12h de Sebring, horas #10 e #11: indefinição

Dagys_-2014_258159

RIO DE JANEIRO – Nada está definido faltando somente uma hora para acabar a 62ª edição das 12 Horas de Sebring. Com nove carros na mesma volta do líder, uma bandeira amarela no período noturno da prova pode fazer a disputa pegar fogo no seu final, o que tornaria a disputa ainda mais sensacional do que ficou nas duas últimas horas.

Dois protótipos LMP2 ainda têm reais chances de ganhar numa corrida atribulada e o que está em melhores condições no momento abre os últimos 60 minutos na ponta: é o HPD #01 da Extreme Speed Motorsports, com Ryan Dalziel no comando, resistindo à feroz perseguição de Sébastien Bourdais. Sabe-se que os ponteiros ainda vão parar pelo menos uma vez para repor combustível e nesse aspecto os LMP2 levam vantagem. Só o tráfego ou uma amarela podem mudar tudo de uma vez.

Na Prototype Challenge, a situação se mantém a mesma: Colin Braun lidera com o #54 da CORE Autosport com o #09 do brasileiro Bruno Junqueira em segundo e só esses dois carros reúnem condições reais de ganhar a prova neste sábado. A GTLM chegou a ter a surpreendente liderança do #57 da Krohn Racing graças a um excelente trabalho do italiano Andrea Bertolini, mas a dianteira agora é do SRT Viper com Jonathan Bomarito, seguido por Patrick Long, Oliver Gavin (que se recupera de uma rodada), Bertolini e Wolf Henzler.

A situação na GT Daytona (GTD) aponta Alex Riberas Bou na liderança a bordo do #23 do Team Seattle/AJR, seguido por Andy Lally no carro da Magnus Racing. O português Filipe Albuquerque está em terceiro. Curiosa é a situação do #22 da Alex Job Racing: o carro que tem Leh Keen no comando neste momento foi punido de forma injusta pela direção de prova, que mirou no que viu e acertou no que não viu: uma colisão entre um Porsche e uma Ferrari, mais cedo, envolveu o carro #912 – e não o #22, que bateu no #49. Não adiantaram os protestos da AJR, que pagou uma punição pelo que não cometeu.

Óculos, urgente, para a turma dos comissários estadunidenses!

Resultado parcial das 12h de Sebring após a hora #11:

1º #1 Ryan Dalziel/Scott Sharp/David Brabham
HPD ARX-03b LMP2 (Prototype)
266 voltas

2º #5 Sébastien Bourdais/João Barbosa/Christian Fittipaldi
Corvette DP (Prototype)
266 voltas

3º #42 Olivier Pla/Alex Brundle/Gustavo Yacaman
Morgan Nissan LMP2 (Prototype)
266 voltas

4º #01 Marino Franchitti/Memo Rojas/Scott Pruett
Ford EcoBoost Riley DP (Prototype)
266 voltas

5º #2 Simon Pagenaud/Johannes Van Overbeek/Ed Brown
HPD ARX-03b LMP2 (Prototype)
266 voltas

6º #9 Jon Fogarty/Burt Frisselle/Brian Frisselle
Corvette DP (Prototype)
266 voltas

7º #60 Justin Wilson/Oswaldo Negri Jr./John Pew
Ford EcoBoost Riley DP (Prototype)
265 voltas

8º #10 Ricky Taylor/Jordan Taylor/Max Angelelli
Corvette DP (Prototype)
265 voltas

9º #02 Scott Dixon/Sage Karam/Tony Kanaan
Ford EcoBoost Riley DP (Prototype)
265 voltas

10º #54 Colin Braun/Jonathan Bennett/James Gue
Oreca FLM09 Chevrolet (Prototype Challenge)
263 voltas

Anúncios

Uma resposta em “12h de Sebring, horas #10 e #11: indefinição

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s