FIA WEC: Porsche sai na frente em Spa-Francorchamps

14porschep2

RIO DE JANEIRO – A sexta-feira que marcou o início das atividades de pista para as 6 Horas de Spa-Francorchamps, a serem realizadas neste sábado, começou com chuva, como é hábito na região das Ardenas. Chuva e temperatura baixa, é bom que se diga. Mas depois a pista secou e os tempos, muito altos no primeiro treino, melhoraram bastante na segunda sessão, que mostrou como poderá ser a divisão de forças entre Porsche, Audi e Toyota – muito embora seja apenas um treino livre, o único com a pista realmente em boas condições.

O carro #14, do trio Romain Dumas/Neel Jani/Marc Lieb, que assim como o outro 919 Hybrid do time está inclusive com o kit aerodinâmico de Le Mans, mostrou força no treino e ficou com a melhor marca em 1’59″887, numa volta estonteante de Lieb. O tempo do piloto foi quase oito décimos melhor que o do suíço Sébastien Buemi, que pôs o Toyota TS040 Hybrid número #8 em segundo.

Em terceiro ficou o Audi #2 de Marcel Fässler/Andre Lotterer/Bénoit Tréluyer, um décimo acima do Toyota. Em quarto, ficou o trio vencedor das 6 Horas de Silverstone, com o carro do brasileiro Lucas Di Grassi e dos parceiros Tom Kristensen e Loïc Duval em quinto. O Porsche de Mark Webber/Timo Bernhard/Brendon Hartley ficou em sexto e o Audi de Marco Bonanomi/Filipe Albuquerque foi o sétimo colocado.

Os dois novos Rebellion R-One não puderam ter o desempenho avaliado. Problemas de gerenciamento eletrônico evitaram que o carro #13 de Fabio Leimer/Dominik Kraihamer/Andrea Belicchi saísse dos boxes. O #12 marcou apenas o 12º tempo geral – 2’10″116, mais de dez segundos acima do melhor carro do treino. Sem a concorrência do Lotus, que ainda não ficou pronto, a Rebellion vai encarar a prova deste fim de semana mais como um teste dinâmico do que propriamente desempenhar um papel competitivo na corrida de amanhã.

Na classe LMP2, problemas: o Oreca #37 de Viktor Shaitar e o Zytek #38 de Simon Dolan provocaram bandeiras vermelhas ao longo do segundo treino. Shaitar, aliás, sofreu um forte acidente ao bater na curva Raidillon, após a Eau Rouge, em decorrência de uma falha de suspensão em seu protótipo.

Enquanto isso, o Morgan #26 da G-Drive Racing guiado por Roman Rusinov/Julien Canal/Olivier Pla registrou o tempo de 2’08″673, o mais rápido dentre os seis inscritos. Antes do acidente, o #37 da SMP Racing conseguiu ainda o segundo tempo e o Zytek #38 do Team Jota foi o terceiro mais rápido.

A AF Corse começou na frente entre os inscritos da LMGTE-PRO: o carro #51 da dupla Gianmaria Bruni/Toni Vilander foi o melhor, com 2’18″913, contra 2’19″603 de James Calado/Davide Rigon. Na sequência, os dois Porsche da equipe de Olaf Manthey e os dois Aston Martin, com o #99 de Fernando Rees/Alex MacDowall/Darryl O’Young marcando 2’20″811, 0″014 melhor que o #97 de Darren Turner/Stefan Mücke/Bruno Senna.

Na LMGTE-AM, deu Porsche: o #88 de Klaus Bachler/Christian Ried/Khaled Al Qubaisi ficou com a 15ª posição geral na sessão, com 2’19″151, três décimos abaixo da Ferrari de Enzo Potolicchio/Paolo Ruberti/Gianluca Roda. O trio formado por Luis Perez-Companc/Mirko Venturi/Marco Cioci, noutra Ferrari, completou os três mais velozes da divisão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s