Quem é quem – Mundial de Endurance 2014: equipes LMGTE-PRO

RIO DE JANEIRO – O blog volta a apresentar as equipes do Mundial de Endurance 2014. É a hora e a vez da turma da LMGTE-PRO, dos pilotos profissionais e dos carros que sofreram os últimos upgrades visando uma temporada que promete ser das mais equilibradas e disputadas.

Quatro equipes apresentam-se para a disputa – RAM Racing, Porsche AG Team Manthey, AF Corse e Aston Martin Racing. A novidade é a vinda do time campeão do ELMS, que se junta aos antigos participantes do WEC. Já quanto às marcas, nada muda: a briga será, mais uma vez, entre Ferrari, Porsche e Aston Martin. No prólogo, houve algum equilíbrio entre as duas primeiras. A Aston Martin apenas trabalhou com a trinca do carro #99, buscando entrosamento entre os novos pilotos.

Vamos às equipes participantes da LMGTE-PRO, portanto:

RAM RACING
Sede: Silverstone, Northamptonshire (Grã-Bretanha)
Chefe de equipe: Dan Shufflebottom
Diretor técnico: Mark Schomann
Carro: Ferrari F458 Italia
Motor: Ferrari F142 4,5 litros V8
Transmissão: Hewland sequencial de 6 marchas
Pneus: Michelin

4d5a8742Novidade na LMGTE-PRO em 2014, a RAM Racing entra como a segunda equipe representante da Ferrari no FIA WEC nesta divisão. O time de Dan Shufflebottom tem como principal trunfo, fora da pista, o trabalho do competente engenheiro Mark Schomann, que já serviu a diversas escuderias nos EUA. Matt Griffin, irlandês de 31 anos, permanece como titular do time. Seu parceiro neste fim de semana será o veloz português Álvaro Parente, de 29 anos. Com a anuência da McLaren, com quem o piloto tem um contrato de test driver, ele faz sua estreia no WEC neste fim de semana.

AF CORSE
Sede: Piacenza, Itália
Chefe de equipe: Amato Ferrari
Diretor técnico: Luigi Urbinelli
Carro: Ferrari F458 Italia
Motor: Ferrari F142 4,5 litros V8
Transmissão: Hewland sequencial de 6 marchas
Pneus: Michelin

4d5a9254 (1)

Campeã da última temporada graças a Gianmaria Bruni, a AF Corse segue como uma das principais equipes da LMGTE-PRO e, logicamente, é uma das favoritas ao título deste ano. O time italiano apresenta algumas mudanças substanciais em relação a 2013, no que diz respeito às formações de pilotos. Como Giancarlo Fisichella tomou o rumo dos EUA e Kamui Kobayashi optou por regressar à Fórmula 1, Amato Ferrari reorganizou suas duplas: trouxe o ótimo finlandês Toni Vilander para compor a dupla do #51 com Gianmaria Bruni e no carro #71, uma formação rejuvenescida: Davide Rigon, contratado do programa de pilotos da Ferrari, ascende à LMGTE-PRO ao lado do recém-chegado James Calado, antigo piloto da GP2 Series e que guiou várias vezes os carros da Force India na categoria máxima. É uma equipe com potencial para assustar Porsche e Aston Martin, mais uma vez.

PORSCHE AG TEAM MANTHEY
Sede: Meuspath, Alemanha
Chefe de equipe: Harmut Kristen
Diretor técnico: Olaf Manthey
Carro: Porsche 911 (991) GT3 RSR
Motor: Porsche 4 litros Flat 6
Transmissão: Porsche sequencial de 6 marchas
Pneus: Michelin

4d5a9250Em seu segundo ano na LMGTE-PRO, a Porsche vem com força total para impedir mais um título da Ferrari na divisão. O carro de 2014 estreou com as novas especificações no Bahrein ano passado e revelou-se competitivo de saída. Para a próxima temporada, que se inicia no domingo, o objetivo é conquistar bem mais do que a vitória nas 24 Horas de Le Mans. Para isso, a casa de Stuttgart confiará seus dois carros a um time muito forte de pilotos. Os titulares fixos do #91 serão Patrick Pilet e Jörg Bergmeister, enquanto Nick Tandy disputa as provas de Silverstone, Spa-Francorchamps e Le Mans. Já no #92, a pilotagem ficará a cargo de Marco Holzer e do recém-chegado Fred Makowiecki, que vem da Aston Martin. Richard Lietz completa a tripulação nas três primeiras provas do WEC.

ASTON MARTIN RACING
Sede: Banbury, Oxfordshire (Grã-Bretanha)
Chefe de equipe: John Gaw
Diretor técnico: Dan Sayers
Carro: Aston Martin Vantage GTE
Motor: Aston Martin 4,5 litros V8
Transmissão: Xtrac sequencial de 6 marchas
Pneus: Michelin

4d5a8750No bojo da última temporada, a Aston Martin acabou por ter mais dividendos do que lucros. Não obstante a morte trágica de Allan Simonsen no início das 24 Horas de Le Mans, a equipe perdeu o título mundial de construtores e não foi capaz de oferecer a qualquer um de seus pilotos a possibilidade de ganhar na LMGTE-PRO. Apesar dos revezes, os ânimos estão renovados para 2014. Para este ano, a AMR optou por uma separação de esquemas. O time do #97, de Darren Turner e Stefan Mücke segue assistido diretamente pela fábrica. Já o #99, que conta com uma tripulação 100% nova, formada pelo britânico Alex MacDowall, por Darryl O’Young e pelo brasileiro Fernando Rees, entra na temporada do WEC com assistência dividida entre a Bamboo Engineering e a Craft Racing, que solidificaram uma parceria tecnológica para este ano.

 

Anúncios

2 respostas em “Quem é quem – Mundial de Endurance 2014: equipes LMGTE-PRO

    • Além da questão financeira, do orçamento ser obrigatoriamente maior, o WEC não recebeu tantos pedidos de entrada como em 2013. E o CEO do campeonato, Gérard Neveu, já garantiu que o teto de inscritos para cada temporada é de 36.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s