Asian Le Mans Series prometendo muito para 2014

RIO DE JANEIRO – Após um início tímido no ano passado, o certame Asian Le Mans Series (AsLMS) parece vir em 2014 com boas perspectivas. Neste ano, o campeonato traz algumas mudanças significativas no formato, porém mantendo seu atrativo principal: o oferecimento de vagas diretas para as 24 Horas de Le Mans.

1907973_623493107739553_7158831497672768102_n

Será uma temporada importante, pois o AsLMS será uma espécie de laboratório para a nova subclasse LMP3, com os protótipos CN equipados com motores 2 litros, que também fará parte do ELMS a partir de 2015, com chassis totalmente construídos em carbono. Essa divisão já tem duas equipes e quatro carros quase certos: a Atlantic Racing, que assinou uma parceria com a Wolf, vai com dois GB08 para o certame e a Craft Racing, agora em parceria com a Bamboo Engineering, pretende inscrever dois Ligier CN.

1926944_615152431906954_389204796_n

Entre os protótipos LMP2, pelo menos dois estão confirmados – podendo haver até quatro carros em 2014. A OAK Racing mantém seu empenho na competição, confirmando a inscrição de um Morgan Judd. O sino-holandês Ho-Pin Tung e David Cheng já estão garantidos neste carro. A Craft-Bamboo deve alinhar um segundo Morgan na competição e a Murphy Prototypes revelou que tem planos de competir com um Oreca 03 Nissan.

1506826_580087328746798_1828314385_n

A divisão GT agora reúne, num único pacote, as classes GTE do ano passado, os modelos homologados no regulamento GT3 FIA e os GT300 do Super GT japonês, para tornar a competição mais atrativa. Até agora, somente a AAI Motorsport fechou o pacote técnico para 2014, substituindo os carros que alinhou ano passado por duas BMW Z4 GT3 e uma Mercedes-Benz SLS AMG GT3.

O time de Taiwan terá no carro #36 (Mercedes) os pilotos Yu Lam/Takamitsu Matsui/Takeshi Tsuchiya; no #91 (BMW) Ollie Milroy/Tatsuya Tanigawa/Jun San Chen e no #92 (BMW) somente Morris Chen e Ryohei Sakaguchi estão garantidos. Um terceiro nome será eventualmente confirmado.

A segunda classe de Grã-Turismo é a GT-AM, com os seguintes modelos homologados: Lotus Cup Asia, Audi R8 LMS Cup Asia, Super Trofeo Lamborghini, Ferrari Challenge Asia e Porsche Cup Asia, com as devidas adaptações para suportar provas de até 3 horas de duração.

Eis o novo HPD LMP2

arx04bRIO DE JANEIRO – Sem previsão de desenvolvimento de um novo protótipo para a classe LMP1, a HPD (leia-se Honda Performance Development) concentra esforços no desenvolvimento e produção de um esporte-protótipo para a divisão LMP2. Quem trouxe o croqui do novo carro foi o competente e bem-informado jornalista John Dagys, no excelente site Sportscar365, com link aqui no lado direito do blog.

Batizado HPD ARX-04b, o novo carro é o segundo LMP2 de uma nova leva de modelos Coupé para esta subclasse. Será concorrente direto do Ligier JS P2 produzido pela Onroak Automotive e do Oreca 05 Coupe, cuja estreia acontece também em 2015, assim como o modelo do fabricante nipônico.

O protótipo é o primeiro carro novo construído pela Wirth Research a pedido da Honda em cinco anos, desde o lançamento do HPD ARX-01 que, por força de regulamento foi ‘transmutado’ em HPD ARX-03. O desenvolvimento está em andamento e até o fim do ano, espera-se que o HPD ARX-04b – que terá o motor 2,8 litros V-6 biturbo a impulsioná-lo – esteja em testes visando a estreia nas 24 Horas de Daytona.

A Honda Racing não deverá ter dificuldades de obter clientes interessadas neste novo projeto. Já existem negociações com possíveis times para comprar o carro e usá-lo no Tudor United SportsCar Championship e, lógico, o construtor mira os mercados europeu, mundial e asiático com as séries ELMS, FIA WEC e AsLMS.

Prontos para a estreia

JS-P2-ONROAK002RIO DE JANEIRO – Um novo protótipo estará nas pistas e nas disputas de diferentes competições de Endurance a partir deste ano. Desenvolvido pela OAK Racing e comercializado pela Onroak Automotive, o Ligier JS P2 marca a volta do lendário nome da equipe de Fórmula 1 fundada por Guy Ligier.

Três desses novos protótipos com desenho Coupé estarão nas pistas no European Le Mans Series, no Asian Le Mans Series e também nas 24 Horas de Le Mans. A Thiriet by TDS Racing, vice-campeã europeia na classe LMP2 em 2013, entra na disputa neste ano com um carro novo equipado com motor Nissan para Pierre Thiriet/Ludovic Badey/Tristan Gommendy, para recuperar a hegemonia perdida na competição europeia e aumentar o leque de construtores que terá ainda Oreca, Zytek e a própria Morgan.

A OAK Racing Team Asia, representando o time francês no Asian Le Mans Series, terá um Ligier JS P2 com motor HPD 2,8 litros biturbo, guiado por pilotos do Oriente. David Cheng e Ho-Pin Tung já estão confirmados para as 24 Horas de Le Mans, faltando o terceiro piloto apenas. Esse carro vai disputar toda a temporada do AsLMS a partir do segundo semestre.

Jacques Nicolet também alinhará um dos novos carros em Sarthe com a sua OAK Racing, embora na lista de inscritos o #35 ainda seja um Morgan Nissan sem capota. Esse carro terá o britânico Alex Brundle e outros dois pilotos que ainda não foram definidos.

É provável que outro modelo Ligier esteja presente nas pistas do AsLMS em 2014: com a criação da classe LMP3 para modelos CN, protótipos como o Ligier JS53 poderão engrossar o grid que já contará de saída com dois Wolf GB08.

Regulamento do AsLMS é modificado para 2014

Dagys_-2013_214936RIO DE JANEIRO – Visando conquistar mais equipes e carros, o Asian Le Mans Series terá novo regulamento para a temporada 2014, que começa apenas no segundo semestre, precisamente em 20 de julho com uma corrida no Inje Autopia, na Coreia do Sul. A categoria contemplará três classes em disputa: LMP2, LMP3 e GT.

Os LMP2 obedecem ao mesmo regulamento do ACO/FIA. São os protótipos cost capped, que tanto na Ásia como na Europa são a categoria principal dos dois certames. Ano passado foram poucos os carros que competiram – dois no ano inteiro e três na última etapa em Sepang. Mas espera-se mais para este ano, até como prêmio pelo título, a equipe vencedora conquista uma vaga direta nas 24 Horas de Le Mans em 2015.

A LMP3 é composta pelos protótipos CN com mecânica 2 litros. A Wolf, da Itália, ganhou a primeira cliente – a Atlantic Racing foi a primeira escuderia a mostrar interesse em alinhar os novos carros, que também entrarão no campeonato europeu a partir do próximo ano. Já a GT será desmembrada, reunindo os diversos modelos de Grã-Turismo homologados para competição – GTE, GT3 e GT300 (do Super GT japonês) – além dos certames monomarca (Porsche Cup Asia, Ferrari Challenge Asia, Super Trofeo Lamborghini, Audi R8 LMS Cup Asia e Lotus Cup Asia), que formarão a divisão GT-AM. Os dois primeiros da categoria GT ganham acesso direto às 24 Horas de Le Mans.

As equipes têm até 31 de maio como data-limite para a inscrição do campeonato. Cada carro poderá ter de dois a três pilotos, desde que respeitando a regra de que um dos integrantes da tripulação tem que ser da Ásia ou da Australásia. A Michelin será a fornecedora exclusiva de pneus do AsLMS, com quatro jogos à disposição para os protótipos e cinco para os carros Grã-Turismo. Todas as corridas terão, como no ano passado, duração de 3 horas.

KCMG escolhe Oreca para campanha de 2014 no WEC

2014_ORECA_KCMG

RIO DE JANEIRO – Após a parceria com a Onroak Automotive, usando um protótipo Morgan durante grande parte do ano de 2013 em duas provas do WEC (Le Mans inclusive) e do Asian Le Mans Series, com direito a duas vitórias, a escuderia KCMG, de Hong Kong, optou por outra alternativa para o Mundial deste ano, do qual tomarão parte a tempo inteiro na divisão LMP2.

O carro será um Oreca 03 com motor Nissan, que já não é tão desconhecido assim de Paul Ip e seus comandados: na etapa de Zhuhai do AsLMS, a equipe alinhou o antigo carro da Murphy Prototypes para James Winslow/Jordan Oon/Gary Thompson, chegando em 2º lugar.

“A equipe tem bastante ambição”, disse Hughes de Chaunac, diretor geral da Oreca. “Nossos primeiros encontros foram muito construtivos e positivos”, afiançou o francês, que vendeu o segundo protótipo de sua fabricação para fora do continente europeu – o primeiro está com a Muscle Milk Pickett Racing.

Até agora, nada foi dito sobre os pilotos da KCMG para a campanha de 2014 do WEC. E nem sobre uma participação no Asian Le Mans Series.

A aguardar…

Atlantic Racing confirma primeiro LMP3 na AsLMS

wolfgb08

RIO DE JANEIRO – Após ficar ausente da temporada de reestreia do Asian Le Mans Series (AsLMS), na qual estariam participando com um protótipo LMP2, a Atlantic Racing, escuderia chefiada por Ingo Strackerjan, será a primeira a ter um modelo LMP3 na nova classe programada para estrear em 2014 no certame asiático de Endurance.

O dirigente do time que foi fundado no fim dos anos 80 na Nova Escócia, no Canadá, confirmou o acordo com a Wolf Racing Cars para o suporte técnico, o desenvolvimento  e a comercialização dos protótipos do construtor italiano no continente.

Neste ano, enquanto o novo projeto LMP3 com chassi totalmente em carbono não é construído, o paliativo para a estreia da nova divisão será o Wolf GB08 CN com motor 2 litros. Dois carros serão usados pela Atlantic na temporada do AsLMS que inicia em julho na Coreia do Sul. Em 2015, os construtores serão obrigados a alinhar carros novos, com mais tecnologia, no ano em que a subclasse estreia no European Le Mans Series.

AsLMS: OAK Racing leva o título da LMP2

Dagys_-2013_214936

SÃO PAULO – Na única disputa de título ainda pendente no Asian Le Mans Series (AsLMS), a OAK Racing levou a melhor diante da KCMG na última etapa da temporada de regresso do certame, realizada neste fim de semana em Sepang, na Malásia. A bordo do Morgan Judd número #24, os chineses David Cheng e Ho-Pin Tung fizeram uma corrida perfeita, derrotando o #18 de James Winslow/Tsugio Matsuda. O triunfo deu o título à equipe de Jacques Nicolet, cabendo o troféu de campeão de pilotos a David Cheng.

A corrida teve ainda a excelente participação – na primeira hora de prova – de Richard Bradley a bordo do #27 da Craft Racing. A equipe dirigida por Frank Yu ficou muito contente com o desempenho do carro, que teve ainda Jun Jin Pu e Dan Polley a bordo, o que pode levar a escuderia a disputar a competição em 2014 também na classe LMP2.

Na LMGTE, nenhuma surpresa: o Team Taisan Ken Endless levou mais uma vez a melhor e terminou na frente. Contudo, a escuderia de Ricky Chiba não obteve a vaga automática para as 24 Horas de Le Mans de 2014 por falta de competidores nas demais provas da temporada – exceto na última, onde o Porsche inscrito pela AAI-Rstrada teve uma série de problemas mecânicos e não foi páreo para a Ferrari F458 Italia número #70.

A classe LMGTC teve o triunfo do #33 da Clearwater Racing. O time local contou com o concurso de Mok Weng Sum e de Toni Vilander nesta corrida, para derrotar a AF Corse, com os já campeões Steve Wyatt/Michele Rugolo/Andrea Bertolini. O pódio foi completado por Stefan Mücke/Keita Sawa, num dos dois Aston Martin V12 Vantage da Craft Racing. A equipe conquistou uma vaga direta nas 24 Horas de Le Mans na classe LMGTE-AM, assim como a AF Corse.

Na novata divisão LMGTC-AM, onde competiram três Lamborghini Gallardo, levou a melhor o Team Primemantle Aylezo. Contudo, como esta divisão estreou somente neste fim de semana, não houve disputa de título – somente um estudo de viabilidade para que esta categoria seja incorporada na próxima temporada do Asian Le Mans Series, que já contará com a recém-criada LMP3.

Organizadores confirmam cinco datas para 2014

A temporada do próximo ano terá uma data a mais do que neste ano de 2013. Com o certame já estabelecido, os organizadores esperam obter um maior retorno de participação dos times – tanto que a temporada que vem começará no segundo semestre, dando tempo às escuderias para se prepararem.

Eis as datas:

06/07 – Inje, Coreia do Sul
10/08 – Fuji, Japão
12/10 – Xangai, China
26/10 – Zhuhai, China
07/12 – Sepang, Malásia

A união faz a força… e a Ligier regressa aos protótipos

LOGO LIGIER

SÃO PAULO – Aos 83 anos, o velho Guy Ligier tem seu nome e sua equipe novamente na mídia. Tudo porque a Onroak Automotive, o braço de construção de chassis da escuderia francesa OAK Racing, de Jacques Nicolet, anunciou na sexta-feira uma joint-venture com a Ligier para a construção e comercialização de chassis LMP3 e LMP2 – à exceção da LMP1, com a qual a OAK e a Onroak pretendem se associar a um nome de mais peso.

Embora a OAK Racing tenha feito um bem-bolado com a Morgan, que emprestou seu nome aos chassis que nada mais são que os Pescarolo 01, a Ligier dará nome ao novo LMP2 Coupé que a Onroak vai construir e deve estar pronto no início de 2014. A intenção é conquistar clientes no mercado do Tudor United SportsCar Championship, mas como existe um ponto de interrogação quanto ao confronto de desempenho entre os protótipos do regulamento ACO/FIA com os Daytona Prototypes, ainda não existem interessados nesse novo projeto.

O que será tocado a todo vapor é o desenvolvimento dos protótipos CN/LMP3. Com a sigla JS53Evo, o novo carro será concebido pelo designer Nicolas Clemençon e pelo diretor técnico Thierry Bouvet. Esse projeto deve estrear em 2014 com chassis de carbono no VdeV e no Asian Le Mans Series, com motor Honda 2 litros.

20131205183313-4de4b176-600x350

A Onroak, cujo diretor principal é hoje Olivier Quesnel, o antigo big boss do projeto Peugeot de Endurance, também aproveitou a ocasião do anúncio da associação com a Ligier para revelar a primeira imagem do seu protótipo LMP1 já em desenvolvimento no túnel de vento. Contudo, há um atraso e é bem possível que vejamos o novo carro da OAK Racing na principal categoria do Mundial de Endurance (WEC) somente na 2ª etapa da temporada, em Spa-Francorchamps, na Bélgica.

 

AsLMS: pole da KCMG em Sepang

Dagys_-2013_213701

SÃO PAULO – O japonês Tsugio Matsuda é o pole position para a última etapa do Asian Le Mans Series, que acontece na madrugada deste sábado para domingo no circuito malaio de Sepang. Com o Morgan Nissan #18 da equipe KCMG, o companheiro de João Paulo de Oliveira no Super GT marcou o tempo de 1’57″579, dois décimos mais veloz que o chinês Ho-Pin Tung, que esteve ao volante do #24 da OAK Racing. A competição foi muito acirrada entre os protótipos, pois até o Oreca Nissan guiado por Richard Bradley para a Craft Racing acabou a 0″348 da pole position.

Dagys_-2013_213972

Entre os modelos Grã-Turismo, destaque para a Clearwater Racing: em sua primeira corrida no AsLMS, o carro #33, com o experiente finlandês Toni Vilander a bordo, foi o mais rápido, com o quarto tempo geral do grid, mais rápido que os dois Aston Martin V12 Vantage da Craft Racing. A surpresa foi Tomonobu Fujii “cravando” o alemão Stefan Mücke com o segundo melhor tempo da divisão LMGTC. A BMW da equipe AAI-RStrada foi muito bem e ficou com o quarto melhor tempo.

A decepção foi o desempenho dos dois LMGTE: a Ferrari F458 do Team Taisan Ken Endless ficou apenas em 10º lugar, com o Porsche da AAI-RStrada na última posição entre os catorze inscritos – superado, inclusive, por todos os LMGTC-AM, os três Lamborghini Gallardo inscritos, onde o melhor deles foi o carro do Team Primemantle Aylezo.

Eis o grid:

1º #18 Tsugio Matsuda/James Winslow
KCMG Morgan Nissan LMP2
1’57″579

2º #24 Ho-Pin Tung/David Cheng
OAK Racing Morgan Judd LMP2
1’57″864

3º #27 Richard Bradley/Dan Polley/Jun Jin Pu
Craft Racing Oreca 03 Nissan LMP2
1’57″927

4º #33 Toni Vilander/Mok Weng Sum
Clearwater Racing Ferrari F458 Italia GT3 LMGTC
2’05″572

5º #009 Tomonobu Fujii/Frank Yu/Darryl O’Young
Craft Racing Aston Martin V12 Vantage GT3 LMGTC
2’05″581

6º #007 Stefan Mücke/Keita Sawa
Craft Racing Aston Martin V12 Vantage GT3 LMGTC
2’05″781

7º #91 Takeshi Tsuchiya/Jun San Chen/Tetsuya Tanigawa
Team AAI-RStrada BMW Z4 GT3 LMGTC
2’06″438

8º #77 Steve Wyatt/Michele Rugolo/Andrea Bertolini
AF Corse Ferrari F458 Italia GT3 LMGTC
2’07″200

9º #37 Fabio Babini/Anthony Liu/Davide Rizzo
BBT Lamborghini Gallardo GT3 LMGTC
2’07″686

10º #70 Shogo Mitsuyama/Akira Iida/Naoki Yokomizo
Team Taisan Ken Endless Ferrari F458 Italia LMGTE
2’08″241

11º #69 Giorgio Sanna/Dilantha Malagamuwa/Zen Low
Team Primemantle Aylezo Lamborghini Gallardo LMGTC-AM
2’10″517

12º #36 Han Lin/Hanss Lin/Michael Huang
Gama Racing Lamborghini Gallardo LMGTC-AM
2’12″046

13º #96 Michael Chua Chian Keng/Rick Cheang Wan Chin/Joseph Chua Tian Song
Mike Racing Lamborghini Gallardo LMGTC-AM
2’15″798

14º #35 Marco Seefried/Morris Chen/Ryohei Sakaguchi
Team AAI-RStrada Porsche 911 (997) GT3 RSR LMGTE
sem tempo cronometrado

AsLMS: catorze carros na última do campeonato

1463765_556979724390892_846822341_n

RIO DE JANEIRO – A temporada 2013 do Asian Le Mans Series acaba no segundo domingo de dezembro em Sepang, na Malásia, encerrando um certame que reapareceu após quatro anos de ausência e sobreviveu bem às dificuldades. O número de inscritos chegou a ser sofrível em duas corridas, mas melhorou bastante quando o certame fez uma prova coligada com o Super GT e houve 20 carros naquela ocasião, em Fuji.

Para a corrida final, os organizadores conseguiram fazer um bom trabalho e praticamente dobraram a média de carros do ano. Serão 14 bólidos na pista malaia para a disputa do evento, com 3 horas de duração.

A classe LMP2, que assistiu a uma luta polarizada entre KCMG e OAK Racing durante as três etapas anteriores, verá um terceiro carro inscrito: o #27 da escuderia Craft Racing, de Hong Kong. Porém, a equipe de Paul Ip lidera o campeonato com 68 pontos, quatro à frente da escuderia de Jacques Nicolet. A KCMG, que andou com o Oreca da Murphy Prototypes – que em Sepang estará com a Craft – em Zhuhai, na China, terá a volta do seu Morgan Nissan na corrida derradeira.

Na LMGTE, o Team Taisan Ken Endless não estará sozinho: a AAI-Rstrada, que vinha alinhando duas McLaren MP4-12C GT3 na divisão LMGTC, alinhará um Porsche para Morris Chen/Marco Seefried/Ryohei Sakaguchi. O que não altera de forma alguma a cotação do dólar: a equipe japonesa já faturou o título, com 78 pontos somados nas três etapas anteriores.

A LMGTC vem com seis inscrições: as novidades são um segundo Aston Martin Vantage para a Craft Racing; a estreia da Clearwater Racing com Mok Weng Sun e Toni Vilander a bordo; e a inscrição de uma BMW Z4 GT3 pela escuderia AAI-Rstrada. A AF Corse, mais uma vez com Steve Wyatt/Andrea Bertolini/Michele Rugolo, lidera a competição com 69 pontos contra 42 da Craft Racing. Título, portanto, já decidido.

Completam a lista de participantes três Lamborghini Gallardo que comporão a classe LMGTC-AM, com quatro pilotos malaios, três de Formosa e outro do Sri Lanka – além de um italiano, a bordo dos bólidos de Sant’Agata.

Confira a lista completa:

LMP2

#18 KCMG HKG
Morgan Nissan LMP2
James Winslow/Tsugio Matsuda

#24 OAK RACING FRA
Morgan Judd LMP2
Ho-Pin Tung/David Cheng

#27 CRAFT RACING HKG
Oreca 03 Nissan
Jun Jin Pu/Dan Polley/Richard Bradley

LMGTE

#35 TEAM AAI-RSTRADA TPE
Porsche 911 (997) GT3 RSR
Marco Seefried/Morris Chen/Ryohei Sakaguchi

#70 TEAM TAISAN KEN ENDLESS JPN
Ferrari F458 Italia
Naoki Yokomizo/Shogo Mitsuyama/Akira Iida

LMGTC

#007 CRAFT RACING AMR HKG
Aston Martin Vantage V12 GT3
Keita Sawa/Stefan Mücke

#009 CRAFT RACING AMR HKG
Aston Martin Vantage V12 GT3
Darryl O’Young/Frank Yu/Tomonobu Fujii

#33 CLEARWATER RACING MAL
Ferrari F458 Italia GT3
Mok Weng Sun/Toni Vilander

#37 BBT CHN
Lamborghini Gallardo LP560-4 GT3
Anthony Liu/Davide Rizzo/Fabio Babini

#77 AF CORSE ITA
Ferrari F458 Italia GT3
Steve Wyatt/Michele Rugolo/Andrea Bertolini

#91 TEAM AAI-RSTRADA TPE
BMW Z4 GT3
Jun San Chen/Takeshi Tsuchiya/Tatsuya Tanigawa

LMGTC-AM

#36 GAMA RACING TPE
Lamborghini Gallardo
Han Lin/Michael Huang/Hanss Lin

#69 TEAM PRIMEMANTLE AYLEZO MAL
Lamborghini Gallardo
Zen Low/Dilantha Malagamuwa/Giorgio Sanna

#96 MIKE RACING MAL
Lamborghini Gallardo
Michael Chua Kian Keng/Rick Cheang Wan Chin/Joseph Chua Tian Song

ACO anuncia a criação de uma nova classe de protótipos: vem aí a LMP3

Pesca1 (1)

Projeto da Sora Composites, o Pescarolo 02 poderá integrar a nova divisão LMP3 na Europa e Ásia em 2015. Categoria terá custo limitado e regulamento restrito.

RIO DE JANEIRO – Será para 2015, mas todo mundo já fala na novidade que o Automobile Club de l’Ouest (ACO) anunciou na abertura da última semana de novembro. A entidade gestora das 24 Horas de Le Mans vai lançar a subclasse de protótipos LMP3, usando como base os modelos CN, que disputam provas regionais na Europa.

A LMP3 foi criada  para fortalecer o European Le Mans Series (ELMS) e o Asian Le Mans Series (AsLMS), que têm na LMP2 a classe principal porque a LMP1 estará restrita somente ao Mundial de Endurance (WEC) em 2014.

O regulamento será bastante restrito: motor e câmbio serão de um único fornecedor, assim como os pneus. Somente os chassis, em construção de fibra de carbono e possivelmente atendendo às especificações do modelo que a Sora Composites pretende construir para o próximo ano, serão de livre procedência. O custo total de um running da nova LMP3 não poderá ultrapassar € 150.000, pouco mais de 400 mil reais.

Os protótipos Oreca FLM09, concebidos pela fábrica de Hughes de Chaunac para uma subcategoria que se chamou Formula Le Mans e originou a subdivisão denominada Le Mans Prototype Challenge (LMPC) estão, portanto, com os dias contados. Somente nos EUA, onde esses carros terão classe própria no Tudor United SportsCar Championship eles deverão continuar nas pistas.

A transição começa para o próximo ano: em 2014, o Asian Le Mans Series poderá receber qualquer modelo CN (Sora-Pescarolo, Tatuus, Wolf, Norma e Ligier) existente para correr numa mesma subclasse em conjunto com os Formula Le Mans, mas no ano seguinte só serão admitidos os LMP3 construídos em carbono. No European Le Mans Series, a substituição será plena apenas em 2015.

Tiga LM214: mais uma opção para a LMP2

tigalmp2

RIO DE JANEIRO – Fundada por Ian Taylor, Howden Ganley e Tim Schenken, estes últimos ex-pilotos de Fórmula 1, a Tiga Cars fez durante vários anos carros para diversas categorias do automobilismo, de monoposto a protótipos. A sociedade, entretanto, se desfez no fim de 1989, após cerca de 400 chassis terem sido vendidos ao longo de quinze anos.

Após um longo e tenebroso inverno, a Tiga ressurgiu: Mike Newton, antigo parceiro do brasileiro Thomas Erdos nas corridas de Endurance, adquiriu os direitos de exploração do nome e da construção e fabricação de chassis. O primeiro passo foi dado com o surgimento do Tiga CN012, um protótipo homologado para as competições do VdeV, disputando uma fatia de mercado com as francesas Norma e Ligier e com os italianos da Tatuus.

Agora, Newton apresenta o que será o novo projeto da Tiga em sua fase século XXI: o modelo LM214, que deve estrear no próximo ano na classe LMP2 das diferentes competições que se apresentam em disputa: United SportsCar Championship, Asian Le Mans Series, European Le Mans Series e World Endurance Championship.

A exemplo do projeto do Pilbeam MP100, que aproveita a base do MP93, antigo carro do construtor britânico nas competições de longa duração, o Tiga LM214 é baseado num outro protótipo que já competiu há alguns anos: chassi e estrutura serão do Embassy WF01, que disputou a Le Mans Series em 2008.

O primeiro Tiga LM214 virá com motor Judd BMW HK, dentro do atual regulamento da classe LMP2 e com câmbio Ricardo sequencial de 6 marchas. Vamos ver se esta será mais uma “gambiarra” a dar certo nas competições da temporada de 2014.

Pilbeam MP100: um novo protótipo para a LMP2

pilbeam2

RIO DE JANEIRO – Da Grã-Bretanha, chegará às pistas em 2014 mais uma boa opção de chassi para a classe LMP2, podendo ser usada em quatro campeonatos diferentes: o Mundial de Endurance (WEC), o European Le Mans Series (ELMS), o Tudor United Sportscar Championship (USCC) e o Asian Le Mans Series (AsLMS). O Pilbeam MP100 marca o retorno do construtor às pistas, após seis anos ausente.

O novo protótipo atende claramente aos preceitos do regulamento técnico e esportivo da classe LMP2 em seu projeto. Nessa divisão, como os carros também podem ser abertos, a opção é por um modelo Spyder. O chassi será exatamente o mesmo do modelo MP93, o último construído pelo fabricante em 2007, com significativas mudanças de aerodinâmica e construção de suspensão.

Pelo menos uma equipe já está interessada no novo projeto: os sul-africanos da Zoo Racing pretendem alinhar um Pilbeam MP100 equipado com um motor de quatro cilindros turbo desenvolvido pela Mountune, nas 6h de Phakisa, disputadas no circuito de Welkom, o mesmo que recebeu durante alguns anos o Mundial de Motovelocidade. No início deste ano, a equipe venceu a corrida com um modelo Pilbeam equipado com motor Cosworth.

Vamos ver se a Pilbeam consegue clientes nos diferentes campeonatos internacionais com este novo projeto. As competições de Endurance vão mostrando força e fôlego, no que diz respeito a variedade de equipamentos e pacotes técnicos para 2014. Que seja assim.

OAK Racing triunfa finalmente no AsLMS

IMG_8127

RIO DE JANEIRO – Em mais uma corrida com baixíssimo número de carros – apenas oito no total – as 3h de Zhuhai, 3ª e penúltima etapa do Asian Le Mans Series, tiveram enfim a primeira vitória da OAK Racing na temporada 2013. Após 114 voltas, o Morgan Nissan #24 guiado por Ho-Pin Tung/David Cheng/Shaun Tong se impôs diante do protótipo Oreca 03 Nissan #18 alugado pela KCMG junto à escuderia europeia Murphy Prototypes para este fim de semana.

Com problemas sérios desde os treinos livres, a trinca formada por Gary Thompson/Jordan Oon/James Winslow, não puderam se familiarizar com o bólido. Largaram da última posição, sem tempo cronometrado, e terminaram em segundo a 58 segundos da trinca ganhadora. Dentro das circunstâncias, foi um excelente resultado para o time chefiado por Paul Ip.

Entre os modelos Grã-Turismo inscritos, mais uma vez a AF Corse se saiu bem com sua Ferrari F458 Italia da classe LMGTC: Steve Wyatt/Michele Rugolo/Andrea Bertolini terminaram em 3º na geral, quatro voltas atrás do protótipo da OAK Racing. Como efeito, a trinca do time italiano conquistou o título por antecipação na divisão, tanto entre os pilotos quanto para a escuderia, que sacramenta uma vaga nas 24 Horas de Le Mans de 2014 na classe LMGTE-AM, juntando-se à SMP Racing (campeã do European Le Mans Series) e à IMSA Performance Matmut, vencedora em Sarthe neste ano.

A equipe Taisan Ken Endless chegou num discreto 4º lugar com o único modelo LMGTE inscrito, desta vez com Akira Iida/Shogo Mitsuyama/Naoki Yokomizo a bordo da Ferrari F458 Italia #70. Nas demais posições terminaram o McLaren MP4-12C #91 de Jun San Chen/Takeshi Tsuchiya/Tatsuya Tanigawa, o Ford GT de Frank Yu/Darryl O’Young/Keita Sawa (que levou uma punição de 50 segundos de acréscimo ao tempo final de prova), o Lamborghini de Anthony Liu/Davide Rizzo/Massimiliano Wiser e o segundo McLaren da AAI-Rstrada, para Morris Chen/Marco Seefried/Yasu Kikuchi. E foi tudo.

O campeonato do AsLMS se encerra em dezembro apenas. A última etapa será em Sepang, na Malásia, no dia 8 de dezembro. A rigor, só a LMP2 decide o título nessa corrida final, já que a KCMG lidera com 68 pontos, enquanto a OAK Racing soma 64. Na LMGTE, com o Team Taisan Ken Endless como único participante, nem há competição. E a AF Corse, como já dito, ganhou a taça na LMGTC.

Oreca: um LMP2 coupé para 2015

2009_LeMans_QuestionsHugues

RIO DE JANEIRO – Informa o site Italiaracing.net que a Oreca vai projetar, desenvolver e comercializar um novo carro para as provas de Endurance a partir de 2015.

Top na classe LMP2, onde seus carros disputam contra os Morgan da Onroak Automotive de Jacques Nicolet e, vá lá, os Lotus desenvolvidos pela ADESS AG da Alemanha, a Oreca de Hughes de Chaunac vai partir para um modelo coupé em substituição ao chassis spyder que estreou em 2010.

Mesmo com os carros atuais da LMP2 sendo homologados até no máximo 2016, a Oreca busca o salto à frente da concorrência. Ciente que a própria ADESS AG já está com um projeto em estudo e o Dome S103 será um carro compatível tanto para os privados da LMP1 como para qualquer cliente da segunda divisão de protótipos, Hughes de Chaunac já anunciou o novo investimento.

Aliás, serão dois anos bem agitados no horizonte da Oreca: além de continuarem como consultores do projeto Toyota LMP1, vão desenvolver e construir para a Rebellion Racing um novo protótipo para o próximo ano – o Rebellion R-One.

AsLMS: KCMG vence mais uma em ótima corrida

1DX_1646313e99

RIO DE JANEIRO – Mesmo com apenas dois protótipos LMP2 inscritos no Asian Le Mans Series, outra vez tivemos uma corrida bem animada na 2ª etapa da competição asiática de provas de Endurance. Uma disputa incessante entre os Morgan da KCMG e da OAK Racing deu a tônica durante grande parte da disputa. No fim, o #18 do time de Paul Ip levou a melhor como já fizera na Coreia, no Inje Autopia.

O trio formado por Hiroshi Koizumi/Richard Bradley/James Winslow completou 108 voltas ao todo, com média horária superior a 163 km/h e pouco mais de um minuto de vantagem para Cong Fu Cheng/David Cheng/Jeffrey Lee. Tecnicamente, foi uma corrida muito mais interessante do que a prova de abertura do campeonato, até pela presença em bom número dos carros do Super GT, autorizados a competir neste fim de semana.

E quem levou a melhor entre os GT300, com direito a um ótimo 3º posto na classificação geral foi o Team Mugen, com seu Honda CR-Z guiado por Hideki Mutoh/Yukhi Nakayama, que ficaram a apenas duas voltas dos dois LMP2 que dominaram a corrida. A Mercedes SLS AMG GT3 de Björn Wirdheim/Katsuyuki Hiranaka chegou em quarto na geral e segundo entre os SGT, seguidos pelo Subaru BRZ de Tetsuya Yamano/Kota Sasaki e pelo Porsche de Kyosuke Mineo/Naoki Yokomizo.

1DX_1988

A disputa pela vitória na LMGTC correspondeu à expectativa gerada pelos treinos classificatórios. O Aston Martin Vantage #007 de Frank Yu/Richard Lyons derrotou a Ferrari F458 GT3 vencedora na Coreia, guiada por Steve Wyatt/Michele Rugolo/Andrea Bertolini, por apenas 10 segundos de vantagem – muito pouco para uma corrida de três horas de duração. O Porsche do trio japonês Sakamoto/Mizutani/Yokomaku, inscrito pela equipe japonesa Pacific Direction, conseguiu o último lugar no pódio.

O solitário LMGTE inscrito pelo Team Taisan Ken Endless pelo menos chegou ao fim tal qual na Coreia: Akira Iida/Shinji Nakano/Shogo Mitsuyama completaram a prova em 12º lugar na geral, limitando-se apenas a terminar a corrida, já que a concorrência nesta divisão inexiste completamente.

O campeonato para por três semanas: no dia 13 de outubro, será disputada a 3ª etapa do Asian Le Mans Series, as 3h de Zhuhai, na China.

AsLMS: OAK conquista pole em Fuji

13_AsLMS_02_Fuji_Oak24

RIO DE JANEIRO – O chinês Cong Fu Cheng levou o Morgan #24 da OAK Racing à pole position para a 2ª etapa do Asian Le Mans Series, que se realiza na madrugada deste sábado (pelo horário de Brasília, claro) no circuito japonês Fuji International Speedway.

Escalado para qualificar o carro do time de Jacques Nicolet, o piloto marcou 1’34″253 em sua volta mais rápida no treino oficial. E não foi fácil superar o #18 da KCMG, pois Richard Bradley, no carro do time de Hong Kong, virou em 1’34″311. Apenas 0″058 separando os dois primeiros do grid, portanto.

Para nenhuma surpresa, os Super GT da classe GT300 foram muito rápidos no treino classificatório, após a boa performance nas sessões livres. Os dois Honda CR-Z com sistemas híbridos foram os melhores entre os bólidos da subclasse, que terá pontuação em separado e válida pelo Campeonato Japonês.

O #16 de Hideki Mutoh/Yukhi Nakayama, do Team Mugen, abre a segunda fila, seguido do #55 de Takashi Kobayashi/Shinichi Takagi/Tomoku Nojiri. O Subaru BRZ de Tetsuya Yamano/Kota Sasaki, após marcar o melhor tempo no primeiro treino livre, ficou com o terceiro tempo do grupo, seguido pela Mercedes de Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim e o Nissan de Tetsuji Tamanaka/Naoya Yamano.

Na LMGTC, o melhor dos carros inscritos foi o Aston Martin #007 da Craft Racing AMR. Richard Lyons superou por 0″207 o tempo do italiano Andrea Bertolini e levou a melhor, conquistando o 11º lugar geral do grid. O terceiro tempo da divisão foi do McLaren da AAI-RStrada, tripulado na sessão oficial por Tatsuya Tanigawa. Por fim, o solitário Ferrari F458 da classe LMGTE, com Akira Iida, ficou apenas na décima-sétima colocação.

Vamos ao grid:

1ª fila:
Cong Fu Cheng/David Cheng/Jeffrey Lee – Morgan Judd LMP2 – 1’34″253
Richard Bradley/Hiroshi Koizumi/James Winslow – Morgan Nissan LMP2 – 1’34″311

2ª fila:
Hideki Mutoh/Yukhi Nakayama – Honda CR-Z – 1’38″241
Shinichi Takagi/Takashi Kobayashi/Tomoku Nojiri – Honda CR-Z – 1’38″363

3ª fila:
Kota Sasaki/Tetsuya Yamano – Subaru BRZ – 1’38″528
Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim – Mercedes-Benz SLS AMG GT3 – 1’38″880

4ª fila:
Naoya Yamano/Tetsuji Tamanaka – Nissan GT-R Nismo GT3 – 1’38″936
Hiroki Katoh/Kazuho Takahashi – McLaren MP4-12C GT3 – 1’39″059

5ª fila:
Haruki Kurosawa/Tsubasa Kurosawa – Mercedes-Benz SLS AMG GT3 – 1’39″310
Takeshi Tsuchiya/Hironori Takeuchi/Motoyoshi Yashida – Mercedes-Benz SLS AMG GT3 – 1’39″471

6ª fila:
Richard Lyons/Frank Yu – Aston Martin Vantage V12 GT3 – 1’39″520
Andrea Bertolini/Steve Wyatt/Michele Rugolo – Ferrari F458 Italia GT3 – 1’39″727

7ª fila:
Naoki Yokomizo/Kyosuke Mineo – Porsche 911 (997) GT3 R – 1’39″778
Yuki Iwasaki/Igor Susskho/Kenji Kobayashi – Nissan GT-R GT3 Nismo – 1’40″112

8ª fila:
Tatsuya Tanigawa/Marco Seefried/Jun San Chen – McLaren MP4-12C GT3 – 1’40″181
Yasu Kikuchi/Morris Chen – McLaren MP4-12C GT3 – 1’41″237

9ª fila:
Akira Iida/Shinji Nakano/Shogo Mitsuyama – Ferrari F458 Italia – 1’41″399
Anthony Liu/Davide Rizzo/Massimiliano Wiser – Lamborghini Gallardo GT3 – 1’41″412

10ª fila:
Yuya Sakamoto/Akira Mizutani/You Yokomaku – Porsche 911 (997) GT3 R – 1’41″593
Akihiro Asai/Naoya Gamou – Porsche 996 GT300 – 1’43″799

AsLMS: KCMG sai na frente em Fuji

RIO DE JANEIRO – Começaram as atividades de pista em Fuji para a 2ª etapa do Asian Le Mans Series, com os primeiros treinos livres. E o Morgan LMP2 Nissan da equipe KCMG, de Hong Kong, foi o mais rápido: Richard Bradley, a bordo do carro #18, estabeleceu o melhor tempo da sessão em 1’33″917, média de 174,908 km/h.

Quase dois segundos mais lento, ficou o outro LMP2 inscrito, o Morgan LMP2 #24 da OAK Racing, guiado por Cong Fu Cheng em sua melhor volta na sessão. O piloto chinês marcou 1’35″848, mais de três segundos melhor que seus dois companheiros de equipe – David Cheng e Jeffrey Lee.

Com a presença de onze carros da Super GT entre os inscritos, não foi surpresa que um deles ficasse com a 3ª posição. Surpresa foi, aí sim, ver o Subaru BRZ de Tetsuya Yamano/Kota Sasaki como o mais rápido dos carros desta classe no circuito de Fuji. O carro com motor boxer e pneus Michelin ficou com 1’39″049, apenas 0″067 mais rápido que o McLaren #2 da equipe Cars Tokäi Dream 28, de Kazuho Takahashi/Hiroki Katoh. O Mercedes SLS AMG GT3 de Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim foi o quinto mais rápido do dia, terceiro entre os GT300.

Voltando às classes homologadas do AsLMS, a participação da única Ferrari F458 Italia da LMGTE foi uma decepção. O veterano Shinji Nakano não virou além de 1’42″989 e ficou com a 17ª posição geral. Bem mais fraco, portanto, que o melhor dos LMGTC inscritos, onde Andrea Bertolini, na Ferrari F458 GT3 da AF Corse, foi o mais rápido – 10º na geral com o tempo de 1’40″725, quatro décimos melhor que o Aston Martin da Craft Racing, da dupla Frank Yu/Richard Lyons. Em 3º neste grupo ficou o Porsche #9 da Pacific Direction, de Yuya Sakamoto/You Yokomaku/Akira Mizutani.

Nesta madrugada, pelo horário de Brasília, será realizado o 2º treino livre e também o classificatório, que definirá o grid de largada para a corrida com duração de 3 horas pelo traçado de 4,563 km de extensão.

AsLMS: um grid com possíveis 20 carros em Fuji

1185219_460030324096070_891486940_n

RIO DE JANEIRO – Após a melancólica corrida de regresso do Asian Le Mans Series, que teve apenas oito bólidos competindo no Inje Autopia, na Coreia do Sul, a 2ª etapa marcada para o circuito japonês Fuji Speedway tem tudo para ter um grid bem melhor.

Em acordo com a GTA, organizadora do Super GT japonês, a AsLMS permite, por uma brecha no regulamento, a participação de modelos da classe GT300 – que vão pontuar em separado para o campeonato local. A oferta de participar deste evento foi tentadora, para pelo menos onze carros de seis marcas diferentes – Subaru, Honda, Nissan, Mercedes-Benz, Porsche e McLaren.

Isto posto, poderemos ter entre 18 e 20 inscritos na corrida nipônica dia 22 de setembro.

A KCMG, vencedora da 1ª etapa, anunciou mudanças para a corrida de Fuji: do trio que correu na Coreia, só James Winslow vai estar presente na etapa do Japão. Os outros pilotos serão Richard Bradley e Kazuhiro Koizumi.

Também a OAK Racing apresenta uma mudança: Ho-Pin Tung se ausenta dessa segunda rodada e seu lugar será ocupado por Cong Fu Cheng. Jeffrey Lee e David Cheng seguem a bordo do #24.

A provável relação de inscritos para a corrida de Fuji é a seguinte:

LMP2

#18 KCMG HKG
Morgan LMP2 Nissan
James Winslow/Richard Bradley/Kazuhiro Koizumi

#24 OAK RACING FRA
Morgan LMP2 Nissan
Cong Fu Cheng/Jeffrey Lee/David Cheng

LMGTE

#70 TEAM TAISAN KEN ENDLESS JPN
Ferrari F458 Italia GTE
Akira Iida/Shinji Nakano/Shogo Mitsuyama

LMGTC

#26 TEAM TAISAN KEN ENDLESS JPN
Porsche 996 GT300
Akihiro Asai/Naoya Gamou

#37 BBT CHN
Lamborghini Gallardo FL2 GT3
Anthony Liu/Davide Rizzo/Massimiliano Wiser

#77 AF CORSE ITA
Ferrari F458 Italia GT3
Michele Rugolo/Andrea Bertolini/Steve Wyatt

#91 AAI TPE
McLaren MP4-12C GT3
Marco Seefried/Tatsuya Tanigawa/Chen Jun San

#92 AAI TPE
McLaren MP4-12C GT3
Han Chen Chen/Yasushi Kikuchi

#007 CRAFT RACING AMR CHN
Aston Martin Vantage GT3
Frank Yu/Richard Lyons

SGT

#0 TEAM TAISAN KEN ENDLESS JPN
Porsche 911 (997) GT3
Kyosuke Mineo/Naoki Yokomizo

#2 CARS TOKAI DREAM 28 JPN
McLaren MP4-12C GT3
Kazuho Takahashi/Hiroki Katoh

#5 TEAM MACH JPN
Nissan GT-R Nismo GT3
Tetsuji Tamanaka/Tetsuya Yamano

#9 PACIFIC DIRETCION RACING JPN
Porsche 911 (997) GT3
pilotos a confirmar

#11 JIM GAINER INTERNATIONAL JPN
Mercedes-Benz SLS AMG GT3
Katsuyuki Hiranaka/Björn Wirdheim

#16 TEAM MUGEN JPN
Honda CR-Z Hybrid
Hideki Mutoh/Yukhi Nakayama

#30 APR JPN
Nissan GT-R Nismo GT3
Yuki Iwasaki/Igor Susskho/Kenji Kobayashi

#52 OKINAWA-IMP RACING WITH SHIFT JPN
Mercedes-Benz SLS AMG GT3
Hironori Takeuchi/Takeshi Tsuchiya/Hiroki Yoshida

#55 AUTOBACS RACING TEAM AGURI JPN
Honda CR-Z Hybrid
Shinichi Takagi/Takashi Kobayashi

#61 R&D SPORT JPN
Subaru BRZ
Kota Sasaki/Tetsuya Yamano

#62 LEON RACING JPN
Mercedes-Benz SLS AMG GT3
Haruki Kurosawa/Tsubasa Kurosawa