Feio, muito feio…

RIO DE JANEIRO – Quase não acreditei quando vi um texto num blog falando de briga entre dois pilotos no pódio de uma corrida da Fórmula Truck – ainda por cima disputada fora do Brasil, em Córdoba, na Argentina. Mas foi verdade, como bem demonstra o vídeo aqui acima.

Roberval Andrade e Beto Monteiro se desentenderam após uma discussão no pódio. Houve ‘dedo de seta’ apontado, safanão, dedo torcido, palavrão e o diabo a quatro. Não fosse a intervenção pronta e imediata do Felipe Giaffone e o pódio teria se transformado em ringue de boxe.

Não concordo com a atitude de nenhum dos dois pilotos. Pódio não é lugar para se tirar diferenças. Deveriam ter agido de forma digna, engolido os sapos, especialmente Roberval Andrade, já que pelo que consta a disputa entre os dois não acabou bem para ele, e resolvido as diferenças longe dali.

Não diante das câmeras de TV, que flagraram a cena lamentável.

Não tenho nada contra o Beto Monteiro, que sempre foi cordial e me tratou bem quando nos encontramos nos autódromos. Sobre o Roberval, nada posso dizer, até porque jamais conversamos. Se conselho fosse bom e eu pudesse dar um, eu pediria a ambos que se desculpassem publicamente diante dos fãs de automobilismo e da categoria.

Porque este não é o comportamento que se espera de dois profissionais do esporte.

Ficou feio, muito feio, para ambos e para a imagem da Fórmula Truck perante os argentinos. Foi uma atitude movida mais pela emoção do que pela razão, e acho que tudo o que público, imprensa e patrocinadores merecem, no mínimo, é um pouco de respeito.

Anúncios

Fórmula Truck 2013: tudo pronto para começar

RIO DE JANEIRO – Vai começar domingo a temporada 2013 da Fórmula Truck. A categoria dos caminhões mais velozes do país continua sua trajetória de sucesso, grids cheios e excelente público. Talvez seja o evento de automobilismo mais bem organizado do país – cortesia do legado deixado por Aurélio Baptista Félix, comandado por Neusa Navarro, que sucedeu com competência o marido e fundador da categoria.

Não por acaso a Truck movimenta o noticiário com novidades e caras novas que estarão presentes no grid da primeira etapa no veloz circuito gaúcho de Tarumã, em Viamão, na Grande Porto Alegre. São sete marcas envolvidas na disputa – Iveco, Volvo, Scania, Ford, Mercedes-Benz e a recém-chegada MAN, além da Volkswagen, ainda presente com quatro cabines Constellatiom, mas com a mesma mecânica do novo caminhão, com 12 litros de capacidade cúbica. O TGX estreará com o tricampeão Felipe Giaffone.

O atual campeão brasileiro e sul-americano Leandro Totti, que corria de Mercedes, deixou a marca da estrela de três pontas e foi reforçar a equipe de Renato Martins (agora apenas chefe de equipe), responsável por alinhar os Volkswagen e o novo MAN. Outros pilotos, como Paulo Salustiano e Luiz Lopes, trocaram também de marca e equipe em 2013. Salu foi para a Mercedes e Luiz agora vai de Iveco.

Agora, o campeonato traz também diversas caras novas. Edu Piano, fera das competições off-road, que ganhou muitas provas com caminhão no Rali dos Sertões, alinhará um Ford por sua própria escuderia. O cascavelense Diogo Pachenki faz sua primeira corrida na Truck com um Mercedes e terá a ilustre companhia de outro filho da terra, David Muffato, que substitui o velho Pedro, convalescente de uma cirurgia. Ronaldo Kastropil, piloto do Brasileiro de Gran Turismo e da Porsche GT3 Cup Challenge, também estreia na Truck, com um Scania da equipe de Roberval Andrade.

Nos caminhões Volvo, três novidades: Alberto Cattucci fará a temporada completa; Jansen Bueno entra como substituto do pai Diumar Bueno, ainda em recuperação do pavoroso acidente sofrido em Guaporé ano passado; e o goiano Rogério Castro – que não vai correr em Tarumã porque destruiu seu Truck num acidente durante os primeiros treinos do ano.

O grid deve ter mais novidades a partir da segunda etapa, marcada para 7 de abril em Londrina, no Paraná. Uma delas, ao que parece, vem da Itália: é o ex-piloto de Fórmula 1 Alex Caffi, de 48 anos, que faz aniversário dentro de onze dias. Vazou a informação de que Caffi será um dos pilotos da Iveco ao longo do campeonato.

A transmissão da Fórmula Truck continua na Band, com imagens em alta definição e a mesma equipe, com um reforço: narração de Teo José, comentários de Eduardo Homem de Mello e reportagens de Luiz Silvério e Vytor Zeidan.

Eis os inscritos para a etapa de Tarumã:

#0 ALBERTO CATTUCCI SP
ABF/Volvo
Volvo

#2 VALMIR “HISGUÉ” BENAVIDES SP
Scuderia Iveco
Iveco Stralis

#3 GERALDO PIQUET DF
ABF/Mercedes-Benz
Mercedes-Benz Axor 2044

#4 FELIPE GIAFFONE SP
MAN Latin America
MAN TGX

#6 WELLINGTON CIRINO PR
ABF/Mercedes-Benz
Mercedes-Benz Axor 2044

#7 DÉBORA RODRIGUES SP
MAN Latin America
Volkswagen Constellation

#8 ADALBERTO JARDIM SP
MAN Latin America
Volkswagen Constellation

#10 RONALDO KASTROPIL SP
Ticket Car Corinthians Motorsport
Scania G470

#11 JANSEN BUENO PR
DB Motorsport
Volvo

#12 JOSÉ MARIA REIS GO
Original Reis Competições
Scania G470

#14 JOÃO MAISTRO PR
Clay Truck Racing
Volvo

#15 ROBERVAL ANDRADE SP
Ticket Car Corinthians Motorsport
Scania G470

#22 DAVID MUFFATO PR
Muffatão
Scania G470

#44 EDU PIANO SP
Território Motorsport
Ford Cargo

#51 LEANDRO REIS GO
Original Reis Competições
Scania G470

#55 PAULO SALUSTIANO SP
ABF Racing Team
Mercedes-Benz Axor 2044

#72 DJALMA FOGAÇA SP
72 Sports/Ford Racing Trucks
Ford Cargo

#73 LEANDRO TOTTI PR
MAN Latin America
Volkswagen Constellation

#77 ANDRÉ MARQUES SP
MAN Latin America
Volkswagen Constellation

#80 DIOGO PACHENKI PR
ABF Racing Team
Mercedes-Benz Axor 2044

#83 RÉGIS BOESSIO RS
ABF Desenvolvimento Team
Mercedes-Benz LS1938

#88 BETO MONTEIRO PE
Scuderia Iveco
Iveco Stralis

#99 LUIZ LOPES SP
Lucar Motorsports
Iveco Stralis

Seis vezes Totti

Leandro-Totti-treino-livre-Cascavel-2012-640x448RIO DE JANEIRO – Campeão brasileiro e sul-americano da Fórmula Truck e agora recordista de vitórias. O londrinense Leandro Totti, o “Marvado”, teve um ano inesquecível na boleia do seu cavalo-mecânico Mercedes-Benz, fechado com chave de ouro neste domingo em Brasília, com a sexta vitória no ano. E numa corrida muito interessante, que começou com pista molhada e depois, com a chuva cessando, o abrasivo asfalto do circuito da capital nacional secou e Totti teve que dar o máximo para superar Adalberto Jardim, que chegou à liderança em determinado momento da disputa.

O veterano piloto da equipe Volkswagen, que já esteve na Stock Car, não conseguiu manter a primeira posição e ainda foi superado por Beto Monteiro, da Iveco, que terminou em segundo. Felipe Giaffone cruzou em quarto, seguido por Leandro Reis, que no começo da disputa andou muito bem e depois perdeu rendimento. A 6ª posição foi de Valmir “Hisgué” Benavides com outro Iveco, seguido por Paulo Salustiano (Volvo), André Marques (VW), Régis Boessio (Mercedes) e João Maistro (Volvo).

Nos treinos classificatórios, no anel externo de Brasília, as velocidades médias superaram 146 km/h. O amigo Eduardo Homem de Mello, comentarista das transmissões da Truck e que sabe tudo da matéria, confirmou para mim via twitter a velocidade final dos “brutos”: 242 km/h. Fraco, não?

Quem não é fraco é Leandro Totti, o “cara”, o número #1 da Truck em 2012.

Ano que vem, a categoria começa no dia 10 de março, no Autódromo de Tarumã, no Rio Grande do Sul. Uma pena que Jacarepaguá tenha ido para o vinagre, pois o público carioca recebeu muito bem a categoria, com muito carinho, nos três últimos anos. Assisti às disputas ano passado e neste ano e não tenho do que me queixar com relação ao tratamento recebido nos boxes das equipes e nem da presidente da categoria, Neusa Navarro Félix, que continua tocando com o brilhantismo de sempre o trabalho feito por Aurélio Baptista Félix. A Truck é uma categoria já consolidada no automobilismo brasileiro.

Parabéns a todos.

O resultado final em Brasília:

1. Leandro Totti (Mercedes-Benz), 33 voltas em 1h00min21seg687, média de 95,75 km/h
2. Beto Monteiro (Iveco), a 2″694
3. Adalberto Jardim (Volkswagen), a 10″354
4. Felipe Giaffone (Volkswagen), a 29″316
5. Leandro Reis (Scania), a 36″241
6. Valmir “Hisgué” Benavides (Iveco), a 46″686
7. Paulo Salustiano (Volvo), a 52″153
8. André Marques (Volkswagen), a 1’07″730
9. Régis Boessio (Mercedes-Benz), a 1’09″607
10. João Maistro (Volvo), a 1 volta