ART Grand Prix brilha em Monza; Cesar Ramos chega em 4º

img_4502

RIO DE JANEIRO – A escuderia francesa ART Grand Prix teve um fim de semana de sonho na abertura do Blancpain Endurance Series em Monza, na Itália. O McLaren MP4-12C GT3 #98 guiado por Grégoire Demoustier/Alexandre Prémat/Álvaro Parente foi o grande dominador da corrida disputada neste domingo com 3 horas de duração.

Com 38 carros no grid – menos do que no início do campeonato ano passado – mesmo assim a etapa inaugural do BES em 2014 foi bastante movimentada. Parente, o grande nome do trio vencedor, guiou como nunca e outro destaque na pista foi o Audi da equipe Saintéloc Racing, que chegou em 2º graças à experiência do excelente piloto monegasco Stéphane Ortelli. Ele e os parceiros Grégory Gulivert e Edward Sändström deram show na pista italiana e puseram o carro do construtor alemão entre as duas McLaren da ART.

Não obstante o primeiro lugar do #98, o trio do #99 guiado por Kevin Korjus/Kévin Estre/Andy Soucek também teve ótima atuação, o que conduziu os pilotos ao terceiro lugar do pódio. Já o brasileiro Cesar Ramos, a bordo do Audi #1 da Belgian Audi Club WRT, teve boa atuação ao lado dos parceiros Laurens Vanthoor e Marc Basseng. O trio chegou em 4º lugar, numa pista que, com longas retas, não favorece o modelo R8 LMS Ultra.

220653_396811_20140413182513_dbb9fc16ph

“Larguei em quarto e como era esperado perdi posições para a Ferrari e McLaren que vinham atrás de mim. Não arrisquei muito porque a corrida era longa. Fiz um bom turno, consegui economizar o combustível que era necessário para que não precisássemos fazer um splash and go no final da prova. O único problema é que no final do meu turno, algo entrou embaixo do carro e fiquei três curvas sem aderência nenhuma, com as rodas dianteiras praticamente no ar, o que me obrigou a tirar o pé e com isso perdi quatro posições, caindo para nono, e cinco segundos. Em função disso dei uma volta a mais e fiz minha parada. Entreguei o carro para o Marc (Basseng), que retornou para a pista em quinto”, descreveu Cesar, que foi prejudicado com um acidente que espalhou pedaços de carenagem pela pista. 

“O Marc também fez um ótimo trabalho. Entregou o carro na quarta posição para o (Laurens) Vanthoor, que recuperou 13 segundos para o terceiro colocado, mas não deu para passar porque realmente o nosso carro não acompanhava a McLaren nas retas, como já sabíamos: essa pista não favorece nosso Audi R8. Assim, foi muito bom esse quarto lugar em Monza, conquistamos ótimos pontos para o campeonato. A equipe fez um ótimo trabalho nos pits e durante toda a semana e fiquei muito feliz com a estreia, mesmo tendo ficado com aquele gostinho de quero mais”, concluiu Cesar.

Campeão do ano passado, o alemão Maximilian Buhk fez uma boa corrida de recuperação em parceria com Harold Primat e Nico Verdonck, que dividiram com ele a Mercedes SLS AMG GT3 da HTP Motorsport. A trinca largou de 10º para chegar em quinto lugar, logo à frente de uma das grandes atrações da prova – o novo Bentley Continental da M-Sport, sexto graças a Jerome d’Ambrosio/Antoine Lèclerc/Duncan Tappy. O outro carro da marca chegou em sétimo.

Em 8º, chegou a Ferrari do trio Danyliw/Knap/Sovernico, que venceram na subdivisão Pro-Am. O pódio desta classe também teve a BMW de Amos/Comandini/Colombo, alinhada pela ROAL Motorsport e também a dupla Dermont/Perera, da Pro GT by Almeras, com um Porsche.

A próxima prova do Blancpain Endurance Series será em Silverstone, no dia 23 de maio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s