncios

Uma resposta em “McLaren no comando; Renault segue devendo

  1. Esse Kevin Magnussen mostra muito potencial. Se conseguir manter esses resultados dos treinos nas corridas terá condições de fazer uma boa temporada.

    A Renault tá ferrada com todos esses problemas, se não corrigir a tempo será devorada pelos motores Ferrari e Mercedes. E quem mais vai perder é a Red Bull e Sebastian Vettel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s