Comitê de Endurance da FIA confirma ajustes no BoP dos Grã-Turismo e especificações do Lola-Toyota para Silverstone

RIO DE JANEIRO – A Comissão de Endurance da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou as alterações no chamado Balance of Performance (BoP) de alguns modelos Grã-Turismo para o início do WEC daqui a alguns dias em Silverstone. As mudanças serão mais profundas no Aston Martin Vantage GTE e no Porsches 911 GT3 RSR, tanto na versão 997 quanto na 991.

img_0766

Após o Prólogo em Paul Ricard, foi decidido que os Aston Martin spec 2014 da classe LMGTE-PRO e spec 2013 da LMGTE-AM vêm com um decréscimo de peso de 15 kg em relação aos valores do ano passado. A altura do carro em relação ao solo foi aumentada em 5mm, o que deixa os modelos do construtor britânico dentro do limite de 55mm exigido pelo regulamento. Ano passado não era assim (o carro andava fora da altura mínima), mas a FIA concedeu um beneplácito que trouxe muita discussão no correr do último campeonato.

Também para os modelos da LMGTE-AM da Aston Martin haverá um incremento de 0,3 mm no diâmetro do restritor de ar do motor V8 do bólido e cinco litros a mais no tanque de combustível.

4d5a9356

Entre os Porsches, os novos 991 correrão em Silverstone com a mesma configuração técnica já adotada nas 6 Horas do Bahrein, última corrida do ano passado. Já os 997 vão poder correr com uma restrição de ar 0,6 mm maior que em 2013.

O Comitê de Endurance também deliberou sobre o Lola B12/60 Toyota da Rebellion Racing, que ainda será visto na pista britânica enquanto o novo Rebellion R-One, desenvolvido pela Oreca, não fica pronto – o que acontecerá apenas para maio, nas 6 Horas de Spa-Francorchamps.4d5a9602

De acordo com a decisão da FIA, o protótipo LMP1-L do time anglo-helvético poderá correr com restrição de 44,4mm na entrada de ar do motor Toyota V-8 que equipa os carros do time. O peso mínimo do protótipo será de 890 kg e o tanque de combustível armazenará 83 litros de gasolina.

As equipes oficiais de fábrica da classe LMP1-H já sabem qual será a alocação do fluxo de combustível de seus carros para as primeiras provas da temporada, mas esses dados ainda não foram publicados, assim como possíveis mudanças no BoP da classe LMP2. Entre os protótipos da classe principal será adotado o princípio do EoT – Equivalence of Technology.

Anúncios

7 respostas em “Comitê de Endurance da FIA confirma ajustes no BoP dos Grã-Turismo e especificações do Lola-Toyota para Silverstone

  1. No caso do Aston Martin, provavelmente para compensar o favorecimento do ano passado. Já para o carro da Rebellion, acredito que o carro seja um pouco “liberado”, afinal, o Lola B12/60 já é um idoso se comparado aos novíssimos Toyota, Porsche e Audi para a temporada 2014.

  2. segundo o site alemão motosport-total, em entrevista com a Audi, a FIA revisou o regulamento dos LMP1 antes do prologo, favorecendo as classes mais altas de energia, o que deixaria a Audi 2s por volta mais lenta que Toyota e Porsche em LM. como ainda nao é oficialmente, pode ser que eles mudem de ideia. lembrando que o regulamento previa um incentivo aos sistemas hibridos, so que nao se sabia como esse incentivo seria. parte da declaração do chefe da Audi Sport : ” ja ganhamos em LM com o carro mais lento, então… “.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s