AO VIVO – International GT Open, corrida #2 – Nürburgring

AutoGP: Pommer fatura corrida #2 no Marrocos

4425020140413175505

RIO DE JANEIRO – Mais rápido piloto do fim de semana de abertura da temporada da AutoGP World Series, o alemão Markus Pommer dominou a segunda corrida em Marrakech, no Marrocos. O piloto da Super Nova largou da pole position com a inversão do grid entre os oito primeiros e venceu a corrida com incríveis 23″615 de vantagem para Kimiya Sato, vencedor da corrida #1 – e que veio de oitavo para segundo ao fim das 19 voltas percorridas.

O húngaro Tamas Pál Kiss conseguiu um convincente 3º posto após partir do fim do pelotão, depois de se envolver ontem num contato com o italiano Kevin Giovesi, que hoje abandonou novamente após completar apenas quatro voltas. Andrea Roda chegou em quarto, seguido por Michela Cerruti e Michele La Rosa. Somente sete pilotos completaram as 19 voltas, com o italiano Giuseppe Cipriani ocupando a 7ª posição. Além deles, apenas Sam DeJonghe e Francesco Dracone completaram a corrida.

Com duas provas disputadas, Kimiya Sato sai de Marrakech na liderança do campeonato com 40 pontos, contra 26 de Markus Pommer e 24 de Michele La Rosa. A próxima rodada dupla da AutoGP World Series é em Paul Ricard, já no próximo fim de semana.

O resultado da corrida #2 em Marrakech:

1 – Markus Pommer – Super Nova – 19 voltas em 29’08”490
2 – Kimiya Sato – Euronova – 23.615
3 – Tamas Pal Kiss – Zele – 26.033
4 – Andrea Roda – Virtuosi UK – 30.411
5 – Michela Cerruti – Super Nova – 30.458
6 – Michele La Rosa – MLR71 – 30.646
7 – Giuseppe Cipriani – Ibiza – 56.41
8 – Sam Dejonghe – Virtuosi UK – a 1 volta

Classificação do campeonato:

1. Sato 40; 2. Pommer 26; 3. La Rosa 24; 4. Cerruti 20; 5. Cipriani 19; 6. Roda 16; 7. DeJonghe 13; 8. Pal Kiss 12; 9. Spinelli 8; 10 Dracone 4.

Dose dupla de Pedro Piquet em Tarumã

219872_394359_pp14_tarsab6

RIO DE JANEIRO – Depois do gostinho da primeira vitória, nada como conquistar a segunda no mesmo fim de semana, de forma incontestável. Foi o que fez Pedro Piquet na corrida #2 da Fórmula 3 Brasil em Tarumã. O piloto da Cesário saiu da 6ª posição com seu Dallara “Brabham” número #5 e passou em terceiro na primeira volta. Na segunda, já estava em segundo e na quarta, depois de uma intervenção curta do Safety Car, era o líder. E assim permaneceu na ponta até a 31ª passagem. Venceu com pouco mais de oito segundos e meio de vantagem para Raphael Raucci, da RR Racing.

219872_394361_pp14_tarsab2

“Deu tudo certo até agora e espero que continue assim”, declarou o líder do campeonato logo após a cerimônia de pódio. “Fiz uma boa largada e, como nosso carro estava com pouca asa, era muito bom de reta. Isso facilitou as ultrapassagens.”

Outro piloto que deixou ótima impressão na pista de Tarumã foi Vítor Baptista, estreando também na Cesário Fórmula. O piloto do carro #21, que é um Dallara F301 da classe Light, venceu as duas provas em sua divisão e hoje foi o 3º colocado na classificação geral, melhor que outros dois pilotos com carros mais modernos e que terminaram na mesma volta: o argentino Bruno Etman e o pole position Leonardo de Souza.

Mauro Auricchio recuperou-se bem dos problemas do sábado. O piloto chegou em 6º na geral e em segundo na Light. Artur Fortunato foi o sétimo, seguido por Alexandre Doretto, Gabriel Kenji e Francisco Alfaya. Lukas Moraes, após treinos promissores, acabou em branco no fim de semana: o piloto da PropCar nem completou a primeira volta neste domingo.

A temporada da Fórmula 3 Brasil tem sequência no próximo fim de semana em paralelo com a Stock Car e o Brasileiro de Turismo, no seletivo circuito de Santa Cruz do Sul, lá mesmo no Rio Grande do Sul.

Resultado final da corrida #2 em Tarumã:

1. Pedro Piquet (Cesário Fórmula) – 31 voltas em 31’05″695, média de 181,78 km/h
2. Raphael Raucci (RR Racing) – a 8″720
3. Vitor Baptista (Cesário Fórmula) – a 14″551
4. Bruno Etman (Hitech Racing) – a 16″238
5. Leonardo de Souza (Kemba Racing) – a 43″983
6. Mauro Auricchio (RR Racing) – a 1 volta
7. Artur Fortunato (RR Racing) – a 1 volta
8. Alexandre Doretto (PropCar Racing) – a 1 volta
9. Gabriel Kenji (EMB Motorsport) – a 2 voltas
10. Francisco Alfaya (Capital Motorsport) – a 3 voltas
11. Matheus Leist (Hitech Racing) – a 22 voltas
12. Matheus Iorio (Hitech Racing) – a 29 voltas
13. Victor Miranda (RR Racing) – a 30 voltas
14. Lukas Moraes (PropCar Racing) – não completou a primeira volta
15. Arthur Oliveira (Hitech Racing) – não completou a primeira volta

Classificação do campeonato após 2 corridas:

Classe A

1. Pedro Piquet – 40 pontos; 2. Bruno Etman – 27; 3. Raphael Raucci – 25; 4. Artur Fortunato – 20; 5. Leonardo de Souza – 18.

Classe Light

1. Vitor Baptista – 40 pontos; 2. Alexandre Doretto – 24; 3. Matheus Leist e Mauro Auricchio – 15; 5. Gabriel Kenji – 10; 6. Francisco Alfaya – 8.

Fotos: Bruno Terena/Vicar/Divulgação

Palmer vence e sai líder na GP2

4414720140406142233

RIO DE JANEIRO – Mais uma vez, as expectativas de uma primeira vitória de Felipe Nasr na GP2 Series foram frustradas pela enorme pressão que pelo visto o piloto brasileiro ainda não sabe controlar sobre seus ombros. A cobrança é grande e, em que pese os erros de suas equipes, primeiro da Dams em 2012 e, recentemente da Carlin, ano passado, é notória a dificuldade que o brasiliense tem em lidar com a “síndrome da primeira vitória”.

O efeito disto foi notado na corrida #2 da abertura da rodada dupla da temporada 2014, no circuito barenita de Sakhir. Pole position após a inversão do grid entre os oito primeiros colocados, Felipe largou muito mal e jogou por terra qualquer possibilidade de vitória ou de pódio. O piloto até conseguiu se recuperar para chegar em quarto, mas muito longe de ultrapassar o próprio companheiro de escuderia, o colombiano Julián Leal.

Quem não teve nada a ver com as desventuras de Nasr foi o britânico Jolyon Palmer, que venceu e de quebra saltou para a liderança do campeonato com 38 pontos. Tudo porque o belga Stoffel Vandoorne, o vencedor da véspera logo na corrida de estreia, fez algumas bobagens neste domingo e que prejudicaram sua apresentação. O piloto da ART Grand Prix terminou apenas em 22º lugar, pouco à frente de outro que decepcionou em seu primeiro fim de semana na categoria. Falo, é claro, do italiano Raffaele Marciello.

Diversos pilotos sem muita expressão, caso do já citado Leal e do suíço Simon Trummer se deram bem neste domingo. Os dois, por exemplo, foram ao pódio e Trummer chegou em 2º lugar no melhor resultado dele na categoria. A Rapax, escuderia do helvético, ficou feliz nesta corrida, pois Adrian Quaife-Hobbs chegou em sexto, logo atrás do monegasco Stéphane Richelmi.

Em corrida de recuperação, Mitch Evans chegou em sétimo e Rene Binder voltou a marcar mais um pontinho, com o 8º lugar. Já o companheiro do austríaco, o brasileiro André Negrão, colecionou mais um resultado longe dos pontos. O piloto da Arden foi o décimo-oitavo em mais uma corrida de aprendizado em meio a um exército de pilotos que são verdadeiras “vacas bravas” das pistas, doidos para mostrar serviço. Só resta esperar que a situação melhore para a segunda rodada dupla da categoria, em Barcelona, na Espanha.

O resultado final da corrida #2 da GP2 Series:

1 – Jolyon Palmer – Dams – 23 voltas em 41’02″440
2 – Simon Trummer – Rapax – 0″809
3 – Julian Leal – Carlin – 1″430
4 – Felipe Nasr – Carlin – 8″719
5 – Stephane Richelmi – Dams – 16″416
6 – Adrian Quaife Hobbs – Rapax – 17″680
7 – Mitch Evans – Russian Time – 18″012
8 – Rene Binder – Arden – 19″791
9 – Arthur Pic – Campos – 19″977
10 – Artem Markelov – Russian Time – 20″678
11 – Daniel De Jong – MP – 21”086
12 – Takuya Izawa – ART – 21″713
13 – Daniel Abt – Hilmer – 29″171
14 – Johnny Cecotto – Trident – 33″500
15 – Jon Lancaster – MP – 34″017
16 – Rio Haryanto – Caterham – 35″778
17 – Nathanael Berthon – Lazarus – 38″028
18 – Andre Negrao – Arden – 38”524
19 – Kimiya Sato – Campos – 39″439
20 – Facu Regalia – Hilmer – 44″065
21 – Axcil Jefferies – Trident – 48″583
22 – Stoffel Vandoorne – ART – 49″324
23 – Stefano Coletti – Racing Engineering – 1’20″944
24 – Raffaele Marciello – Racing Engineering – 1 volta
25 – Alexander Rossi – Caterham – 1 volta

Não completou:

Conor Daly – Lazarus

Classificação do campeonato após 2 corridas:

1. Jolyon Palmer – 38 pontos; 2. Julián Leal – 28; 3. Stoffel Vandoorne – 25; 4. Simon Trummer – 18. 5. Felipe Nasr e Stefano Coletti – 12; 7. Arthur Pic – 10; 8. Takuya Izawa – 8; 9. Stéphane Richelmi – 6; 10. Adrian Quaife-Hobbs – 5; 11. Rene Binder – 3; 12. Mitch Evans – 2 pontos.

 

Surpresa: Rosell/Mavlanov vencem em Monza no GT Open

224_3513 22 265

RIO DE JANEIRO – A simpática zebra, aquele popular animal listrado de quatro patas parente dos cavalos, passeou firme em Monza na corrida #2 da penúltima rodada dupla do International GT Open: a dupla formada por Pol Rosell e Roman Mavlanov venceu numa corrida marcada pela pista molhada no início e que foi secando aos poucos no decorrer dos 50 minutos de disputa. Foi um triunfo onde novamente a regra do handicap fez a diferença contra vários e a favor de muitos – para alegria da SMP Racing, que já tinha tido sucesso neste ano no Blancpain Endurance Series e no European Le Mans Series. Só faltava ganhar uma no International GT Open. Não falta mais.

A corrida, com 50 minutos de duração, teve diversas alternâncias na dianteira em seu início, onde lideraram Matt Griffin, pole position e os italianos Michele Rugolo e Davide Rigon. Após as trocas obrigatórias de pilotos, Andrea Montermini assumiu o #3 mirando o título da temporada 2013, que poderia ser conquistado de forma antecipada. Duncan Cameron perdeu terreno a bordo do #21 da Mtech e Claudio Sdanewitsch, parceiro de Rugolo, se envolveria num incidente com o alemão Fabian Hamprecht, que guiava uma Lamborghini.

Com os rodízios concluídos, a liderança ficou com a Ferrari #60 da Ombra Racing, de Stefano Costantini/Stefano Gattuso. Entretanto, o carro da dupla italiana teve problemas e eles foram obrigados a abandonar na 19ª volta. O primeiro lugar e a vitória caíram no colo de Pol Rosell e Roman Mavlanov, que venceram com vantagem de 1″072 sobre Aleksandr Skryabin/Alessandro Pier Guidi. Lorenzo Bontempelli/Marco Frezza fecharam o pódio do domingo na classificação geral e na divisão GTS.

Na Super GT, o melhor carro foi o Corvette C6-R de Diedrich Sitjhoff/Bert Longin, seguido por duas Ferrari F458 Italia: a de Duncan Cameron/Matt Griffin e a de Andrea Montermini/Davide Rigon, que chegaram em 12º na geral. Como Miguel Ramos e Nicky Pastorelli acabaram atrás dos italianos, em décimo-quarto, o piloto de Sassuolo pôde respirar aliviado e comemorar: Andrea Montermini é o novo campeão do International GT Open, com uma rodada de antecipação.

Com 225 pontos somados, ele não pode mais ser alcançado pela dupla da V8 Racing e nem por Luca Filippi, que ausentou-se neste fim de semana para correr na Fórmula Indy.

Após a histórica dobradinha na geral conquistada no sábado, os brasileiros da BhaiTech Racing tiveram resultados opostos: o carro de Luiz Razia/Chris van der Drift quebrou na 10ª volta e a dupla do #66 desistiu. Rafael Suzuki, vencedor da corrida de ontem em dupla com Giorgio Pantano, chegou em sétimo a 35 segundos de Rosell/Mavlanov.

Cesar Ramos voltou a ter bom desempenho com a Ferrari #53 da Kessel Racing. O gaúcho ajudou a equipe suíça a terminar com o carro entre os cinco primeiros, dividindo a pilotagem com o dinamarquês Johnny Laursen.

Resultado da corrida #2 em Monza:

1. #63 Pol Rosell/Roman Mavlanov
Ferrari F458 GT3 (GTS)
23 voltas em 51’47″970

2. #67 Alessandro Pier Guidi/Aleksandr Skryabin
Ferrari F458 GT3 (GTS)
a 1″072

3. #51 Lorenzo Bontempelli/Marco Frezza
Ferrari F458 GT3 (GTS)
a 11″989

4. #56 Fabio Onidi/Filip Salaquarda
Ferrari F458 GT3 (GTS)
a 12″235

5. #53 Cesar Ramos/Johnny Laursen
Ferrari F458 GT3 (GTS)
a 34″068

6. #55 Michael Lyons/Matteo Beretta
Ferrari F458 GT3 (GTS)
a 35″409

7. #65 Giorgio Pantano/Rafael Suzuki
McLaren MP4-12C GT3 (GTS)
a 35″770

8. #7 Diedrich Sitjhoff/Bert Longin
Chevrolet Corvette C6-R (Super GT)
a 38″715

9. #57 Isaac Tutumlu/Dimitros Deverikos
Porsche 911 (997) GT3 R (GTS)
a 39″724

10. #21 Duncan Cameron/Matt Griffin
Ferrari F458 Italia (Super GT)
a 42″290