As 1.100 Milhas do Buschão

Kurt-Busch-eligible-to-run-Indy500

RIO DE JANEIRO – O sonho se realizará: Kurt Busch vai disputar pela primeira vez as 500 Milhas de Indianápolis. Campeão da Sprint Cup da Nascar, o piloto de 35 anos ganhou a benção dos chefões Tony Stewart e Gene Haas para competir na lendária prova neste ano. Buschão estará a bordo de um quinto carro da Andretti Autosport, equipe de Michael Andretti que terá ainda Marco Andretti (filho de Michael e neto do velho Mario), Ryan Hunter-Reay, James Hinchcliffe e Carlos Muñoz.

Será uma experiência inédita e cansativa para o piloto, por dois aspectos: no mesmo dia do treino classificatório para a Indy 500, haverá atividades de pista para mais uma corrida da Sprint Cup. E, como se não bastasse, tem o detalhe de que, no mesmo dia 25 de maio, Kurt correrá a prova de monopostos e também a Charlotte 600. Mil e cem milhas, mais de 1.700 km percorridos num único dia.

A última vez em que um piloto da Nascar fez o que se chama de “Double Day” foi em 2003. Robby Gordon se dividiu entre Indianápolis e Charlotte – e na última aparição de Tony Stewart na prova, dois anos antes, o “Smokey” chegou em sexto e também completou a Charlotte 600. Em 2004, Gordon tentou repetir a façanha pela sexta vez, mas as chuvas que atrapalharam a Indy 500 o fizeram abandonar o circuito mais cedo e ceder o lugar a Jaques Lazier.

Em maio do ano passado, o piloto teve a oportunidade de andar num monoposto da Fórmula Indy pela primeira vez, completando todo o Rookie Orientation Program, o programa de orientação a novatos, no qual os pilotos têm que cumprir um determinado número de voltas, superando progressivamente as velocidades determinadas.

E pode ser que a Stewart-Haas Racing também libere mais alguém para a Indy 500. Há rumores de que Danica Patrick pode seguir o mesmo caminho do Buschão e acabar confirmada na lista de inscritos para a corrida.

Anúncios

8 respostas em “As 1.100 Milhas do Buschão

  1. No final de semana do Pole Day e Bump Day será o Sprint All-Star Race. Então não terá problema algum ele deixar de participar do evento. A não ser que ele consiga classificar o carro a tempo de poder ir a Charlotte participar do evento e voltar para Indy no domingo.

  2. o tony stewart e o john andretti ja fizeram isso no passado correram as 2 provas no mesmo dia o buschão não é o 1 piloto que faz isso

  3. Lembro que há muitos anos atrás, acho que por volta de 2003, o Kurt Busch realizou testes num carro da antiga Champcar no circuito de Sebring, mas acabou não dando em nada.

  4. O Michael Andretti não engoliu a baita derrota na Indy 500 do ano passado. Botou 4 carros (Carlos Muñoz foi sensacional, aliás) e viu o cara que ele mandou embora (e que acertava os carros para ele) vencer a prova de forma fantástica.

    Dessa vez ele (Michael) quer perder mais bonito ainda. Vai botar 5 carros e ver cada um deles ser derrotado pelo Takuma Sato (Minha aposta adiantada para a Indy 500).

    Kurt não fez feio nos testes no ano passado, e eu acho que ele vai fazer bonito tanto na Indy 500, quanto na Coca-Cola 600.

  5. Pingback: Buschão na Indy 500 | A Mil Por Hora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s