Frosty “on fire”

2014 ITM 500 Auckland

RIO DE JANEIRO – Ninguém foi capaz de segurar Mark “Frosty” Winterbottom na rodada quádrupla do International V8 Supercars, disputada ao longo de todo o fim de semana no circuito de Pukekohe, na região neozelandesa de Auckland. O piloto da Ford Performance Racing venceu duas das quatro baterias realizadas, igualou o número de vitórias (três) de Jamie Whincup e disparou na liderança do campeonato, superando o antigo líder Craig Lowndes. “Frosty” soma 941 pontos, 107 a mais que o piloto da Red Bull (Triple Eight Engineering).

Winterbottom venceu com grande autoridade a primeira prova do sábado e a corrida principal, disputada no domingo com distância dobrada em relação às três primeiras. De quebra, faturou um outro pódio com o 2º lugar na corrida #2 do sábado. Em contrapartida, Lowndes só fez um pódio na prova da sexta-feira, quando chegou em terceiro. De resto, duas performances medíocres e um 10º lugar minaram a dianteira do então líder da competição.

As demais provas do fim de semana foram vencidas por pilotos com carros Holden: Jason Bright chegou ao primeiro triunfo em 2014 na prova da sexta-feira e Shane Van Gisbergen, ídolo local, ganhou a prova #2 do sábado. Outros destaques foram Chaz Mostert, que conquistou dois terceiros lugares com o segundo Ford do time oficial de fábrica e Scott McLaughlin, que com um 3º e um 2º posto nas duas últimas baterias deixa claro que a primeira vitória da Volvo na categoria é questão de tempo. Também Nick Percat, que vem na parte de baixo da tabela, conseguiu três bons resultados, com um sexto e dois sétimos lugares, nas melhores performances do piloto do carro #222 em 2014.

As próximas provas do International V8 Supercars serão disputadas em Perth, no Barbagallo Raceway, nos dias 17 e 18 de maio, em sistema de rodada tripla.

Classificação do campeonato após 13 corridas:

1. Mark Winterbottom (Ford) – 941 pontos
2. Craig Lowndes (Holden) – 834
3. Fabian Coulthard (Holden) – 824
4. James Courtney (Holden) – 781
5. Shane Van Gisbergen (Holden) – 777
6. Jamie Whincup (Holden) – 775
7. Scott McLaughlin (Volvo) – 651
8. Jason Bright (Holden) – 592
9. David Reynolds (Ford) – 592
10. Will Davison (Erebus Mercedes) – 572

“Frosty” dá primeira vitória para a Ford na V8 Supercars

20140406_182014_5-Winterbottom-EV03-14-4604

RIO DE JANEIRO – Os fãs da Ford na V8 Supercars australiana não têm mais motivos para ficar tristes. Num ano em que a Holden apontava como dominadora absoluta e até a Mercedes conseguira um triunfo histórico com Lee Holdsworth, a marca do oval azul ainda não tinha faturado uma corrida na competição – pelo menos até este domingo.

A corrida #3 disputada em Winton, fechando a terceira rodada da temporada, foi toda de Mark “Frosty” Winterbottom. O piloto da equipe oficial Ford Performance Racing completou a corrida principal de 67 voltas, praticamente o dobro das baterias do sábado, com mais de nove segundos de vantagem para James Courtney, da HRT.

Tim Slade conseguiu um excelente 3º lugar, seguido por Jason Bright, David Reynolds e Chaz Mostert, num fim de semana atípico para a equipe Red Bull, atual dominadora da competição. Craig Lowndes largou em quinto, mas não passou de um modesto 7º lugar. Jamie Whincup, que teve talvez o seu pior desempenho em muito tempo, chegou em décimo após largar da 13ª posição.

Ao contrário do sábado, desta vez o melhor Mercedes-Benz não passou de um 15º lugar com Lee Holdsworth, logo à frente do pole position Scott McLaughlin, da Volvo. O mais bem colocado entre os Nissans Altima foi o carro de Michael Caruso, da equipe Norton Hornets, completando em 8º lugar à frente do parceiro James Moffat.

Com os resultados da rodada de Winton, após nove provas cumpridas, Craig Lowndes ainda lidera – mas com somente 28 pontos de vantagem para Mark Winterbottom, o novo vice-líder da competição. Fabian Coulthard, 11º colocado na corrida #3, caiu para terceiro no campeonato. Jamie Whincup é apenas o quinto colocado.

A próxima rodada da V8 Supercars é em Auckland, na Nova Zelândia, no último final de semana de abril.

Histórico: Mercedes conquista primeira vitória na V8 Supercars

20140405_172255_4-Holdsworth-EV03-14-4130

RIO DE JANEIRO – Momento histórico no International V8 Supercars: a Mercedes-Benz, leia-se Erebus (que prepara os carros na Austrália, com a supervisão da AMG), chegou à sua primeira vitória no certame australiano de turismo. Lee Holdsworth venceu neste sábado a corrida #2 da terceira rodada da competição, disputada no circuito Winton Motor Raceway no estado de Victoria.

Holdsworth completou a prova de 34 voltas com um segundo e meio de margem para Mark “Frosty” Winterbottom, da Ford. O pole position Fabian Coulthard obteve a terceira posição, seguido por David Reynolds, David Wall e James Moffat, a bordo do melhor Nissan Altima L33 inscrito.

A inédita vitória de um modelo Mercedes na competição foi um dos melhores momentos da temporada até aqui. E a equipe se emocionou com o triunfo, tanto que Betty Klimenko, que cuida da chefia das operações nas provas, pegou carona num carro da organização e foi comemorar com Holdsworth enquanto o piloto dava entrevistas para a tevê australiana. É só ver o vídeo aqui abaixo.

Notou algumas ausências entre os primeiros colocados? Pois é: a Red Bull Racing não teve uma boa atuação nas duas primeiras provas disputadas em Winton. Craig Lowndes foi 16º na segunda corrida e Jamie Whincup um apagado 19º. Na prova #1, eles estiveram ligeiramente melhor: oitavo para Lowndes, nono para o atual campeão do V8 Supercars.

20140405_150207__E5R40351

A corrida #1 da programação deste fim de semana teve vitória de Fabian Coulthard, com Shane Van Gisbergen em segundo e Dale Wood em terceiro. Três Holden Commodore VF nas três primeiras colocações. Destaque para Winterbottom terminando em 7º após largar em 23º e Russell “Enforcer” Ingall, que partiu na penúltima fila, chegou a andar em terceiro, pagou um drive through e chegou na décima posição.

Com os resultados das duas primeiras provas em Winton, a vantagem de Craig Lowndes na liderança baixou para apenas 19 pontos. Veja a classificação:

1. Craig Lowndes (Red Bull Racing/Holden) – 605 pontos
2. Fabian Coulthard (Lockwood Racing/Holden) – 586
3. Jamie Whincup (Red Bull Racing/Holden) – 528
4. Mark Winterbottom (Ford Pepsi Max Crew/Ford Falcon) – 523
5. Shane Van Gisbergen (Team Tekno VIP Petfoods/Holden) – 480
6. James Courtney (Holden Racing Team/Holden) – 471
7. Lee Holdsworth (Erebus Motorsport/Mercedes) – 380
8. Will Davison (Erebus Motorsport/Mercedes) – 354
9. Scott McLaughlin (Valvoline Racing GRM/Volvo) – 349
10. Tim Slade (Supercheap Auto Racing/Holden) – 344

V8 Supercars: vitória de Lowndes na corrida #3

RIO DE JANEIRO – Simplesmente imbatível: o veterano Craig Lowndes voltou a vencer na temporada 2013 do International V8 Supercars, com o Holden #888 da equipe Red Bull Australia. Correndo em casa, já que é da região da Tasmânia, o piloto de 39 anos segue também na liderança do campeonato com mais este triunfo.

A corrida #3 do fim de semana de provas no Symmons Plains International Raceway foi a mais longa do evento. Após duas etapas de tiro mais curto, ambas com 42 voltas e vencidas por Jamie Whincup, desta vez o grid de 25 pilotos largou para uma prova com o dobro do percurso, justificando os 400 km que dão nome à 2ª etapa do campeonato – Tyrepower Tasmania 400.

Lowndes venceu com cinco segundos de vantagem para o rival e colega de equipe Whincup, enquanto James Courtney fez mais uma boa corrida e completou em 3º lugar. Will Davison, de novo em quarto, repetiu o bom resultado do Erebus Mercedes-Benz C63 AMG em Symmons Plains. Outra sensação foi Scott McLaughlin, 6º colocado com seu Volvo.

O melhor Ford Falcon ficou somente em nono, com Mark “Frosty” Winterbottom e os Nissan Altima não tiveram a menor chance na corrida #3. Apenas um modesto 19º posto para Michael Caruso e os carros do fabricante japonês chegaram até vigésimo-segundo.

Concluídas duas rodadas e disputadas seis corridas, a classificação do International V8 Supercars está assim:

1. Craig Lowndes – 532 pontos
2. Jamie Whincup – 462
3. Fabian Coulthard – 447
4. James Courtney – 429
5. Mark Winterbottom – 406
6. Shane Van Gisbergen – 389
7. Scott McLaughlin – 334
8. Tim Slade – 308
9. Garth Tander – 282
10. Russell Ingall – 274

V8 Supercars: Whincup vence duas na Tasmânia

Jamie Whincup

RIO DE JANEIRO – O atual campeão do International V8 Supercars Jamie Whincup fez neste sábado de abertura da segunda rodada da temporada 2014, a pontuação máxima nas duas provas disputadas no circuito Symmons Plains International Raceway. Pole position para ambas as corridas, quarta e quinta válidas pelo campeonato, o piloto da Red Bull Racing Australia foi soberano na Tasmânia, no circuito de pouco mais de 2,4 km de extensão.

Whincup faturou a primeira corrida do dia com menos de um segundo de vantagem para James Courtney, também com um Holden a exemplo do vencedor. Mark “Frosty” Winterbottom obteve o terceiro posto, seguido pelo veteraníssimo Russel Ingall. O “Enforcer”, aos 50 anos, conseguiu um grande resultado na primeira bateria da rodada tripla do fim de semana em Symmons Plains.

Líder do campeonato até antes da segunda rodada, graças aos resultados da Clipsal 500 em Adelaide, Craig Lowndes foi apenas o 8º colocado, atrás de Scott McLaughlin (Volvo), Garth Tander (Holden) e Will Davison (Erebus Mercedes), este ofertando à marca da estrela de três pontas o melhor resultado do construtor na competição. Já o melhor Nissan ficou num distante 18º lugar, com James Moffat a bordo.

Na prova #2 de Symmons Plains, deu de novo Whincup, com Mark Winterbottom em segundo e a terceira posição desta vez foi de Fabian Coulthard. Scott McLaughlin voltou a brilhar com o Volvo S60 e foi quarto, seguido por Garth Tander e Jason Bright, ambos com Holden.

Craig Lowndes largou do fim do grid em razão de irregularidades e conseguiu ainda um razoável 5º lugar, bem à frente do melhor Erebus Mercedes, desta vez guiado por Lee Holdsworth, que foi décimo. James Moffat obteve a 13ª colocação, sendo o melhor piloto do lote da Nissan.

O sueco Robert Dahlgren, único forasteiro da competição, continua devendo: foi 20º na corrida #1 em Symmons Plains e décimo-oitavo na corrida #2.

Neste domingo, os pilotos voltam à pista da Tasmânia para a corrida #3, para a qual – claro – será realizado um treino classificatório que define o grid. O horário de largada é 15h55 locais, 1h55 pelo horário de Brasília.

Três vencedores diferentes na abertura do V8 Supercars

RIO DE JANEIRO – Começou o International V8 Supercars com a Clipsal 500 em Adelaide. Disputada pela primeira vez em três baterias (até o ano passado eram duas), a prova teve três vencedores diferentes ao longo do fim de semana, muitas disputas – uma delas, épica – e até uma capotagem.

O campeão de 2013 Jamie Whincup venceu a primeira prova do sábado, Craig Lowndes faturou a prova #2 e no domingo, na corrida que acabou com duas voltas a menos que o previsto, levou a melhor James Courtney, que há muito tempo não sabia o que era vencer uma prova do certame.

Um dos pontos altos do fim de semana foi a disputa pelo 2º lugar na corrida #2 entre Jamie Whincup e Scott McLaughlin, na estreia da Volvo na International V8 Supercars. Sétimo colocado na corrida #1, o piloto do carro da equipe Garry Rodgers Motorsport vendeu caríssimo a segunda posição e ainda por cima foi protagonista de uma manobra fantástica de ultrapassagem sobre o campeão. Confira no vídeo abaixo.

Outro momento de destaque em Adelaide foi o acidente em que se envolveu o veterano Jason Bright, na 14ª volta da corrida #3. O piloto do Holden #8 da equipe Brad Jones Racing foi dividir a primeira perna da chicane que forma a curva 1 do circuito urbano de Adelaide com outros dois carros e levou a pior. O resultado pode ser visto por todos os ângulos no vídeo abaixo.

Após o fim de semana de Adelaide, Craig Lowndes lidera com 282 pontos, cinquenta e dois à frente de Fabian Coulthard. Shane Van Gisbergen é o terceiro colocado com 221 pontos e Rick Kelly está em quarto, com 198. Jamie Whincup começa o ano em 7º lugar, com 174. A International V8 Supercars disputa uma etapa extracampeonato em Melbourne, na abertura da temporada do Mundial de Fórmula 1, entre os dias 13 e 16 de março.

Duas poles para a Red Bull na Clipsal 500; Volvo impressiona

Jamie WhincupRIO DE JANEIRO – A Red Bull (ou melhor, a Triple 8 Race Engineering) começou bem a temporada 2014 do International V8 Supercars. Nos dois primeiros treinos classificatórios para as corridas de 39 voltas que serão disputadas neste sábado, abrindo a Clipsal 500 no circuito urbano de Adelaide, os dois Holden VF Commodore ficaram à frente no pelotão de 25 carros inscritos.

Jamie Whincup, o atual campeão, foi o mais veloz para a corrida #1 e seu companheiro de equipe Craig Lowndes acabou como o pole position da corrida #2. Sendo que, no grid da prova inaugural, os dois carros com o touro vermelho estarão monopolizando a primeira fila.

Whincup marcou o tempo de 1’20″584, abaixo do melhor tempo dos treinos livres, cortesia de Fabian Coulthard num outro Holden, inscrito pela Brad Jones Racing. Ele superou Lowndes por 0″151 e a terceira posição, a 0″235, ficou com Mark “Frosty” Winterbottom, do time oficial da Ford.

James Courtney, totalmente recuperado das fraturas sofridas num acidente fortíssimo ano passado em Phillip Island, colocou-se em quarto. A surpresa veio a seguir: o jovem Scott McLaughlin, revelação de 2013, classificou o estreante Volvo S60 da Garry Rogers Motorsport/Polestar Race na quinta colocação do grid. Um tremendo resultado, considerando que Robert Dahlgren, no segundo carro do time, ficou apenas em 21º.

O melhor Nissan Altima L33 ficou em 7º lugar com Todd Kelly, da equipe Jack Daniel’s. Já o Mercedes-Benz Erebus mais bem colocado foi o de Lee Holdsworth, qualificando-se na décima-sexta posição. Cabe observar que 20 dos 25 pilotos ficaram dentro do mesmo segundo no primeiro treino classificatório.

Scott McLaughlin

Na segunda bateria classificatória, que definiu o grid da corrida #2, McLaughlin voltou a surpreender com seu Volvo e fez o segundo melhor tempo, numa performance extraordinária do kiwi, imiscuindo-se entre os dois carros da Red Bull. O experiente Jason Bright foi bem e conseguiu a quarta posição, batendo o Ford de Mark Winterbottom, a Mercedes de Lee Holdsworth e o Nissan de Michael Caruso. As cinco marcas presentes no campeonato ficaram nas sete primeiras posições do grid. Nada mal.

Nas demais posições, destaque negativo para o 15º posto de Shane Van Gisbergen e o 16º posto de Fabian Coulthard, pois sempre espera-se muito de ambos os pilotos. O veterano Russell Ingall também não alcançou um bom tempo de classificação: foi o penúltimo, com Robert Dahlgren fechando a raia.