Ligier JS P2: uma realidade

1511020_10152087633812912_1783678041_n

RIO DE JANEIRO – A volta da Ligier às grandes competições automobilísticas, através da Onroak Automotive e anunciada por este blog em dezembro do ano passado, já é uma realidade. O novo protótipo LMP2 Coupé que leva o nome da antiga equipe de Fórmula 1 fez seu primeiro ensaio dinâmico no circuito Le Mans Bugatti, de quase 4,5 km de extensão.

Foi a primeira vez em que, quase quatro décadas depois, um protótipo com o nome Ligier entrou na mítica pista francesa. Em 1975, Jean-Louis Lafosse/Guy Chasseuil quase ganharam a prova na ocasião. Chegaram em 2º lugar com o modelo JS2 de motor Cosworth, derrotados somente pelo Gulf-Mirage de Jacky Ickx/Derek Bell.

Com motor Nissan VK45DE V8 de 4,5 litros de capacidade cúbica e pneus Dunlop, o carro efetuou suas primeiras voltas sob os olhares atentos do proprietário da OAK Racing Jacques Nicolet, do engenheiro-chefe Nicolas Clemençon, do diretor técnico Thierry Bouvet e, logicamente, de Guy Ligier. A bordo, Alex Brundle.

Aliás, uma característica dos carros do velho Guy não foi abandonada: a sigla JS, uma homenagem póstuma a Jo Schlesser, morto no GP da França de 1968, permanecerá sendo utilizada nos dois carros que vão competir nas 24 Horas de Le Mans neste ano: o #33 inscrito pela OAK Racing Team Asia e o #46 da Thiriet by TDS Racing.

Anúncios

3 respostas em “Ligier JS P2: uma realidade

  1. Achei o desenho do farol meio estranho, mas o carro até que é bonito. Há alguma possibilidade de um desses alinhar no WEC, mesmo que no ano que vem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s