Tem brasileiro no Pirelli World Challenge

marcelo_hahn_disputa_pirelli_world_challenge_nos_estados_unidos_piloto

RIO DE JANEIRO – O Pirelli World Challenge, competição estadunidense de Grã-Turismo multimarcas, começa a temporada 2014 neste fim de semana com duas provas no circuito citadino de St. Petersburg, na Flórida. Cinquenta e um carros figuram na extensa lista de inscritos. E um deles terá um piloto brasileiro a bordo.

Após competir primeiro de Ferrari e depois de Lamborghini, o paulista Marcelo Hahn encara o primeiro desafio internacional da carreira, integrando o plantel do Pirelli World Challenge na divisão GT-A, para gentlemen drivers. Ele vai correr com um carro que lhe é muito especial e peculiar: o Lamborghini Gallardo FL2 #0 da tradicional escuderia alemã Reiter Engineering, que alinha mais dois carros no PWC para o tcheco Tomas Enge e para o alemão Albert Von Thurn und Taxis.

“Estou muito empolgado e orgulhoso de competir no Pirelli World Challenge. Não vejo a hora de começar a acelerar novamente. Serão novas pistas, novos adversários, um mundo totalmente novo. Venho de um grande momento na minha carreira  e espero me adaptar rápido e conseguir grandes resultados neste novo desafio”, afirmou o piloto, que no ano passado conquistou nove vitórias em 14 corridas no Campeonato Sul-Americano de Gran Turismo.

Marcelo disputará, além da prova inaugural do campeonato, outras três rodadas duplas: Birmingham, no Alabama, Road America, no Wisconsin e Toronto, no Canadá. São dois autódromos e mais um circuito de rua, perfazendo um total de oito corridas nessa primeira oportunidade em que Hahn vai acelerar nos EUA.

Todas as provas do Pirelli World Challenge serão transmitidas ao vivo via live streaming, aqui. A lista de inscritos para a primeira rodada dupla do campeonato está aqui. O atual campeão, o experiente Johnny O’Connell, estará na pista para o início da defesa do título com seu Cadillac CTS-V.

Anúncios

7 respostas em “Tem brasileiro no Pirelli World Challenge

  1. Depois do desfecho trágico do GT brasileiro, ele está certo em buscar continuar correndo, em outros ares, de preferência onde tenha alguma organização e seriedade (ao menos).
    Talvez outros pilotos/proprietários brasileiros dos carros que competiram no GT por aqui façam o mesmo, uma vez que já tivemos o Sr. Francisco Longo alinhando sua F458 nas 24h de Daytona e desta vez parece que a modalidade morreu de vez por aqui.
    Por acaso esta corrida será no mesmo fim de semana da Indy em St. Petesburg?

  2. Nossa, essa categoria é muito boa e esse ano tem tudo pra ser ainda melhor. Ano passado, as corridas foram ótimas. Aliás todos os anos essa categoria mostra disputas sensacionais. Pena que é pouco divulgada. Ótima oportunidade para o Marcelo. Toda sorte para ele.

    Pena que Volvo caiu fora da categoria. Deve ser por cauda do investimento na V8 Supercars.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s