Corridas, Races, Carreras: Super TC2000, 1ª etapa, Rafaela

RIO DE JANEIRO – Para os leitores do blog, aí está a 1ª etapa do Super TC2000, disputada no último domingo no Autódromo Ingeniero Juan R. Báscolo, em Rafaela. Cliquem, curtam e confiram a vitória de Norberto Fontana na abertura de uma das principais competições do automobilismo argentino.

Começam as 24h de Daytona… e os problemas, também

news_race_2

RIO DE JANEIRO – Primeira hora de corrida bastante atribulada na Flórida entre vários dos 56 carros que deram a largada há pouco mais de uma hora, na 51ª edição das 24 Horas de Daytona. Escuderias de todas as divisões já enfrentaram os mais variados problemas, inclusive a Dener Motorsport: uma falha de freios (e não num rolamento de roda, como havia sido anteriormente informado) mandou o #20 que seria conduzido por Flávio Nonô Figueiredo aos boxes e o carro ficou quase 40 minutos parado até o conserto. Mas o piloto voltou à pista e está em penúltimo na geral.

Outro carro com brasileiro na tripulação e que não teve uma primeira hora muito feliz foi o #60 da Mike Shank Racing. O Ford Riley, com AJ Allmendinger a bordo, perdeu sete voltas em decorrência de um braço de suspensão dianteira partido. Ao fim da primeira hora, o carro ocupava a 49ª colocação.

01

Na classe DP, a liderança – em dobradinha – é da Ganassi, com o #01 de Scott Pruett seguido do #02 de Scott Dixon. Michael Valiante é o 3º colocado na geral com Dane Cameron em quarto. No primeiro trecho de corrida, Christian Fittipaldi passou na oitava posição. Bruno Junqueira, inscrito nos dois carros do Team Sahlen, largou no #43 e fechou a primeira hora em décimo-terceiro.

Entre os GTs, a corrida começou com Nick Tandy na pole, mas o #32 levou uma pancada na porta direita e teve dois pneus furados. A liderança caiu no colo do #44 de Andy Lally, da atual campeã da classe, a Magnus Racing. O português Filipe Albuquerque vinha em segundo com o Audi R8 da AJR, seguido por Alessandro Balzan e Anthony Lazzaro, ambos com Ferrari F458 Italia Grand-Am em terceiro e quarto.

Daniel Serra fez um ótimo primeiro turno de pilotagem com o #64 da Scuderia Corsa e entregou o carro para Raphael Matos após seu primeiro pit stop. O carro da equipe 100% composta por brasileiros estava em oitavo lugar ao fim da primeira hora de prova. Já Ricardo Maurício destacou-se por fazer a melhor autonomia entre todos os pilotos da GT: conseguiu completar 25 voltas com um único tanque de combustível, numa estratégia bastante conservadora, rodando na faixa de 1’52” por volta.

Na GX, o Porsche da Napleton Racing liderou a primeira hora inteira, com Shane Lewis no comando, seguido por Lee Davis, Andrew Carbonell e Darryl O’Young. O Mazda #00 da SpeedSource teve um problema mecânico com Joel Miller a bordo e perdeu várias voltas.