Mais uma estreia vitoriosa de Vandoorne

4412620140405151354

RIO DE JANEIRO – Uma história que se repete: em 2013, o belga Stoffel Vandoorne, agora com 22 anos de idade, estreou na World Series by Renault com estrondo, vencendo a primeira corrida da rodada dupla disputada em Monza. Um ano depois, agora na GP2 Series, o piloto repete o feito e estreia na categoria no topo do pódio, na abertura da temporada no circuito barenita de Sakhir.

Surpresa? Nenhuma. Vice-campeão da WSR, Vandoorne chega com excelentes credenciais à GP2 e com a confiança de Ron Dennis, que já o trouxe para sua proteção na McLaren. Stoffel é agora piloto de testes e desenvolvimento do time britânico e pode ser que quando Jenson Button decida se retirar da Fórmula 1, o caminho esteja livre para a estreia do belga na categoria máxima do automobilismo.

Vandoorne repete o feito de Robin Frijns que, ao estrear ano passado na categoria de acesso pela Hilmer Motorsport, conquistou um triunfo enfático em Barcelona, na Espanha. E foi um triunfo com autoridade, simplesmente dominante, antes da parada obrigatória para troca de pneus. Nesse período, Simon Trummer, que não tinha nada a perder (pois largara dos boxes), arriscou se manter o máximo de tempo possível na pista com pneus gastos. Quando fez sua parada, Vandoorne estava com a faca e o queijo na mão para alcançar sua primeira vitória.

A surpresa do dia foi o 2º posto do colombiano Julián Leal, que fez uma corrida muito consistente a bordo do carro #4 da Carlin Motorsport. O sul-americano também superou na pista o pole position Jolyon Palmer, que fez péssima largada, o que lhe custou caro quanto às aspirações de vitória. O experiente monegasco Stefano Coletti chegou em quarto, logo depois do britânico.

Além da estreia estrondosa de Vandoorne, outros dois novatos tiveram excelente desempenho: o francês Arthur Pic, combativo na segunda metade da disputa, chegou em quinto e o japonês Takuya Izawa conseguiu o sexto lugar após sair do fim do grid, na 23ª posição.

Trummer, após o pit postergado, chegou em sétimo e Felipe Nasr, que acabou punido com a perda de três posições no grid por atrapalhar um adversário no treino classificatório, ficou em oitavo. O brasileiro será o pole na corrida #2 do Bahrein com a inversão prevista entre os oito primeiros da corrida #1. Rene Binder e Adrian Quaife-Hobbs completaram os 10 primeiros.

A corrida deste sábado foi das mais atribuladas: Kimiya Sato, em sua estreia na categoria, tirou do caminho o igualmente novato Axcil Jefferies, provocando inclusive a entrada do Safety Car. Raffaele Marciello não começou bem: foi punido com um drive through por excesso de velocidade no pitlane e acabou em 18º lugar. Johnny Cecotto também foi punido e não passou de 21º ao fim da disputa.

André Negrão, da Arden International, teve uma estreia complicada: o brasileiro recebeu logo após a largada um toque do carro do argentino Facundo Regalia, o que não lhe deixou nada satisfeito. “Levei uma pancada e tive que frear tão forte que o pneu dianteiro esquerdo ficou com um buraco. Eu tinha potencial para chegar mais à frente, tanto que o meu companheiro de equipe (Rene Binder) largou atrás de mim e foi o nono”, comentou o piloto.

Para amanhã, os pilotos têm uma corrida mais curta: 23 voltas pelo circuito de Sakhir, sem a obrigatoriedade de troca de pneus. A largada será às 8h10 da manhã, pelo horário de Brasília.

O resultado final:

1 – Stoffel Vandoorne – ART – 32 voltas em 59min57s411
2 – Julian Leal – Carlin – a 1s551
3 – Jolyon Palmer – Dams – a 5s880
4 – Stefano Coletti – Racing Engineering – a 6s317
5 – Arthur Pic – Campos – a 15s100
6 – Takuya Izawa – ART – a 21s729
7 – Simon Trummer – Rapax – a 21s979
8 – Felipe Nasr – Carlin – a 24s425
9 – Rene Binder – Arden – a 24s861
10 – Adrian Quaife Hobbs – Rapax – a 26s194
11 – Daniel De Jong – MP – a 27s034
12 – Conor Daly – Lazarus – a 31s931
13 – Daniel Abt – Hilmer – a 36s231
14 – Mitch Evans – Russian Time – a 36s997
15 – Artem Markelov – Russian Time – a 41s030
16 – Rio Haryanto – Caterham – a 41s714
17 – Jon Lancaster – MP – a 42s412
18 – Raffaele Marciello – Racing Engineering – a 46s849
19 – Stephane Richelmi – Dams – a 49s656
20 – Andre Negrao – Arden – a 1min02s3
21 – Johnny Cecotto – Trident – a 1min13s4
22 – Alexander Rossi – Caterham – a 1min34s5

Não completaram:

Nathanael Berthon
Kimiya Sato
Axcil Jefferies
Facundo Regalia

Anúncios

Uma resposta em “Mais uma estreia vitoriosa de Vandoorne

  1. Se a pole do Jolyon era previsível, a vitória de Vandoorne era esperada, mas não vai ser fácil a temporada para o querido da Mclaren. A DAMS vai gerir este campeonato melhor, e Jolyon é mesmo o favorito a meu ver. Esse campeonato é gestão pura e dura da temporada, com um toque de experiência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s