Gary Bettenhausen (1941-2014)

1395025501000-GaryB-01

RIO DE JANEIRO – Luto no automobilismo dos EUA: morreu neste domingo, aos 72 anos de idade, o antigo piloto da Fórmula Indy Gary Bettenhausen. Filho do lendário Tony Bettenhausen, vice-campeão da Indy 500 de 1955 e morto num acidente em 1961, ele teve dois irmãos também pilotos: Tony Bettenhausen, que também seria dono de equipe até morrer em 2000 e Merle Bettenhausen, ainda vivo e que sofreu um terrível acidente na Michigan 500 de 1972, provocando o fim de sua carreira.

Gary Bettenhausen #2 duels with Johnnie Parson_ Jr_ _Gene Marderness Photo_

Gary foi o mais longevo do clã nas pistas, pois sua trajetória começou nos Midgets e Sprint Cars em meados dos anos 60 e início dos 70, passando logo à USAC, que promovia as corrida do tipo Indy em território ianque. Com 27 vitórias nos Midgets, ele tornou-se bicampeão dos Sprint Cars. Em 1974, sofreu um grave acidente com este tipo de carro em Syracuse, no estado de Nova Iorque. Como consequência, perdeu os movimentos do braço esquerdo. O piloto recuperou alguns movimentos, mas nunca ficou 100% curado da batida.

McLarenM16B-BettenhausenG-Milwaukee72-1000x

Nas provas da USAC e da Fórmula Indy, Gary Bettenhausen correu a partir de 1968 até meados dos anos 90, quando já tinha mais de 50 anos de idade. Na Indy 500, largou 21 vezes. Seu melhor resultado foi um 3º lugar em 1980, após largar da última fila do grid com um Wildcat-DGS. Oito anos antes, o piloto liderou a prova por 138 voltas – mas uma falha mecânica lhe tirou a vitória, que ficou com Mark Donohue.

gb-ind91

Em 1992, Gary foi uma espécie de coach do tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet. Inscritos pela equipe de John Menard com chassis Lola T92/00 e motores Buick, os dois se tornaram grandes amigos e o brasileiro aprendeu muito rápido com as valiosas dicas de Bettenhausen – até o grave acidente que sofreu num dos treinos livres. Gary ainda se classificou com a 5ª posição no grid e acabou na décima-sétima posição, sem completar a disputa vencida por Al Unser Júnior. No ano seguinte, o piloto terminou novamente em 17º lugar após largar em 18º.

Já aposentado, o piloto foi laureado como membro do Hall da Fama da National Sprint Car em 1993 e, cinco anos mais tarde, entrou também para o Hall da Fama da National Midget Auto Racing.

Anúncios

4 respostas em “Gary Bettenhausen (1941-2014)

  1. Ele foi dono de equipe também, se não estiver enganado, já na fase da CART nos anos 90. Que esteja num bom lugar agora e encontre a paz.

  2. Histórico piloto. Competiu também na NASCAR em algumas corridas, na Winston Cup, pelos idos de 1974…

  3. “Caracas de Venezuela”, como diria o finado Hugo Chavez!
    Quer dizer então que, mesmo com o braço esquerdo baleado, o cara pilotou Indycars. . .
    Sem esquecer que o francês Jean Pierre Beltoise também tinha seus movimentos prejudicados e mesmo assim pilotava em alto nível, fórmulas e protótipos.
    Zé Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s