Dose dupla de Pedro Piquet em Tarumã

219872_394359_pp14_tarsab6

RIO DE JANEIRO – Depois do gostinho da primeira vitória, nada como conquistar a segunda no mesmo fim de semana, de forma incontestável. Foi o que fez Pedro Piquet na corrida #2 da Fórmula 3 Brasil em Tarumã. O piloto da Cesário saiu da 6ª posição com seu Dallara “Brabham” número #5 e passou em terceiro na primeira volta. Na segunda, já estava em segundo e na quarta, depois de uma intervenção curta do Safety Car, era o líder. E assim permaneceu na ponta até a 31ª passagem. Venceu com pouco mais de oito segundos e meio de vantagem para Raphael Raucci, da RR Racing.

219872_394361_pp14_tarsab2

“Deu tudo certo até agora e espero que continue assim”, declarou o líder do campeonato logo após a cerimônia de pódio. “Fiz uma boa largada e, como nosso carro estava com pouca asa, era muito bom de reta. Isso facilitou as ultrapassagens.”

Outro piloto que deixou ótima impressão na pista de Tarumã foi Vítor Baptista, estreando também na Cesário Fórmula. O piloto do carro #21, que é um Dallara F301 da classe Light, venceu as duas provas em sua divisão e hoje foi o 3º colocado na classificação geral, melhor que outros dois pilotos com carros mais modernos e que terminaram na mesma volta: o argentino Bruno Etman e o pole position Leonardo de Souza.

Mauro Auricchio recuperou-se bem dos problemas do sábado. O piloto chegou em 6º na geral e em segundo na Light. Artur Fortunato foi o sétimo, seguido por Alexandre Doretto, Gabriel Kenji e Francisco Alfaya. Lukas Moraes, após treinos promissores, acabou em branco no fim de semana: o piloto da PropCar nem completou a primeira volta neste domingo.

A temporada da Fórmula 3 Brasil tem sequência no próximo fim de semana em paralelo com a Stock Car e o Brasileiro de Turismo, no seletivo circuito de Santa Cruz do Sul, lá mesmo no Rio Grande do Sul.

Resultado final da corrida #2 em Tarumã:

1. Pedro Piquet (Cesário Fórmula) – 31 voltas em 31’05″695, média de 181,78 km/h
2. Raphael Raucci (RR Racing) – a 8″720
3. Vitor Baptista (Cesário Fórmula) – a 14″551
4. Bruno Etman (Hitech Racing) – a 16″238
5. Leonardo de Souza (Kemba Racing) – a 43″983
6. Mauro Auricchio (RR Racing) – a 1 volta
7. Artur Fortunato (RR Racing) – a 1 volta
8. Alexandre Doretto (PropCar Racing) – a 1 volta
9. Gabriel Kenji (EMB Motorsport) – a 2 voltas
10. Francisco Alfaya (Capital Motorsport) – a 3 voltas
11. Matheus Leist (Hitech Racing) – a 22 voltas
12. Matheus Iorio (Hitech Racing) – a 29 voltas
13. Victor Miranda (RR Racing) – a 30 voltas
14. Lukas Moraes (PropCar Racing) – não completou a primeira volta
15. Arthur Oliveira (Hitech Racing) – não completou a primeira volta

Classificação do campeonato após 2 corridas:

Classe A

1. Pedro Piquet – 40 pontos; 2. Bruno Etman – 27; 3. Raphael Raucci – 25; 4. Artur Fortunato – 20; 5. Leonardo de Souza – 18.

Classe Light

1. Vitor Baptista – 40 pontos; 2. Alexandre Doretto – 24; 3. Matheus Leist e Mauro Auricchio – 15; 5. Gabriel Kenji – 10; 6. Francisco Alfaya – 8.

Fotos: Bruno Terena/Vicar/Divulgação

Anúncios

4 respostas em “Dose dupla de Pedro Piquet em Tarumã

  1. Legal.

    Devemos considerar o fato de estar correndo pela melhor equipe, contando com um baita engenheiro, que também acompanhou o Nelsinho até a GP2. É provável que tenha feito mais km, em testes privados, que o resto do grid.

    Essa temporada será um aquecimento para o Pedro, que enfrentará adversários muito mais bem preparados quando for correr na Europa. Os últimos brasileiros que sairam da F3 Sulamericana, agora nacional, não conseguiram muita coisa lá fora, mas acredito que com toda infraestrutura que o Nelsão irá proporcionar, podemos esperar resultados importantes de seu filho mais novo em um futuro breve.

    • Muito boa sua análise, Alan!
      Sem entrar no mérito do talento do menino, toda essa infra-estrutura por trás evidentemente também faz a diferença!

  2. Eu queria saber,porque brasileiro gosta de desmerecer brasileiro,será o eterno complexo de vira lata?Quando surge um garoto com apenas 15 anos e demonstra alguma qualidade,já vem a turma do “não foi bem assim” a desmerecer o fato,sê fosse um gringo era porque isto ou aquilo ,como é brasileiro ,filho de um ex piloto que não goza da simpatia de muita gente(talvez por ser ,direto e verdadeiro,não alisar o ego de ninguém,odiar perguntas idiotas e que fez uma das mais espetaculares ultrapassagem de toda história do automobilismo em outro ídolo nacional e torcedor brasileiro gosta muito de gente dissimulada e falsa e que joga para torcida falando um monte de mer…..,como aquele ex Kartista que quando não consegui fazer tempos próximo do Shumi,dizia que não sabia frear com o pé esquerdo,para mim ele era o único no mundo que tinha um Kart com os dois pedais do lado direito da barra de direção).
    O pessoal acompanha automobilismo a muito tempo,graças a vários bons blogueiros são bem informados, é impossível não saber que em automobilismo,se não tiver uma boa infra estrutura nunca terá bons resultados e isto é desde sempre.Então vamos aguardar a fase européia do garoto,para sabermos se só sera mais uma promessa ou herdou a capacidade e personalidade do pai,porque o irmão mais velho ……………..,só barrichellou ou massafinou ,como queiram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s