Uma vitória e um título para a história

MediaHandler (1)

RIO DE JANEIRO – Dia 28 de setembro de 2013. A Rolex Sports Car Series, após 13 anos de história, chegou ao fim neste sábado. O circuito de Lime Rock teve a corrida derradeira da temporada deste ano, vencida – com inteira justiça – por Jordan Taylor e Max Angelelli, da escuderia Wayne Taylor Racing.

Com o Corvette DP número #10 de chassi Dallara, a dupla ítalo-estadunidense teve um fecho de ouro para uma campanha excepcional com cinco vitórias em 12 etapas – as três últimas consecutivas, para não deixar dúvidas acerca da conquista. E hoje, ao vencer em Lime Rock, eles alcançaram o título com um total de 339 pontos. Foi o segundo troféu de campeão conquistado por Max Angelelli na Rolex Sports Car Series e o primeiro do jovem Jordan Taylor, filho do dono de equipe e ex-piloto Wayne Taylor.

O pódio deste sábado teve ainda Gustavo Yacamán e Justin Wilson alcançando o melhor resultado da dupla no ano, com um 2º lugar e os antigos campeões Memo Rojas/Scott Pruett, que ficaram com a terceira posição ao fim da disputa e com o vice-campeonato na soma dos pontos, com 326, treze a menos em relação aos campeões.

Christian Fittipaldi e seu companheiro de equipe João Barbosa não tiveram um desfecho de campeonato à altura do que conseguiram na qualificação, quando largaram em segundo: acabaram em 14º na categoria e o resultado deixou o brasileiro em 4º lugar, com 308 pontos e duas vitórias – uma a mais que Ryan Dalziel/Alex Popow. João Barbosa acabou o ano com a sexta posição, com 306 pontos.

Oswaldo Negri, que esteve ausente em várias corridas neste ano por lesão, teve um fim de ano um pouquinho mais feliz em termos de resultado: acabou em 6º com seu parceiro John Pew na etapa de Lime Rock – mas não saiu do 17º posto ao fim do campeonato, com 197 pontos.

MediaHandler (2)

Na GT, uma reviravolta na classificação: logo no início da prova, o Porsche #44 de Andy Lally/John Potter, que lideravam o campeonato, saiu da pista com Potter a bordo. O carro ficou irremediavelmente danificado e o caminho se abriu para a conquista da Scuderia Corsa e o título de outro italiano, Alessandro Balzan, que somou ao fim do campeonato um total de 341 pontos – dez à frente de Potter/Lally, que acabaram com o vice.

A vitória foi do Corvette de Eric Curran/Lawson Aschenbach na última aparição da Marsh Racing na divisão GT. Outra despedida foi a do modelo Camaro GT.R, que não continua na USCC em 2014: Robin Liddell/John Edwards terminaram em 3º na corrida e também no campeonato.

A GX, em seu primeiro e único campeonato, já que os carros da classe vão fazer parte da divisão GTD na nova USCC ano que vem, teve Jim Norman como campeão: ele e seu parceiro Spencer Pumpelly chegaram em 2º entre os carros da classe e o piloto somou 393 pontos ao fim do campeonato, contra 380 do vice-campeão Joel Miller, que venceu cinco vezes contra quatro de Sylvain Tremblay/Tom Long. Norman teve três triunfos e nove segundos lugares na divisão mais esvaziada da Rolex Sports Car Series em 2013.

Uma página foi escrita e a história da Grand-Am termina. Que venha a USCC e o Roar Before Rolex 24 at Daytona, de 3 a 5 de janeiro, o primeiro evento de pré-temporada do novo campeonato, que começa justamente em janeiro no circuito da Flórida.

Foto: Max Angelelli e Jordan Taylor celebram com Wayne Taylor a vitória e a histórica conquista na última temporada da Rolex Sports Car Series (Grand-Am/Divulgação)

Fittipaldi na primeira fila na última corrida da Grand-Am

RIO DE JANEIRO – A decisão do campeonato de 2013, último da história da Rolex Sports Car Series, tem brasileiro na primeira fila: Christian Fittipaldi, da equipe Action Express Racing, larga em 2º lugar com seu protótipo Corvette DP na corrida deste sábado em Lime Rock Park, no estado de Connecticut. O piloto marcou o tempo de 49″204, insuficiente porém para superar a pole position do estadunidense Dane Cameron, que com o BMW Riley do Team Sahlen foi muito mais rápido, em 48″795.

A segunda fila tem uma das duplas postulantes ao título: Alex Gurney/Jon Fogarty, da Gainsco/Bob Stallings, largam em 3º com o Corvette DP #99 de chassis Riley, tendo ao lado deles o #6 da dupla Justin Wilson/Gustavo Yacamán, da Mike Shank Racing. Líderes do campeonato, Jordan Taylor/Max Angelelli ficaram com a quinta posição do grid, dois postos à frente de Memo Rojas/Scott Pruett, atuais campeões da classe Daytona Prototypes, que durante o treino foram punidos por desrespeitar uma bandeira preta e perderam a melhor volta na sessão classificatória. O outro brasileiro inscrito, Oswaldo Negri, que compõe dupla com John Pew no #60 da Mike Shank Racing, vai largar na 10ª colocação.

Na GT, o Corvette Z06 #31, que faz sua última aparição na categoria pelo menos com a Marsh Racing, ficou com a posição de honra graças a Lawson Aschenbach, que marcou 53″404, dois décimos abaixo da Ferrari de Alessandro Balzan/Leh Keen, da Scuderia Corsa. Robin Liddell/John Edwards, com o Camaro da Stevenson Motorsports, largam em terceiro no grupo – ainda sonhando com o título, assim como Balzan. O treino não foi bom para os líderes do campeonato: John Potter/Andy Lally partem apenas da 11ª posição na classe, entre 15 carros inscritos.

Entre os GX, o Mazda de Tom Long/Sylvain Tremblay levou a melhor, com 56″916, apenas 0″063 melhor que o Lotus Évora de Scott e Bill Dollahite. O Porsche Cayman de Jim Norman, líder do campeonato entre os pilotos, acabou com o quarto e último posto do grupo.

A corrida decisiva da Rolex Sports Car Series será disputada em 2h45min de duração a partir de 13h35 locais, 14h35 pelo horário de Brasília.

Etapa derradeira da Rolex Sports Car Series terá 33 carros em Lime Rock

rl_laguna_13

RIO DE JANEIRO – No próximo sábado, a Rolex Sports Car Series despede-se do público e da temporada 2013 com a última etapa do campeonato no circuito de Lime Rock Park, em Lakeville, no estado de Connecticut. Após treze anos e 14 temporada disputadas, o certame deixa de existir, já que no próximo ano a Rolex Sports Car Series se funde com a American Le Mans Series, nascendo o United Sports Car Championship (USCC).

A corrida final do campeonato reúne um bom grid de acordo com a organização: serão 33 bólidos na pista – catorze protótipos da divisão DP, quinze modelos GT e quatro da GX. E a disputa pelo título está francamente aberta nas três subcategorias.

rl_laguna_10

Max Angelelli, que tenta seu segundo título na principal categoria da Grand-Am, ao lado do jovem Jordan Taylor, lidera o campeonato com 304 pontos, oito a mais que Scott Pruett, o maior campeão da história do certame com cinco títulos, e que o mexicano Memo Rojas, que formam a dupla do #01 da Chip Ganassi Racing. Campeões do certame em 2009, Alex Gurney/Jon Fogarty estão em 3º lugar com 293 pontos, dois à frente do brasileiro Christian Fittipaldi – que ainda reúne chances, mesmo que retóricas, de ser campeão. Além dele, outro piloto do país disputa a corrida final da Grand-Am: Oswaldo Negri, da Mike Shank Racing, ocupa a 17ª posição no campeonato, com 172 pontos.

rl_laguna_30

Na GT, a situação do campeonato mudou dramaticamente após uma penalização que a organização do campeonato impôs ao Corvette #31 da Marsh Racing e ao Porsche #73 da Park Place Motorsports, por infrações cometidas na etapa anterior em Laguna Seca. Assim, Andy Lally (campeão em 2004 e 2006) e seu parceiro John Potter seguem na frente com 313 pontos. Mas o italiano Alessandro Balzan, vice-líder com 309, está vivo na briga já que se beneficiou das punições impostas aos infratores na penúltima etapa. John Edwards/Robin Liddell estão em 3º lugar com 302 pontos e ainda têm chances. O atual campeão da GT, Emil Assentato, que divide sua Ferrari com Anthony Lazzaro neste ano, é o quarto com 297 – e com chances menos aparentes de levar mais uma taça.

A situação na GX não está definida, mas é a mais confortável para o líder: Jim Norman tem 361 pontos, onze à frente do vice-líder Joel Miller e dezesseis a mais que Tom Long/Sylvain Tremblay. Novamente, além dos Mazda e do Porsche Cayman que disputaram a temporada inteira, a corrida de Lime Rock conta com a presença do Lotus Évora, compondo o pelotão de carros na classe de modelos com tecnologia experimental.

Vamos aos inscritos:

DP

#01 CHIP GANASSI RACING WITH FELIX SABATES
BMW Riley
Scott Pruett/Memo Rojas

#2 STARWORKS WITH ALEX POPOW
BMW Riley
Alex Popow/Ryan Dalziel

#3 8STAR MOTORSPORTS
Corvette DP (Coyote)
Enzo Potolicchio/Michael Valiante/Stéphane Sarrazin

#4 8STAR MOTORSPORTS
Corvette DP (Coyote)
Emilio Di Guida/Sébastien Bourdais

#5 ACTION EXPRESS RACING
Corvette DP (Coyote)
Christian Fittipaldi/João Barbosa

#6 MIKE SHANK RACING
Ford Riley
Justin Wilson/Gustavo Yacamán

#8 STARWORKS MOTORSPORT
BMW Riley
Pierre Kaffer/Mike Hedlund

#9 ACTION EXPRESS RACING
Corvette DP (Coyote)
Brian Frisselle/Burt Frisselle

#10 WAYNE TAYLOR RACING
Corvette DP (Dallara)
Jordan Taylor/Max Angelelli

#42 TEAM SAHLEN
BMW Riley
Dane Cameron/Wayne Nonnamaker

#43 TEAM SAHLEN
BMW Riley
Joe Nonnamaker/Will Nonnamaker

#60 MIKE SHANK RACING
Ford Riley
Oswaldo Negri/John Pew

#90 SPIRIT OF DAYTONA RACING
Corvette DP (Coyote)
Ricky Taylor/Richard Westbrook

#99 GAINSCO/BOB STALLINGS RACING
Corvette DP (Riley)
Alex Gurney/Jon Fogarty

GT

#18 MÜHLNER MOTORSPORTS AMERICA
Porsche 911 (997) GT3 R
Bob Doyle/Kyle Marcelli

#19 MÜHLNER MOTORSPORTS AMERICA
Porsche 911 (997) GT3 R
Mark Greenberg/piloto a confirmar

#31 MARSH RACING
Chevrolet Corvette Z06 (Crawford)
Eric Curran/Boris Said

#44 MAGNUS RACING
Porsche 911 (997) GT3 R
Andy Lally/John Potter

#46 FALL-LINE MOTORSPORTS
Audi R8 LMS Grand-Am
Eric Lux/Al Carter

#57 STEVENSON MOTORSPORTS
Chevrolet Camaro GT.R
John Edwards/Robin Liddell

#61 R.FERRI/AIM MOTORSPORT RACING WITH FERRARI
Ferrari F458 Italia
Jeff Segal/Alex Tagliani

#63 SCUDERIA CORSA
Ferrari F458 Italia
Alessandro Balzan/Leh Keen

#64 SCUDERIA CORSA
Ferrari F458 Italia
Johannes Van Overbeek/Jeff Westphal

#66 TRG-ASTON MARTIN RACING
Aston Martin Vantage GT3
Damien Faulkner/Richie Stanaway

#69 AIM AUTOSPORT TEAM FXDD WITH FERRARI
Ferrari F458 Italia
Emil Assentato/Anthony Lazzaro

#73 PARK PLACE MOTORSPORTS
Porsche 911 (997) GT3 R
Patrick Lindsey/Patrick Long

#75 STEVENSON MOTORSPORTS
Chevrolet Camaro GT.R
pilotos a confirmar

#93 TURNER MOTORSPORT
BMW M3
Tom Kimber-Smith/Michael Marsal

#94 TURNER MOTORSPORT
BMW M3
Bill Auberlen/Paul Dalla Lana

GX

#00 VISIT FLORIDA RACING/SPEEDSOURCE
Mazda6 GX
Joel Miller/Tristan Nunez

#11 SDR/LOTUS RACING
Lotus Évora GX
Scott Dollahite/Bill Dollahite

#38 BGB MOTORSPORTS
Porsche Cayman
Jim Norman/Spencer Pumpelly/John Teece

#70 MAZDASPEED/SPEEDSOURCE
Mazda6 GX
Tom Long/Sylvain Tremblay

Com a mão no caneco

MediaHandler

RIO DE JANEIRO – A última corrida da história da Rolex Sports Car Series será em menos de três semanas. No dia 28 deste mês, no circuito de Lime Rock Park, em Lakeville, no estado de Connecticut, alguns pilotos vão fazer história como os derradeiros campeões da história da categoria.

Com base no que aconteceu no domingo passado em Laguna Seca, parece que o caneco entre os pilotos da classe Daytona Prototypes tem tudo para parar nas mãos de Jordan Taylor e Max Angelelli. A dupla do Corvette DP #10 da Wayne Taylor Racing venceu no momento certo e na hora certa. Com oito pontos de vantagem para Memo Rojas/Scott Pruett, que são os atuais campeões, duvido que os líderes deem bobeira suficiente para perder a chance que lhes sorri neste momento.

É claro que pelo circuito extremamente curto, tudo pode acontecer, inclusive um acidente com um retardatário. Mas a tarefa de Taylor/Angelelli será a de conservar o carro o mais inteiro possível, longe de problemas, na etapa de Lime Rock.

Mesmo com possibilidades mais remotas, Alex Gurney/Jon Fogarty continuam no páreo. A dupla do #99 da Gainsco-Bob Stallings está em 3º lugar com 293 pontos e, claro, depende de uma combinação favorável de resultados para reverter a situação. No mesmo patamar estão Christian Fittipaldi, que soma 291 pontos e João Barbosa, que tem 289. Tanto o brasileiro quanto o português, que correm juntos, têm que vencer na última para sonhar com o título – que, como a matemática não mente, cairia no colo do sobrinho de Emerson Fittipaldi.

Na GT, a situação está francamente em aberto, com Andy Lally/John Potter à frente faltando uma corrida com 313 pontos. A dupla da Magnus Racing tem oito de vantagem para o italiano Alessandro Balzan, da Scuderia Corsa, e 13 de avanço sobre Robin Liddell/John Edwards, da Stevenson Motorsports. No último fim de semana, Lally e Potter conquistaram uma importante vitória e viram Balzan chegar apenas em quinto e a dupla do Camaro em sétimo, o que ampliou a vantagem.

Apesar do plantel magérrimo, a classe GX também chega à última etapa com a disputa pelo título entre vários pilotos: Jim Norman ainda comanda a situação com 361 pontos, enquanto Joel Miller tem 350 e a dupla formada por Tom Long/Sylvain Tremblay tem 345. Ninguém dos postulantes ao título pode pensar em abandono. Zerar na última corrida pode ser fatal para as pretensões de qualquer um deles. 

Calendário da USCR está praticamente definido

O calendário do futuro certame United Sports Car Racing, com a fusão entre Grand-Am e American Le Mans Series, está praticamente definido. Haverá 12 datas, sendo que em dois circuitos de rua – Long Beach e Detroit – haverá corridas em separado. Os modelos GT vão correr na pista da Califórnia e os protótipos vão disputar a vitória na antiga capital mundial do automóvel. Os circuitos tradicionais – Daytona, Sebring, Watkins Glen, Elkhart Lake, Laguna Seca, Indianápolis e Road Atlanta – não ficarão de fora. Três pistas têm tudo para ser descartadas: Lime Rock Park, Barber Motorsports Park e Mid-Ohio Sports Car Course dificilmente serão utilizadas pela USCR em 2014.

Rolex Sports Car Series com grid cheio na penúltima do ano

Laguna-Seca-Race-FRONT-PAGE-(3)1

RIO DE JANEIRO – A penúltima etapa da Rolex Sports Car Series, que será realizada no próximo domingo no Mazda Raceway, em Laguna Seca, terá um excelente grid para a corrida programada para 2h45min de duração. Trinta e quatro carros, com direito a pelo menos duas estreias, estarão presentes no circuito californiano. Serão dezesseis protótipos da classe DP, catorze GTs e mais quatro GX.

O brasileiro Christian Fittipaldi, da Action Express Racing, chega a esta corrida como vice-líder entre os pilotos da DP e com grandes chances de ser campeão. O sobrinho de Emerson Fittipaldi, que venceu duas vezes (Mid-Ohio e Watkins Glen) e somou quatro pódios ao longo do ano, tem 267 pontos, dois apenas atrás de Jordan Taylor/Max Angelelli, que comandam a pontuação. A briga é muito aberta e ainda tem João Barbosa, Ryan Dalziel/Alex Popow, Memo Rojas/Scott Pruett e Alex Gurney/Jon Fogarty. Portanto, dez pilotos na luta pelo último título na história da categoria.

Com o pódio conquistado no Kansas após excelente corrida, Oswaldo Negri subiu para 17º na classificação com 151 pontos. O brasileiro da Mike Shank Racing espera poder fazer um bom papel para melhorar sua situação no campeonato e ajudar o parceiro John Pew a melhorar no campeonato.

Não menos acirrada é a briga pelo título na GT: Alessandro Balzan lidera com 279 pontos, mas Andy Lally/John Potter estão logo atrás com 278 e Robin Liddell/John Edwards também estão próximos, com 276. A dupla formada por Anthony Lazzaro/Emil Assentato está em 4º lugar com 269 pontos e mantém as chances de ser campeã neste ano – o que daria o bicampeonato da classe a Assentato no último ano da Rolex Sports Car Series.

Sete marcas estarão presentes na disputa neste fim de semana. A novidade é a primeira aparição do Aston Martin Vantage que será guiado por Brandon Davis e Darren Turner, finalmente cumprindo a parceria entre a TRG de Kevin Buckler e a Aston Martin Racing. Com um atraso de alguns meses, finalmente o carro está pronto e faz seus primeiros quilômetros visando a estreia definitiva na United Sports Car Racing em 2014. Mais um mercado que se abre para a centenária marca britânica.

Na GX, Jim Norman comanda a tabela de pontos com 329, sete à frente de Joel Miller. Sylvain Tremblay/Tom Long, com 310, têm poucas chances, mas ainda estão de olho numa improvável reviravolta na classificação. Quem pode atrapalhar as chances de qualquer um dos contendores é a nova dupla formada por Scott Dollahite/Jeff Mosing, que finalmente estreiam um Lotus Évora GX.

Vamos aos inscritos:

DP

#01 CHIP GANASSI RACING WITH FELIX SABATES
BMW Riley
Scott Pruett/Memo Rojas

#02 CHIP GANASSI RACING WITH FELIX SABATES
BMW Riley
Scott Dixon/Dario Franchitti

#2 STARWORKS WITH ALEX POPOW
BMW Riley
Alex Popow/Ryan Dalziel

#3 8STAR MOTORSPORTS
Corvette DP (Coyote)
Enzo Potolicchio/Stephane Sarrazin/Michael Valiante

#4 8STAR MOTORSPORTS
Corvette DP (Coyote)
Sébastien Bourdais/Emilio Di Guida

#5 ACTION EXPRESS RACING
Corvette DP (Coyote)
João Barbosa/Christian Fittipaldi

#6 MICHAEL SHANK RACING
Ford Riley
Gustavo Yacamán/Justin Wilson

#8 STARWORKS MOTORSPORT
BMW Riley
Brendon Hartley/Scott Mayer

#10 WAYNE TAYLOR RACING
Corvette DP (Dallara)
Jordan Taylor/Max Angelelli

#42 TEAM SAHLEN
BMW Riley
Dane Cameron/Wayne Nonnamaker

#43 TEAM SAHLEN
BMW Riley
Joe Nonnamaker/Will Nonnamaker

#50 HIGHWAY TO HELP
BMW Riley
Byron Defoor/Jim Pace

#60 MICHAEL SHANK RACING
Ford Riley
Oswaldo Negri/John Pew

#90 SPIRIT OF DAYTONA
Corvette DP (Coyote)
Richard Westbrook/Ricky Taylor

#99 GAINSCO/BOB STALLINGS RACING
Corvette DP (Riley)
Jon Fogarty/Alex Gurney

GT

#03 EXTREME SPEED MOTORSPORTS
Ferrari F458 Italia Grand-Am
Mike Hedlund/Johannes Van Overbeek

#18 MÜHLNER MOTORSPORTS AMERICA
Porsche 911 (997) GT3 R
Kyle Marcelli/Brian Wong

#31 MARSH RACING
Chevrolet Corvette Z06R GT3
Eric Curran/Boris Said

#44 MAGNUS RACING
Porsche 911 (997) GT3 R
Andy Lally/John Potter

#46 FALL-LINE MOTORSPORTS
Audi R8 LMS Grand-Am
Al Carter/Bryan Sellers

#57 STEVENSON MOTORSPORTS
Chevrolet Camaro GT.R
John Edwards/Robin Liddell

#61 R.FERRI/AIM MOTORSPORT RACING WITH FERRARI
Ferrari F458 Italia Grand-Am
Jeff Segal/Alexandre Tagliani

#63 SCUDERIA CORSA
Ferrari F458 Italia Grand-Am
Alessandro Balzan/Leh Keen

#66 TRG-AMR
Aston Martin Vantage
Brandon Davis/Darren Turner

#69 AIM AUTOSPORT TEAM FXDD WITH FERRARI
Ferrari F458 Italia Grand-Am
Anthony Lazzaro/Emil Assentato

#71 PARK PLACE MOTORSPORTS
Porsche 911 (997) GT3 R
Charles Putman/Charlie Espenlaub

#73 PARK PLACE MOTORSPORTS
Porsche 911 (997) GT3 R
Patrick Long/Patrick Lindsey

#93 TURNER MOTORSPORT
BMW M3
Michael Marsal/piloto a confirmar

#94 TURNER MOTORSPORT
BMW M3
Paul Dalla Lana/Bill Auberlen

GX

#00 VISIT FLORIDA RACING/SPEEDSOURCE
Mazda6 GX
Joel Miller/Tristan Nunez

#11 SDR/LOTUS RACING
Lotus Évora GX
Scott Dollahite/Jeff Mosing

#38 BGB MOTORSPORTS
Porsche Cayman
Spencer Pumpelly/Jim Norman

#70 MAZDASPEED/SPEEDSOURCE
Mazda6 GX
Tom Long/Sylvain Tremblay

Grand-Am: disputa pelo título pega fogo

081713_KS_BC_54131

RIO DE JANEIRO – O sábado de Rolex Sports Car Series no Kansas fez o campeonato da Grand-Am pegar fogo nas principais divisões, a Daytona Prototypes e a Grand Touring. A corrida do Kansas, primeira disputada no circuito que os estadunidenses chamam de “roval”, pois contou com parte do traçado oval – curvas inclinadas inclusive – e com um trecho de misto, fez o campeonato ganhar um colorido imprevisível, a apenas duas corridas para o fechamento do certame, marcadas para Laguna Seca e Lime Rock Park, ambas em setembro.

Na DP, apenas cinco pontos separam os principais concorrentes ao título. Com mais um revés, Ryan Dalziel/Alex Popow, da Starworks, perderam a liderança do campeonato para Jordan Taylor/Max Angelelli, que levaram a melhor na corrida, com Scott Pruett/Memo Rojas, que partiram da pole, em segundo. O resultado levou a dupla do Corvette DP #10 ao total de 269 pontos, na ponta da tabela.

Apenas dois pontos atrás está o brasileiro Christian Fittipaldi, que obteve o 4º lugar em dupla com o português João Barbosa. Não fosse, repito, a falha de suspensão no carro em Indianápolis, e talvez o piloto do Corvette DP #5 da Action Express é que estivesse na liderança do campeonato. Resta, por enquanto, a vice-liderança ao sobrinho do bicampeão mundial de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi.

O outro brasileiro inscrito, Oswaldo Negri, conquistou seu primeiro pódio – para valer – do ano, pois a categoria cassou os pontos conquistados em Daytona. Ele e seu parceiro John Pew superaram os problemas decorrentes de uma batida e, numa grande corrida, conquistaram um excelente resultado. Negri também prova que está de volta à velha forma, após convalescer de uma cirurgia para a correção de uma fratura, que o tirou de algumas corridas.

Além de Taylor/Angelelli, Popow/Dalziel e Fittipaldi/Barbosa, que mesmo correndo em dupla têm uma pontuação diferente, outras duplas que ainda estão no páreo são as de Jon Fogarty/Alex Gurney e Memo Rojas/Scott Pruett. Difícil dizer quem, ao fim das 12 provas, vai faturar o caneco.

Na GT, a luta está igualmente equilibrada e acirrada: com o triunfo no Kansas, Leh Keen ajudou seu parceiro Alessandro Balzan a recuperar a liderança do campeonato. O italiano da Ferrari #63 da Scuderia Corsa soma agora 279 pontos, apenas um à frente de John Potter/Andy Lally, que chegaram em oitavo somente com o Porsche #44 da Magnus Racing. John Edwards/Robin Liddell completaram em 4º lugar e estão em terceiro, com 276.

O pódio na 10ª etapa entre os GTs foi composto ainda por Patrick Lindsey/Patrick Long, com o Porsche #73 da Park Place Motorsports e por Emil Assentato/Anthony Lazzaro, com outra Ferrari.

A GX teve o de sempre: os carros mais lentos do lote e a vitória de Joel Miller/Tristan Nunez. Foi o quinto triunfo do #00 em 2013 e Miller está a apenas sete pontos do líder Jim Norman, que soma 329. Tom Long tem 310 e Tristan Nunez 287.