Holden anuncia fim das operações na Austrália

374px-Holden_logo.svg

RIO DE JANEIRO – Uma bomba recai sobre o mercado australiano de carros. Presente naquele país desde 1908, a General Motors, através da sua subsidiária Holden, vai encerrar a fabricação de automóveis em 2017. A notícia afeta também o futuro do International V8 Supercars, posto que a Holden é a principal marca na competição, tendo vencido a maioria das corridas neste ano e o título de pilotos com Jamie Whincup.

Segundo informações, com o fim das operações da Holden na Austrália, quase 3 mil postos de trabalho serão afetados nos próximos quatro anos. A alta do dólar australiano, o mercado pouco fragmentado e o alto custo de produção dos veículos terão sido apontados como os principais responsáveis por esta decisão que trará graves consequências para a economia australiana.

O primeiro-ministro Tony Abbott diz que é um “dia negro” para a produção industrial do país. “Teremos melhores dias pela frente”, declarou em comunicado ao Parlamento. O político está na África do Sul, participando do memorial a Nelson Mandela, que faleceu na última quinta-feira.

O setor de autopeças sofrerá também com a decisão do fim das atividades da Holden na Austrália. Serão 33 mil empregos em risco até 2017. E a Toyota, que pelo visto deverá ficar como única montadora com fábrica no país, afirma que colocará uma “pressão sem precedentes” para incrementar a sua capacidade de construção de veículos para atender à demanda da população.

Wolfgang Sauer (1931-2013)

RIO DE JANEIRO – Abro o blog do Flavio Gomes, que sempre leio – afinal de contas, tenho enorme respeito pelo FG e o considero um companheiro de profissão, nunca um concorrente – e deparo com um post escrito por ele há poucos minutos, contando do falecimento do antigo presidente da Volkswagen do Brasil, o alemão Wolfgang Sauer.

wolfgang-sauer-volkswagen-blog-aiesec

O executivo, nascido em 1931 na cidade de Stuttgart, naturalizou-se brasileiro e foi presidente da sucursal da montadora de Wolfsburg entre 1973 e 1989. Foi em seu período no comando da Volkswagen que foi lançada a Brasília e o Passat, sucessos absolutos de público e ocorreu a renovação da linha de produção nos anos 80, com a vinda dos modelos Gol, Santana, Parati, Saveiro e Voyage.

JC Interlagos

Sauer também tem uma importância imensa dentro do nosso automobilismo. Foi com seu incentivo que nasceu a Fórmula Super Vê, depois Fórmula Volkswagen 1600, talvez a maior categoria de monopostos que este país já conheceu. Não obstante, a reboque da Super Vê, a Fórmula Vê (VW 1300 a partir de 1976) foi ressuscitada e criado o Torneio Nacional Passat, com apoio das revendas oficiais da montadora, quando acabou o Brasileiro de Divisão 1.

Homens como ele não existem mais, nem para as montadoras e muito menos para o esporte a motor no Brasil. A Wolfgang Sauer, nossa gratidão por tudo que fez e alcançou em seu cargo na Volkswagen do Brasil.