Há algo podre no reino olímpico…

1393578_731388743558291_1314725608_nRIO DE JANEIRO – Foto enviada pelo parceiro Diego Ximenes, que mostra o terreno do antigo Autódromo de Jacarepaguá, dois anos antes dos Jogos Olímpicos de 2016, totalmente devastado e sem absolutamente nada erguido. Cabe lembrar que o circuito foi extinto sob a desculpa de construção do Parque Olímpico e posterior especulação imobiliária do terreno, mais valorizado do que nunca por estar num zoneamento hoje pertencente à Barra da Tijuca, graças ao prefeito maluquinho Cesar Maia, autor da mudança por decreto municipal.

O Comitê Olímpico Internacional não deve estar nem um pouco satisfeito com o que (não) tem visto. Não deve e nem pode. Ninguém cumpre com suas obrigações e ninguém tem palavra. Basta lembrar do que foi dito sobre um circuito substituto da pista desativada e que funcionava exatamente aí como mostra a foto. O automobilismo carioca e brasileiro caiu no conto da carochinha.

O jornal O Globo traz a matéria assinada por Gilberto Scofield Jr. ressaltando a insatisfação tremenda do COI com União, estado e prefeitura, tudo de uma vez. E fica a pergunta:

Será que o COI realmente tinha ideia com quem estava se metendo?

Anúncios

6 respostas em “Há algo podre no reino olímpico…

  1. E tava lá também o oval que poderia ser utilizado em qualquer momento, como este agora onde São Paulo não terá a F. Indy em 2014.

    Destruíram um autódromo com uma rica historia ,na F1 como todos sabem (além das vitorias de Piquet ,tinha o 2ª da Fittipaldi) e da Indy com a vitoria do André Ribeiro.

    Malditos políticos !!!

    • Sobre a Indy, saiu esta semana a notícia de que a Band pretende promover agora na capital federal, Brasília, no ano que vem, naquele mesmo autódromo que o governo local disse que passaria por “grandes reformas” para receber o mundial de Motovelocidade…Ou seja: Não contem com isso.

    • Grande Jonny´O!
      Bom lhe encontrar de novo.
      Acredito que o RJ nunca mais terá nada relacionado ao automobilismo.
      Jacarépagua já era, e o outro de Deodoro é uma verdadeira “bomba” literalmente.
      Achei até estranho o COI dando uma de marido traído.
      Mas eles estão até provando o gostinho do próprio veneno.
      É por essas e outras que cada vez mais me convenço que estamos no país de faz-de-conta.

  2. Problemão principal (chovendo no molhado. . .), atende pelo nome de Carlos Arthur Nuzman, que sempre posa de santinho, estilo “não sabia de nada”, vide agora o escândalo (mais um) denunciado pelo Bernardinho, mas vem há décadas mamando nas tetas esportivas dessa vaca cansada chamada Brasil. . .e a gente imaginava que os pilantras seriam o João Havelange mais o Ricardo Teixeira, da CBF!!
    Esses estão ainda no pré-primário se comparados ao “língua-presa”, que já é PHD no assunto, desde os tempos (longínquos) do vôlei!!
    Zé Maria

  3. Isso é só uma amostra de como os nossos políticos e dirigentes de entidades esportivas tratam o esporte, e todo o legado que um evento deste porte poderia proporcionar ao povo – e proporciona – em qualquer lugar que não se chame Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s